skip to Main Content
29 de fevereiro de 2020 | 07:12 am

TORCEDORES DO DRAGÃO TEMEM REBAIXAMENTO

Tempo de leitura: 2 minutos

Placar manual revela fragilidade do Itabuna diante do líder Bahia de Feira (Foto Pimenta).

As duas derrotas acachapantes do Itabuna Esporte Clube nas duas últimas rodadas do Baianão 2012 deixaram o torcedor preocupado com o futuro da equipe. O Dragão do Sul terminou a terceira rodada do campeonato na penúltima posição e com apenas um ponto conquistado. Nesta noite de quarta (25), o time levou 0 x 4 do Bahia de Feira – e em pleno estádio Luiz Viana Filho, o Itabunão.
O bancário Washington Almeida foi dos que estiveram no Itabunão e assistiram à goleada do Bahia de Feira. Torcedor do Dragão do Sul, ele ficou preocupado com o que viu. “O time parecia que ia se recuperar da derrota [do domingo, 3 a 0 para o Juazeirense], mas não se encontrou em campo. A derrota foi merecida. O Bahia de Feira jogou bem melhor que o Itabuna. A torcida sai decepcionada dentro de casa”.

Ganso: decepcionado com a equipe (Foto Pimenta).

O taxista Francisco Ferreira elogiou o time feirense e não poupou o Azulino. “É uma decepção para nós. Tem jogador aí que não serve nem pra ser massagista do Itabuna. Saio chateadíssimo, decepcionado”, diz Francisco. Para ele, faltou postura ao time itabunense. “Com essa equipe aí, pode se preparar para a Segundona”.
Vestido com as cores do Itabuna, o torcedor José Marcos, o Ganso do Posto, acredita que o treinador Daniel Oliveira, o Danielzinho, não tem culpa pelo fracasso inicial. “Eu não culpo o treinador, mas o presidente, os jogadores. Tem que renovar, mudar”. Ganso resumiu a noite para os torcedores azulinos: “Decepcionante”.
Pelo Facebook, o torcedor Anterson Araújo fez troça ao se referir ao resultado e à classificação do time após a terceira rodada do Baianão 2012. “Timezinho de quenga. Só vive na zona”.

ITABUNA CAI DE QUATRO E ENTRA NA ZONA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Atacante do Bahia de Feira domina a bola sob olhares dos adversários azulinos.

Líder do Baianão 2012 com 9 pontos, o Bahia de Feira precisou de apenas 46 minutos para matar o Itabuna Esporte Clube e enfiar quatro gols no adversário em pleno estádio Luiz Viana Filho (Itabunão). Os gols do time feirense foram marcados no primeiro tempo e empurraram o Itabuna para a zona de rebaixamento. O time perdeu duas partidas e empatou uma. Com apenas um ponto, a equipe caiu para 11º lugar.
O placar foi aberto com gol contra de Matheus, aos 12 minutos. João Neto ampliou aos 18. Carlinhos marcou os dois últimos gols do jogo, aos 25 e aos 46 minutos. O Itabuna ainda ficou com apenas 10 jogadores a partir dos 25 minutos do segundo tempo com a expulsão de Alex. O Itabuna volta a jogar no próximo domingo (29), às 17h, contra o Vitória, no Barradão.
O presidente do Itabuna, Ricardo Xavier, já anunciou que haverá demissões na equipe. Provavelmente, o clube não manterá o técnico Daniel Oliveira, o Danielzinho, e dispensará, pelo menos, cinco jogadores.

"TÁ DOENDO PRA CACETE"

Tempo de leitura: < 1 minuto

O ex-ministro da Integração Nacional e atual vice-presidente Pessoa Jurídica da Caixa, Geddel Vieira Lima, sofreu estiramento muscular na panturrilha direita. E recorreu ao Twitter para falar das agruras.
A quem zombou do seu estado moribundo, ele reagiu de forma bem-humorada, pedindo clemência:
– Não brinca, tá doendo pra cacete.
O “jogador” ficou no estaleiro por excesso de esforço físico, segundo informa o Bahia Notícias.

ITABUNA LEVA TRÊS GOLS EM 25 MINUTOS DE JOGO

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Itabuna joga neste momento contra o campeão baiano de 2011, o Bahia de Feira. A partida nem bem começou no estádio Luiz Viana Filho (Itabunão) e o time grapiúna já leva 0 x 3.
O jogador Matheus marcou contra, aos 12 minutos. O goleador João Neto marcou o segundo gol do Bahia de Feira aos 18min. Sete minutos depois, Carlinhos ampliou para o time feirense.
O Itabuna começou a terceira rodada em décimo lugar. A persistir assim, é sério candidato ao rebaixamento.

ITABUNA: JUSTIÇA FEDERAL NEGA LIMINAR PARA RETORNO DA GESTÃO PLENA

Tempo de leitura: 3 minutos

Juiz Igor Matos negou, liminarmente, pedido da prefeitura de Itabuna (Foto Pimenta).

– ESTADO E MUNICÍPIO TERÃO 60 DIAS PARA
RESOLVER PENDENGA “AMISTOSAMENTE”

A prefeitura de Itabuna teve negado, liminarmente, pedido para que novamente volte a gerir os recursos da média e alta complexidade da Saúde, algo em torno de R$ 80 milhões, por ano. Quem negou a liminar foi o juiz federal substituto Igor Matos Araújo. A decisão do magistrado foi tomada ao assumir o processo em substituição à juíza Maizia Seal Pomponet e anunciada nesta quarta (25).

Segundo o magistrado, o pedido da prefeitura de Itabuna foi indeferido por que o município assumiu um pacto de gestão em 2009 que alterou “situação jurídica”. Por esta alteração, o Estado assumia a gestão destes recursos.

No entendimento do juiz, a manutenção da gestão da média e alta complexidade em mãos do estado não ofereceria perigo, pois Itabuna foi desabilitada “em 2008 e só entrou com ação em 2012”.

– A decisão de indeferimento já foi dada – afirmou em entrevista ao PIMENTA.

Hoje, o juiz conduziu audiência conciliatória com representantes da prefeitura de Itabuna e do Governo do Estado na subseção da Justiça Federal. O juiz disse que a audiência teve o objetivo de tentar viabilizar “fato novo” que pudesse surgir com a manifestação do governo baiano no processo.

Ainda durante a audiência, o magistrado deu 60 dias para que a questão seja resolvida administrativamente entre município e estado, com a participação dos órgãos de controle social, a exemplo dos conselhos Municipal e Estadual de Saúde.

Também na audiência, o Estado reforçou que, além dos recursos da União, ele também colocam, via Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), mais R$ 30 milhões no sistema de saúde do município. Quanto às alegações do município de perdas de números de procedimentos com o fim da gestão plena em 2008, o juiz disse que tudo terá que ser provado e, para isso, foi dado prazo de 60 dias. Nesse período, o processo na Justiça Federal ficará suspenso.

AZEVEDO DIZ QUE VAI ATÉ A ÚLTIMA INSTÂNCIA

O prefeito Capitão Azevedo disse que a audiência foi bem conduzida e visa buscar caminhos para “resolver os problemas da saúde”. Citando números da rede básica, Azevedo afirmou que Itabuna estaria apta a novamente administrar os recursos da média e alta complexidade.

O prefeito falou em problemas de atendimento na rede hospitalar, a exemplo do quase fechamento do Cemepi (antigo Ipepi). “Vou à luta, não posso ser omisso e buscarei até o último momento, até a última instância [a gestão plena]”.

CONSELHOS DE SAÚDE SERÃO DECISIVOS

Andrés Alonso, superintendente da Regulação da Sesab, afirmou que não cabe ao Estado avaliar, unilateralmente, se o município pode retomar a gestão plena (comando único) da Saúde. Ele reforçou a necessidade de participação de órgãos de controle para avaliar se Itabuna tem condição ou não de assumir o Comando Único do SUS, quando passa a responder pela rede básica e média e alta complexidade.

“A audiência foi conduzida de uma forma bastante inteligente à medida que estimulou o diálogo entre os dois entes”. A Sesab, segundo Alonso, somente se manifestará quanto à capacidade de Itabuna ter novamente a gestão dos recursos somente após a manifestação de conselhos de saúde e órgãos que têm a participação popular e de secretários municipais de Saúde.

JUSTIÇA NEGA PEDIDO DO MPF PARA NOVA AUDIÊNCIA DO PORTO SUL

Tempo de leitura: < 1 minuto

Para a Justiça Federal, a audiência pública do Porto Sul cumpriu seu objetivo de informar à comunidade sobre os impactos positivos e negativos do empreendimento

A Justiça Federal em Ilhéus negou o pedido feito pelo Ministério Público para que fosse realizada nova audiência pública, no processo de licenciamento ambiental do Porto Sul. No entendimento do MPF, a necessidade de nova audiência se justificava por uma suposta falta de representatividade da primeira, que ocorreu no dia 29 de outubro, no Centro de Convenções da cidade.
Para a Justiça, a audiência – que reuniu cerca de 3.800 pessoas dos mais diversos segmentos sociais e foi precedida por outras 30 reuniões menores com representantes de setores específicos, como pescadores, comunidades do entorno do projeto, prefeitos, conselhos e sindicatos – é plenamente válida. A audiência, que durou 15 horas, foi considerada a maior já realizada pelo Ibama na Bahia.
Diante desse posicionamento da Justiça Federal, o Governo do Estado aumentou seu otimismo com relação a uma possível concessão da licença prévia do Porto Sul pelo Ibama.

MPT COBRA PUNIÇÃO À EBAL

Tempo de leitura: < 1 minuto

A demora em divulgar o cronograma de convocações dos aprovados em um processo seletivo realizado em junho de 2010 pode resultar em punição à Empresa Baiana de Alimentos (Ebal). Nesta quarta-feira, 25, o Ministério Público do Trabalho pediu à Justiça que seja estipulada multa diária de R$ 1 mil, até que a empresa dê publicidade à previsão de nomeações.
A ação do MPT teve início a partir de uma representação encaminhada por um grupo de aprovados que ainda não obteve a convocação. Cerca de 55% dos aprovados já foram chamados pela Ebal, que se comprometeu a convocar todos até o dia 16 de junho, a menos que ocorra a prorrogação da validade do processo seletivo.
O Ministério Público considera a informação da Ebal imprecisa. Segundo a procuradora Rita de Cássia Mantovaneli, “a não-convocação dá ensejo a contratações ilegais, abrindo espaço para apadrinhamentos e corrupção”.

ORDEM PARA MATAR "BABALU" PARTIU DO PRESÍDIO DE ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Fontes da polícia afirmam que a ordem para matar o traficante Marival da Silva Júnior, o Babalu, hoje, no presídio Ariston Cardoso, em Ilhéus, partiu do conjunto penal da cidade vizinha, Itabuna. No presídio itabunense, internos não encontram dificuldades para circular com telefones celulares.
Babalu comandava o tráfico na região do Fonseca, bairro dos mais pobres de Itabuna. O bandido era temido e foi preso diversas vezes, acusado de tráfico e homicídios. Ele foi espancado até a morte durante um banho de sol no presídio ilheense hoje pela manhã. Babalu estava no Ariston Cardoso desde o último final de semana, após ser preso em Serra Grande, balneário de Uruçuca.
Logo após a notícia da morte do traficante, as polícias civil e militar realizaram uma grande operação no Morro do Macaco, situado no Fonseca. Durante a operação, foram presas mais de 20 pessoas. Parte delas já foi ouvida.

MATRÍCULAS NA REDE ESTADUAL

Tempo de leitura: < 1 minuto

Estudantes que pretendem se matricular em cursos de ensino médio e ensino médio integrado à educação profissional, na rede estadual de ensino, deverão procurar a escola de sua preferência nesta quinta ou na sexta-feira, respectivamente dias 26 e 27. De acordo com a Secretaria de Educação, nesses dois dias estudantes de qualquer série poderão fazer sua matrícula em qualquer unidade da rede estadual, no horário das 8 às 20 horas.
No ato da matrícula do aluno, deverão ser apresentados:  originais e cópias do histórico escolar ou atestado de escolaridade, da Certidão de Nascimento ou Carteira de Identidade e comprovante de residência. Além disso, é obrigatória a apresentação do CPF para os estudantes do ensino médio integrado à educação profissional.
Mais informações podem ser obtidas no site www.educacao.ba.gov.br ou pelo telefone 0800-285-8000.

TENSÃO NA JUSTIÇA FEDERAL

Tempo de leitura: < 1 minuto

Representantes da prefeitura e da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) aguardam o início da primeira audiência do processo judicial que decidirá se o município voltará a gerir os mais de R$ 80 milhões da média e alta complexidade. A audiência será presidida pelo juiz federal Igor Matos Araújo, na subseção da Justiça Federal, em Itabuna.
De um lado, estão o prefeito Capitão Azevedo, a procuradora-geral Juliana Burgos e o procurador da Saúde de Itabuna, Marcos Conrado, além dos secretários Geraldo Magela (Saúde) e Carlos Burgos (Assuntos Governamentais e Comunicação Social). Do outro, o da Sesab, encontram-se Andrés Alonso (Regulação), Estevão Toffoli (Contratualização) e advogados de defesa. Como diria o blogueiro João Matheus, o clima é tenso na Justiça Federal.

À esquerda, Capitão Azevedo, tapando o nariz, puxa o time municipal. Do outro lado, representantes da Sesab. Todos aguardam a chegada do juiz federal (Foto Pimenta).

Back To Top