skip to Main Content
7 de abril de 2020 | 04:03 am

MAIS UM ASSASSINATO. E, NOVAMENTE, NO FÁTIMA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Mais um assassinato registrado em Itabuna, o sétimo desde o início da greve dos policiais militares no município. O mototaxista Robson Rodrigues Santos, 31, foi morto a tiros no bairro de Fátima. A polícia investigará se o autor ou mandante do crime foi um homem com o qual ele discutiu nesta sábado pela manhã. Trata-se do segundo mototaxista assassinado em menos de 12 horas em Itabuna. O primeiro, Igor Oliveira, 23 anos, foi executado na praça da Califórnia. Dos sete homicídios registrados desde a última quinta, 3 ocorreram no Fátima. Atualizado às 23h29min.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. E no Banco Raso, outra vez aconteceu tiroteio. Agora há pouco, ou seja por volta das 22 horas. E por incrível que pareça, foi no mesmo local ( O FAMOSO BÊCO) em que, na última quarta-feira, três pessoas foram atingidas e que foi vítima fatal, a Bethe Balanço.

  2. Ô pega, acabeide de sair de lá do banco raso quase 22:00 hs… Graças a Deus sair antes dessa confusão… E quando vim para casa no bairro de Fátima, vi a grande confusão da morte do rapaz. Casquei logo fora.

  3. Se o povo parasse de usar drogas (maconha, cocaína e crak) tenho absoluta certeza que reduziria em 90% os crimes, pois todos os crimes estão diretamente relacionados às drogas. Na verdade os grandes financiadores dessa barbárie são os usuários de drogas que por sua vez sustentam o tráfico.

  4. Olha do jeito que está, o melhor é a população ficar dentro de casa mesmo. Só sair pelo dia, pois a noite nesta cidade está perigosissíma. Morte quase toda noite, Deus é mais, sangue de Cristo tem poder. Parece que gente virou passarinho, aliás de uns dias para cá não estão mais matando passarinho assim não, tem várias leis ambientais que protegem os passarinhos.
    Por tanto caros leitores evitem sair de casa após as 18:00, eu mesmo já adotei essas e outras medidas, até que tudo se normalize é melhor ninguém se arriscar.

  5. Quero deixar claro para “BAIRRO de FÁTIMA” que a morte do mototaxista Robson, nada teve a ver com drogas. Pois ele era um cara direito, ele foi apenas mais um inocente que pagou com a vida essa violencia toda que estamos vivendo. Um cara trabalhador.

  6. Os crimes mesmo que não tenham ligação direta com drogas, estão envolvidos nessa teia de violência, e a droga é principal responsável, desse modo, morre culpados e inocentes. Deus conforte essa família

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top