skip to Main Content
20 de junho de 2021 | 10:28 pm

ACÁCIA, LENINHA E JUÇARA

Tempo de leitura: 2 minutos

Marco Wense

E as simpáticas Leninha Duarte e Acácia Pinho? Vão ter que mostrar serviço.

Por ordem alfabética, e não por posição nas pesquisas de intenção de voto, já que Juçara é a primeira colocada e Leninha se encontra na frente de Acácia, são as três mulheres pré-candidatas na sucessão de 2012.
A expectativa em torno de uma mulher comandando a prefeitura de Itabuna pela primeira vez, destronando os marmanjos, domina uma considerável parte do eleitorado.
A petista Juçara Feitosa, a pedetista Acácia Pinho e a quase peemedebista Leninha Duarte, obviamente do PT, PDT e PMDB, sabem que a condição de prefeiturável é instável.
A manutenção da pré-candidatura de Juçara depende de três importantes fatores: 1) sua posição nas pesquisas em relação ao Capitão Azevedo (DEM-reeleição). 2) coligação com os partidos da base aliada do governo Wagner. 3) o entusiasmo da militância.
As consultas populares apontam a ex-primeira dama na frente do Capitão Azevedo. Mas quando o candidato do PT é Geraldo Simões, a distância entre ele e o prefeito aumenta.
As agremiações partidárias aliadas ao governador Jaques Wagner, com exceção do PSB, ainda mantém o discurso de que Geraldo Simões quer impor o nome de Juçara.
O PCdoB, por exemplo, aceita conversar com o PT se o candidato for Geraldo Simões.  Francamente, como diria o saudoso Leonel Brizola, não entendo essa atitude dos comunistas com a ex-primeira dama.
E, por fim, a falta de entusiasmo da militância do PT com a pré-candidatura da ex-secretaria de Desenvolvimento Social. É incrível. Mas é verdade: de 10 petistas, todos os 10 acham que Juçara perde a eleição.
E as simpáticas Leninha Duarte e Acácia Pinho? Vão ter que mostrar serviço. Se não alcançar dez pontos percentuais, até junho de 2012, não serão candidatas.
Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Como diz o texto, se de cada 10 petistas, 10 acham que a mulher do G.S. irá perder as eleições, …, imagina os que não são petistas, …, estes têm certeza, …!!!
    Para a sorte de Itabuna, tomara que o Fernando Cuma, o G.S. a mulher dele, e mas uma ruma de gente ultrapassada, obsoleta, viciada, desista de se candidatar, …!!!
    Precisamos de gente nova, com novos pensamentos, …!!!
    O passado, vamos deixar guardado lá no Museu da Casa Verde, …, para sempre, …!!!
    Pelo amor de Deus, …!!!
    A política itabunense clama: OXIGÊNIO, JÁ, …, caso contrário infelizmente irá sucumbir – além de exalar um cheiro bastante desagradável – tal qual o Rio Cachoeira, …!!!

  2. Zelão diz: – O Enigma do PT!
    O grande mal do petismo é que todos os militantes se julgam iguais, merecedores e aptos a ocupar o poder. Desde o primeiro governo de Geraldo Simões que assisto a essa luta intestina, dentro das hostes petistas: – Todos queriam e exigiam uma parte do poder que julgavam ter conquistado sozinhos, quando todos sabiam à época, que a força eleitoral do PT até então não tinha sido capaz de eleger um só vereador – mesmo quando Geraldo foi o candidato a vereador mais votado, a legenda não teve votos suficientes para elegê-lo vereador.
    O nome de Jussara desde que foi lançado no pleito passado sofreu a discriminação de parte dos companheiros de partido, justamente aqueles que se julgavam preteridos e “bolas da vez.” Foi do seio do PT que nasceu a principal arma utilizada pela oposição de que Geraldo, ao lançar o nome da sua esposa, estaria querendo criar um feudo político familiar.
    Por ser mulher e esposa de Geraldo, Jussara sofreu a discriminação, que em parte ofuscou a sua imagem de experiência política e administrativa, vivenciada como militante política, esposa de Geraldo e secretaria de governo.
    Nem mesmo com os 42 mil votos obtidos por Jussara na eleição passada, são argumentos suficientes para demonstrar a alguns petistas de que ela é verdadeiramente o melhor nome para com o apoio da Presidenta Dilma Roussef; do Governador Jaques Wagner; da Senadora Lídice da Mata e de Geraldo, um governo de desenvolvimento para Itabuna.
    A não aceitação do nome de Jussara

  3. A professora Acácia Pinho é muito competente na sala de aula e quando foi pró-reitora da UESC mostrou desenvoltura e boa capacidade administrativa é um bom nome para governar Itabuna apesar de na última eleição cometer equívocos de principiante em disputas eleitorais, porém, não tem densidade eleitoral o que deve provocar uma coligação do PDT com outro partido.
    Leninha organizou uma manifestação no sete de setembro que todos que participaram cabiam numa kombi, também, não tem densidade eleitoral e comete equícovos ao tentar se aproximar de Azevedo.
    Precisamos de um nome novo, caso contrário a campanha vai se polarizar em torno de Fernando e Geraldo sem nenhuma mudança consistente.
    Não sei qual a posição de Rafle Salume, talvez seja esse nome novo aliado a Acácia que possa fazer com que a juventude desperte para a política provocando uma renovação nos quadros da política grapiúna.
    Outro que pode participar dessa renovação é Ronald Kalid, lógico se tiver coragem e vontade.

  4. É muito engraçado,esses preconceituosos de plantão que querem atribuir a militancia do pt os seus desejos e vontade.Sou Militante histórica e toda militancia quer juçara.Gostaria que Marcos wense desse nomes aos bois.Quem são as pessoas da militancia que não quer Juçara?Fica ‘so levantando lebre.

  5. Desejando aliança com o Geraldo vassoura-de-bruxa Simões, o PCdoB de Itabuna estaria em dissonância com o resto do Brasil.
    Em todo o País, sente-se que chegou a hora do PCdoB deixar de ser coadjuvante e passar a protagonista.
    O Deputado Aldo Rebelo, ao desmascarar as ongues “ambientalistas” que defendem interesses alienígenas contra o Brasil deu o tom desta corrida do bem.
    O PCdoB de Itabuna não pode perder o bonde da história.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top