skip to Main Content
11 de abril de 2021 | 12:20 pm

VOCÊ PRESERVA O RIO CACHOEIRA?

Tempo de leitura: < 1 minuto

Balsa construída com 2 mil garrafas-pet está ancorada próximo à Ilha do Jegue

Quem passa neste fim de semana pelas margens do Rio  Cachoeira, trecho da Ilha do Jegue, centro de Itabuna, é desafiado a se perguntar sobre o próprio comportamento com relação ao rio. Bem ao lado da ilha, em uma pequena balsa, há uma faixa com a indagação que cada pessoa deve fazer a si mesma (a que está no título desta nota).
A balsa foi construída com 2 mil garrafas-pet, recolhidas nos bairros Mangabinha, Jardim Primavera, Manoel Leão e na escola Curumim. A iniciativa do protesto é dos integrantes do projeto Memórias do Rio Cachoeira, que está produzindo um CD com 12 poemas de autores grapiúnas sobre o rio, musicados pela banda Manzuá.
Em tempo: hoje é celebrado o Dia de Combate à Poluição.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. seu pimenta, a ideia é boa mais acho q não vai ter efeito nenhum. ninguém lê o que tá escrito na faixa ou identifica o que é que tá ali boiando. de longe parece um corpo de animal morto.

  2. Concordo com o Fernando. Não dá pra ler nada. Passei ali e não enxerguei nada, mas vendo esta notinha aqui, me parece mais com uma propaganda para lançar a banda Manguzá. No final das contas esse pessoal retirou o lixo das ruas e jogou dentro do rio. Tipo, será que eles pensaram na preservação do rio cachoeira?!

  3. Muito boa a iniciativa. Quando não conseguimos vencer pela conscientização, qualquer outro meio é válido.A exemplo do descaso com nosso portentoso Jorge Amado, nosso rio também não é levado a sério. é muito triste um povo sem memória!

  4. Independente do tamanho da faixa e da letra, fica a ótima iniciativa.
    Quanto ao comentário da Sra. Laura Agnes, em relação ao pessoal da banda, eles não retiraram o lixo da rua e colocaram no rio… Esta faixa, juntamente com as garrafas PET serão retirados amanhã!

  5. Estive neste fim de semana na cidade de Vitória da Conquista e,parece até que estava em outro mundo,pois ao contrário do que estou(estamos)acostumado aqui em Itabuna city,a cidade é de fazer inveja a qualquer papa jaca.As ruas do centro da cidade e bairros próximos muito limpas,trãnsito organizado,com respeito mútuo entre motoristas e pedestres…inclusive a principal diferença que percebi foi a “falta” para não dizer ausência dos buracos que estão multiplicados por nossa querida cidade.
    Realmente é lamentável o que aconteçe com nosso município,porque não é preciso irmos para muito longe para saber que é possível solucionar problemas simples e oferecer o mínimo de conforto e bem star aos pagadores de impostos.Estive também,ainda em Conquista,numa praça,conhecida como “Praça dos peixes”,no centro da cidade,praça esta bastante arborizada,com várias espécies de aves e peixes,onde ví famílias se divertindo com aquela simples porém aconchegante opção de lazer.
    Confesso que meu coração se alegrou á retornarmos para minha Itabuna na Br 415,mesmo com os solavancos que os buracos nos proporcionava,dando-nos boas vindas.Mas é assim companheiros,a esperança ainda não morreu.Sonho ainda em ver esta cidade que amo bem administrada,que possa nos ofereçer o mínimo de conforto e qualidade de vida,pois,como diz o ditado,nada é para sempre.
    Desabafo de um papa jaca!!!

  6. Em Itabuna você vai degustar um sorvete numa linda sorveteria
    que fica situada na praça camacan,centro da cidade,você degusta
    também um fedor e uma gatinga de fezes e urina que vem de um bambuzal ali existente da margem do rio que se transformou em latrina. você vai fazer a já tradicional corrida pelo passeio do beira rio, passando pela margém do rio que fica do lado da cinquetenário,você depara com o mal cheiro de fezes e urina e se livrando de pisar no cocô ali existente,não obstante,você têm que sentir o fedor e a catinga da peste maconha. Sem falar
    do mal cheiroso rio cachoeira que nada mais é do que o pinico de Itabuna. Contudo,este pequenino gesto em sensibilizar o homem a preservá-lo o rio cachoeira pode ser um gesto gingante
    para o futuro.

  7. Por aqui, o maior problema é o próprio povo, que é sem educação, seja no trânsito, seja no dia a dia, sujando tudo, ignorando os direitos do próximo, inclusive os vasos com as plantas que foram colocadas na Av. Cinquentenário, que já viraram “lixeiras”, …!!!
    O problema do rio cachoeira não é apenas de Itabuna, mas da região, pois passa por várias cidades, até chegar em Ilhéus, …!!!
    Eu já vi, inclusive, peruas metidas a madames, jogando lixo no estacionamento do Shopping, assim como os bostéticos, que entram nos seus carros e jogam garrafas, copos, tudo no estacionamento, sendo que todos eles passaram por lixeiras, dentro do próprio Shopping, a menos de 100 metros de onde estacionaram os seus carros, …!!!
    Aqui a falta de educação, de consciência, é endêmica, é “cultural”, esta evidente em todas as classes sociais, …!!!
    Outra coisa que eu canso de ver é gente colocando os filhos para urinar no estacionamento do Shopping, assim como nas ruas e praças, sendo que estiveram todo o tempo próximos a banheiros, seja do próprio Shopping, ou mesmo em estabelecimentos, tais como restaurantes, pizzarias, e por aí vai. E quem quiser que diga alguma coisa, …!!!
    Não adianta apenas criticar o poder público, pois as pessoas quebram as lixeiras próximas a pontos de ônibus, depredam os próprios pontos de ônibus, os orelhões, os equipamentos públicos, …, os taxistas muitas vezes urinam em locais públicos, e por aí vai, …!!!
    Aqui em Itabuna, até mesmo em bairros ditos “nobres”, tais como Jardim Vitória e Zildolândia, as pessoas não têm educação, pois jogam lixo nas ruas (em frente as próprias casas, como eu já vi alguns “figurões” fazerem), colocam o lixo nas portas das casas fora de hora, logo após o carro ter passado, mas sempre culpam o poder público, …!!!
    Eu sou daqui, gosto daqui, mas tenho plena consciência de que as pessoas são muito mal educadas, grossas, estúpidas, …!!!
    Tinham tudo para serem pessoas educadss, civilizadas, mas infelizmente não é o que acontece, …!!!
    Podem observar, por exemplo, as pessoas que levam os seus cães para passear nas ruas e praças, …, quantas delas apanham as fezes dos seus animais, …?!?!?!
    Vejam quantas pessoas jogam as folhas velhas (secas) das plantas na frente das próprias casas, de qualquer forma, …, quantas pessoas constroem, reformam, mas recolhem os entulhos, …?!?!?!
    Quantas colocam material de construção na frente das próprias casas, sem se preocupar se irá entupir bueiros, e por aí vai, …?!?!?!
    Quantas pessoas colocam carros, mercadorias, tudo na frente das lojas, das oficinas, prrjudicando os pedestres, apenas visando o lucro deles, mais nada, …?!?!?!
    Tentem andar pelo passeio – calçada – na Av. Itajuípe, por exemplo, depois me digam se eu tenho, ou não, razão, …?!?!?!
    Eu creio que deveriam haver campanhas como estas não apenas em relação ao rio, para ver se melhora um mínimo que seja, …!!!
    Algumas escolas, ao invés de colocar seus alunos para pedirem nas portas os outros, nos sinais de trânsito, feito esmolés, bem que poderiam fazer uma conscientização dos próprios estudntes, levando-os a locais públicos, ruas e praças da cidade, para depois eles fazerem relatórios, dissertando a respeito do que viram, e do que acharam errado, …!!!
    O pior é que nós estamos, mais uma vez, pregando para as pedras do deserto, …!!!

  8. Eu também acho que essa iniciativa é válida, se desse pra ver algo! Não acho que foi para fazer publicidade dessa banda nova porque não tem nada na faixa falando sobre ela. Agora eu concordo que eles jogaram mais lixo no rio e, geralmente, esse pessoal que faz isso não se lembra de limpar, aquilo vai ficar lá flutuando por dias, meses. O sr. Red Label tá falando bem demais de Vitória da Conquista e esquecendo que Itabuna tem várias coisas legais e funcionais.

  9. Nós do GRAMA, estamos lutando pela melhoria do Rio Cachoeira desde os anos 90. Muitas ações foram feitas no sentido de alertar a população sobre a morte do Rio(diagnóstico das agressões da nascente à foz)e outras estão sendo continuadas: palestras nas escolas, universidade, faculdades, Câmara de Vereadores. E tudo isto sem apoio nenhum do poder público. Estamos com uma peça teatral sobre higiene,lixo e água parada por falta de P A T R O C Í N I O. Isto mesmo, falta de apoio financeiro. Porém, as pessoas só descobrem o Rio quando ele está fedendo. E a principal responsável pelo saneamento do Rio – A EMASA, cobra 45% (quarenta e cinco) por cento de taxa de esgoto (pelo menos na minha conta de água) e fecham os olhos, tapam os ouvidos e faz de conta que está tudo bem. As ações que estão vindo para benefício do Rio são muito louváveis, mas não são coisas novas. É bom não esquecerem o referencial histórico!

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top