skip to Main Content
9 de março de 2021 | 12:27 am

COSTA POR CIMA DA CARNE SECA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Rui Costa (à direita): Fiol entre as prioridades (Foto Manu Dias).

O novo secretário da Casa Civil do Estado, Rui Costa, revelou prestígio ao levar quase mil pessoas à solenidade de posse, ontem, em Salvador. E logo começaram as especulações sobre o pleito de 2014. Embora diga que não tem habilidade política, Costa tratou de evitar discutir 2014. Nas palavras dele, falar de eleição a governador agora é discutir fim de governo.
Na cerimônia de posse, tratou de apontar prioridade para a Pasta: foco nas ações em Saúde e Educação e investimentos em infraestrutura. Do discurso, projetos importantes para o sul da Bahia, especialmente Ilhéus: o Porto Sul, a ferrovia Oeste-Leste e os novos aeroportos, dentre eles o de Ilhéus, cujo projeto está “de rosca”, difícil de sair.
Costa chega ao cargo após reinar no sindicalismo baiano nas décadas de 80 e 90 – ao lado do governador Jaques Wagner, comandar a Secretaria de Relações Institucionais e garimpar mais de 212 mil votos para deputado federal em 2010. Agora, licencia-se do mandato em Brasília para assumir a Casa Civil. Substituirá Eva Chiavon, agora na secretaria-executiva do Ministério do Planejamento.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. MAIS 1 para mamar nas tetas do ente público. SINDICALISMO BAIANO, o que isso fez????? Qual a importância dele????
    Façam investigação igual do Privataria Tucana nas contas dele.

  2. A Secretária Chefe da Casa Civil Eva Chiavon, era tida e havida pela cúpula do Governo, como a cabeça pensante, o braço direito do Governo Wagner. Ela era o que representou Dilma Roussef no Governo Lula e foi para Brasília, sob a expectativa de vir a ocupar o Ministétio do Planejamento do Governo da Presidente Dilma(pelo menos foi o que anunciou a Midia baiana).
    Rui Costa usando e abusando do PODER da Secretaria que ocupava, conseguiu se eleger a Deputado Federal com uma expressiva votação, mas chegando na Câmara Federal, ficou perdido e não justificou o esforço que o Governo, como um todo fez, para elegê-lo. Fez parte, do baixo clero da Câmara.
    Com a saida de Eva Chiavon, criou-se a expectativa de que alguém do seu porte ocuparia tão importante cargo que por natureza não é politiqueiro.
    Contrariando as expectativas, coloca-se na Casa Civil um expert em politicagem, e, tanto isso é verdade, que a Posse do novo Chefe da Casa Civil, foi um verdadeiro lançamento da candidatura Rui Costa ao Governo da Bahia, com a presença muito grande de Prefeitos, cujas Prefeituras mal administradas e quebradas, fazem qualquer negócio para arranjarem um Convênio salvador.
    Todo esse jogo politico é feito despudoradamente, dando a todos o entendimento do que está por vir. Queremos ver até quando, vai caber nesse governo tanto lugar para novos aliados que chegam aos borbotões.
    Corre nas coversas de pé de ouvido que: Na posse de Rui Costa, a maioria dos presentes era de CARLISTAS ORTODOXOS!

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top