skip to Main Content
27 de fevereiro de 2021 | 06:30 am

MPT COBRA PUNIÇÃO À EBAL

Tempo de leitura: < 1 minuto

A demora em divulgar o cronograma de convocações dos aprovados em um processo seletivo realizado em junho de 2010 pode resultar em punição à Empresa Baiana de Alimentos (Ebal). Nesta quarta-feira, 25, o Ministério Público do Trabalho pediu à Justiça que seja estipulada multa diária de R$ 1 mil, até que a empresa dê publicidade à previsão de nomeações.
A ação do MPT teve início a partir de uma representação encaminhada por um grupo de aprovados que ainda não obteve a convocação. Cerca de 55% dos aprovados já foram chamados pela Ebal, que se comprometeu a convocar todos até o dia 16 de junho, a menos que ocorra a prorrogação da validade do processo seletivo.
O Ministério Público considera a informação da Ebal imprecisa. Segundo a procuradora Rita de Cássia Mantovaneli, “a não-convocação dá ensejo a contratações ilegais, abrindo espaço para apadrinhamentos e corrupção”.

Esta publicação possui 0 comentários

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top