skip to Main Content
27 de fevereiro de 2021 | 07:07 pm

COMÉRCIO DE ITABUNA FUNCIONARÁ ATÉ AS 18H

Tempo de leitura: 3 minutos

O Sindicato do Comércio de Itabuna (Sindicom) distribuiu nota em que orienta os lojistas a trabalharem normalmente nesta segunda-feira (6), baixando as portas apenas às 18h, “a fim de fazer com que os trabalhadores cheguem às suas residências ainda com o dia claro pois estamos em horário de verão”. A nota é assinada pelo presidente da entidade, José Adauto Vieira, e o vice, Eduardo Carqueija Júnior.
Apesar de orientar o comércio a funcionar até as 18h, os dirigentes alertam para que todos “estejam atentos para qualquer movimentação anormal e que neste caso fechem seus estabelecimentos”.
Adauto e Carqueija Júnior observam, em nota, que há anos Itabuna vem convivendo com “crescente violência” e que “toda a agitação ocorrida na última quinta feira (2), demonstrou-se fruto de boataria irresponsável e inconsequente. Nenhum arrastão, nenhuma ocorrência grave envolvendo o comércio ou comerciários foi registrada”.
O Sindicom avalia como acertada a decisão de funcionamento “normal”, pois, afirmam os dirigentes, “não se registou nenhuma ocorrência envolvendo empresas ou trabalhadores”. Os dirigentes ainda alfinetam a diretoria do Sindicato dos Comerciários de Itabuna:
– A solicitação feita pelo sindicato dos comerciários de fechar o comércio mostrou-se infundada e leva-nos a uma reflexão: por que uma entidade apoia uma greve que coloca em risco os seus representados? É justo que os empresários, geradores de empregos e pagadores de tributos, tenham que arcar com os prejuízos? Como arcar com nossos compromissos financeiros, pagamento de salários inclusive, sem que as nossas empresas realizem suas operações?
Clique no “leia mais”, abaixo, e confira a íntegra da nota.

NOTA DO SINDICOM

Já faz alguns anos acompanhamos as notícias sobre nossa querida Itabuna e percebemos a crescente violência a que somos submetidos diariamente. Roubos, furtos, homicídios, são crimes noticiados todos os dias, mesmo com o trabalho ostensivo de nossas polícias que, mesmo longe de terem a estrutura ideal, fazem o possível para nos trazer um pouco de segurança. Nesses primeiros dias de greve da Polícia Militar a sensação de insegurança aumentou. Entretanto, toda a agitação ocorrida na ultima quinta-feira demostrou-se fruto de boataria irresponsável e inconsequente, que provocou o fechamento do comércio no meio da tarde. Nenhum arrastão, nenhuma ocorrência grave envolvendo o comércio ou comerciários foi registrada.
Analisando os fatos e cientes de suas responsabilidades as entidades do comércio, SINDICOM, CDL e ACI, reuniram-se com o Secretário Municipal de Industria e Comércio e representantes das empresas de ônibus, onde se decidiu pela abertura normal do comércio, mesmo enquanto perdure a greve. A decisão mostrou-se acertada, pois nos dias seguintes (sexta e sábado) não se registrou nenhuma ocorrência envolvendo empresas ou seus trabalhadores. Na oportunidade foi solicitado ao poder executivo local que solicite do governo do estado a vinda da Força Nacional de Segurança para a nossa cidade.
A solicitação feita pelo sindicato dos comerciários de fechar o comércio mostrou-se infundada e leva-nos a uma reflexão: por que uma entidade apoia uma greve que coloca em risco os seus representados?
É justo que os empresários, geradores de empregos e pagadores de tributos, tenham que arcar com os prejuízos? Como arcar com nossos compromissos financeiros, pagamento de salários inclusive, sem que as nossas empresas realizem suas operações?
O SINDICOM orienta os seus associados e o comércio em geral para que funcionem normalmente e encerrem suas atividades às 18 horas, a fim de fazer com que os trabalhadores cheguem às suas residências ainda com o dia claro pois estamos em horário de verão, e que estejam atentos para qualquer movimentação anormal e que neste caso fechem seus estabelecimentos.
Esperamos que o bom senso prevaleça e essa situação se resolva o mais breve possível com o retorno dos policiais às suas atividades.
José Adauto dos Santos Vieira                                                         Eduardo Oliveira Carqueija Júnior Presidente-SINDICOM                                                                        Vice-presidente-SINDICOM
 

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Após três dias e meio à pão e água, os assinantes de banda larga Velox (Oi!?) começaram a navegar com mais velocidade em lugar do 16 kbps vivenciados entre a noite de sexta-feira e o meio-dia desta segunda, 6. Quem mediu a velocidade pelo Simet (www.simet.nic.br, disponível na página da Anatel) pode verificar que a Oi é breque de boi, como dizem os agropecuaristas…
    Se a agência cumprisse seu papel teria chamado a operadora às falas, já que nem Nota explicando o sofrível serviço se leu no seu site.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top