skip to Main Content
1 de março de 2021 | 01:09 am

GREVE DA PM CONTINUA EM ILHÉUS E ITABUNA. EM NOTA, APPM REBATE "PICUINHAS"

Tempo de leitura: 3 minutos

Viaturas continuarão estacionadas no 15º BPM.

Os policiais militares dos batalhões de Ilhéus e Itabuna decidiram seguir a decisão tomada por três associações em Salvador e continuarão em greve.
Apesar de enfraquecido em várias regiões do estado logo após a prisão do ex-policial Marco Prisco, o movimento paredista tem adesão de 100% das tropas nos dois maiores municípios sulbaianos.
A greve em Itabuna completou oito dias nesta sexta e dez dias em Ilhéus. O máximo de patrulhamento que se vê nas duas cidades são prepostos da Força Nacional de Segurança (FNS). Em cada uma das cidades, apenas duas viaturas circulam pelas ruas. A decisão do comando de greve é seguir as determinações das associações de praças de Salvador.
O comandante-geral da PM, Alfredo Castro, concedeu entrevista a emissoras de rádio e televisão convocando os policiais a retornarem ao trabalho. O governador Jaques Wagner ordenou punição ao policial militar que continuar em greve, o que resulta em processo administrativo contra o faltoso.
Os policiais que continuaram em greve exigem que o estado pague, em março, 70% da Gratificação por Atividade Policial (GAP), nível IV. A administração estadual diz que o orçamento só permite pagar a GAP IV somente a partir de novembro.
Ainda hoje, a Associação dos Praças da Polícia Militar (APPM) divulgou nota em que esclarece sua posição no movimento grevista e, ao mesmo tempo, cutuca a Aspra, mas sem citá-la. “Precisamos é de união e não de picuinhas que só enfraquecem o movimento tão importante”, reforça a direção da APPM. Confira a nota encaminhada à tropa. Basta clicar no “leia mais”, abaixo.

APPM RESPONDE
Desde o início da manifestação grevista, a Associação de Praças da PMBA, a mais antiga instituição representativa da PMBA, com 52 anos de existência e muito respeito às decisões da tropa, vem se envolvendo nas manifestações em apoio aos colegas policiais. Inclusive um dos discursos mais aplaudidos na Assembléia do dia 31 de Janeiro, no Ginásio dos Bancários, foi de um dos nossos diretores. Em breve o vídeo estará disponível na internet.
Pelo impedimento de Prisco sair da Assembléia Legislativa, para não ser preso, as associações convidadas pelo estado se reuniram várias vezes na busca por uma solução, mas sempre em contato e acordo com Prisco, e as pautas apresentadas sempre foram as mesmas aprovadas na Assembléia no dia 31.
Por várias vezes os diretores da APPM-BA estiveram com Prisco na Assembléia Legislativa e nossos diretores sempre acompanharam o movimento in loco, levando sempre todo tipo de apoio.
Se o presidente da APPM-BA Agnaldo Pinto houvesse se vendido, porque teria se indisposto com o comando geral e com o governador do Estado, não aceitando o que eles queriam pagar nas várias reuniões feitas?
Indisposição em nome de acordo firmado com a Tropa na assembleia de 31/01/2012. Inclusive ninguém divulgou que dois diretores da APPM-BA foram presos por participação em peso do movimentação no interior. Insistem em manchar o nome desta Associação por conta de ter sido esta enganada pelo Governo do Estado em outras oportunidades. Tudo isso numa atitude antiética de alimentar sua fileira de associados,tirando-os de outra associação.
Este movimento é da Tropa, e só a Tropa tem direito de acabar ou dar continuidade. A APPM nada mais está fazendo que apoiar seus associados, bem como toda a tropa e tentar convencer o Governo dos seus anseios, já que este só reconhece como associação legítimas a AOPMBA, APPM, ABSSO e ASPOJER). Mas todas as decisões foram sempre levadas ao crivo dos manifestantes. Inclusive hoje está ocorrendo mais uma reunião com todas as associações e mais uma vez a pauta colocada é a da Tropa. GAP a partir de Março e revogação de prisões. Do contrário vocês vão decidir os rumos, não Pinto, muito menos a APPM-BA.
Precisamos é de união e não de picuinhas que só enfraquecem o movimento tão importante.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Esse discurso foi simplesmente emblemático!
    Entretanto, os policiais militares têm todo direito de indignação por pelo menos dois motivos principais:
    1 – A inegável AUSÊNCIA da maioria dos dirigentes da APPM nos Batalhões com o movimento, principalmente no momento em que eles mais precisam, ou seja, durante as constantes pressões por parte dos Oficiais;
    2 – O “histórico” do movimento passado (polícia legal), em que principalmente essa associação deixou muito a desejar! Hô! Gato escaldado tem medo de água fria!
    O movimento está num momento crucial. Em breve vamos testemunhar se a APPM realmente está do lado dos policiais ou tudo isso não passa de um belo discurso!

  2. Fazer patrulhamento dessa forma é muito bom, vc não ver um policial a pé firme ou fazendo abordagens, coisa q não acontece com a PM, inclusive com vtr de tanque cheio e os da pópo coitado…; A quantidade de policiais na vtr deles quatro ou é cinco da pópo dois(o motorista e o patrulheiro). Não estou aqui para falar dos companheiros da Força Nacional, estou mostrando a diferença e a realidade dos policais que fazem o patrulhamento dia-a-dia nas cidades para que a população veja e valorize. Portanto veja o quanto os policais expõe suas vidas. Daí a luta por melhores condiçoes de trabalho e valorização desses profissionais.

  3. Me sinto envergonhado das atitudes malignas do governo do PT, votei neles pensando que o PT seria a salvação, mas me enganei, eles são mesmo que ditatores pior do que no regime militar. Eu erstou horrorizado, nunca aconteceu isto antes na Bahia, se eles fazem isto com os militares, imaginem com nós estudante universitários. Não sabia governador que a greve é motivo de prisão, ou será que esqueceram dos movimentos que a própria presidente já abusou dos militares brasileiros e até mesmo dos estrangeiros e olhem que não era greve não era guerrilha crime contra a união em nome da democracia, chegando a assaltar bancos e matar soldado e hoje é a presidente do brasil ‘que país é este?’! será que um país hipoctra? ou será que os bandidos viraram mocinhos? Nos poupem senhores mocinho pois acabei de me expressar livremente e não quero ser censurado pelo governo! CENSURA LIVRE! E Direito de greve! Se eles policiais não podem fazer greve porque são militares, porque então os seus salários são defasados e diferenciados dos militares das forças armadas? lembrem povo brasileiro que durante as reportagens e entrevistas ‘eles são militares e não podem fazer greve e nem possuir sindicatos’ Que piada militares com os salários bem abaixo do que o que ganham os militares! só tomando chá de se mancor Wagner!

  4. Dossiê do ‘arruaceiro profissional’ Marcos Prisco
    sex, 25/11/11 por Décio Sá | categoria Cidades | Tags greve da polícia, Ivaldo Barbosa, Marcos Prisco, PM da Bahia
    O blog publicou ontem (reveja) que o PM baiano Marcos Prisco está no Maranhão insuflando os grevistas maranhenses para a prática de ações terroristas. Prisco foi acusado de falsidade ideológica pelo presidente do PTC de Rondônia, Jair Montes, que propôs à Executiva Nacional da legenda sua expulsão. A PM da Bahia informou nesta sexta-feira que ele não faz parte da corporação.
    Segundo dossiê sobre o ex-policial publicado no blog Fato Real, Prisco é um verdadeiro “arruaceiro profissional” que participa de greves em vários estados “com o único propósito de fomentar a balbúrdia, a desordem e a indisciplina entre os milicianos, deixando claro ainda que seus interesses são de cunho inteiramente pessoais e que o modus operandi é exatamente igual àquele que empregou quando de sua participação na greve promovida na Polícia Militar da Bahia”.
    Leia a íntegra:
    A Polícia Militar da Bahia enviou hoje pela manha á Polícia Militar de Roraima, um dossiê completo sobre a vida pregressa de uns dos principais cabeças dos amotinados que estão ocupando o prédio do Comando de Policiamento da Capital.
    Apesar de está incentivando ao crime os policiais com promessas de uma possível “anistia”, é notório que esse fato não foi conseguido nem pelo próprio amotinado, se não vejamos:
    1. “MARCOS PRISCO CALDAS MACHADO, demitido das fileiras da Corporação em 09 de janeiro de 2002 por participar de um levante grevista no ano de 2001 e tentativa de aquartelamento na sede do 8º BPM/São Joaquim. A época era soldado da PM;
    2. Registra-se que durante o movimento ocorrido em 2001, PRISCO, na ocasião lotado no Corpo de Bombeiro Militar, liberou uma interdição do portão de acesso ao quartel, limitando a entrada apenas à praças;
    3. Após sua exclusão, o supracitado vem mantendo contato com lideranças sindicais e participando de manifestações nas corporações dos Estados da Federação;
    4. Sempre apontado como única voz atuante da debilitada Associação dos Policiais Bombeiros Militares da Bahia – ASPOL, entidade criada por policiais militares excluídos por participação da referida manifestação;
    5. Há uma dissidência dentro da ASPOL, destacando que PRISCO não se relaciona mais com o também ex-policial militar JOSÉ LOURENÇO DE SOUZA DIAS, presidente da referida associação, uma das lideranças na ocasião do levante de 2001. A ASPOL conta com 40 membros e não tem articulação no seio da tropa, vivendo de matérias que promove na mídia que insiste no caos;
    6. Hoje, PRISCO se apresenta como membro da Associação Nacional de Entidades de Praças Militares – ANASPRA, entidade criada no Estado de Minas Gerais após a greve ocorrida em 1997 naquele estado. Atualmente a ANASPRA não apresenta representatividade nacional;
    7. PRISCO está articulando em Salvador a criação de uma filial da ANASPRA, por enquanto sem repercussão;
    8. Ele ainda foi candidato a vereador na cidade de Salvador pelo P-SOL, não alcançando o êxito, tendo sua campanha financiada por um grupo ligado a ex-Senadora HELOÍSA HELENA e a coordenação de campanha por conta do Sindicato dos Trabalhadores Federais da Saúde, Trabalho e Previdência do Estado do Rio de Janeiro (Sindisprev/RJ), vindo a demonstrar interesse em se lançar candidato a deputado estadual, nas eleições de 2010, sem prospecção de lograr êxito”.
    Nota-se, portanto, que se trata de alguém que já possui vasta experiência em praticar tal tipo de conduta e que se aproveitando da situação de momento, deslocou-se, financiado por interesses espúrios ao Estado de Roraima, com o único propósito de fomentar a balbúrdia, a desordem e a indisciplina entre os milicianos, deixando claro ainda que seus interesses são de cunho inteiramente pessoais e que o modus operandi é exatamente igual àquele que empregou quando de sua participação na greve promovida na Polícia Militar da Bahia; movimento aquele que culminou com sua exclusão das fileiras daquela Corporação juntamente com outros policiais militares que se aquartelaram naquela ocasião. Sendo assim MARCOS PRISCO constitui um péssimo exemplo a ser seguido por aqueles que sustentam o lema Proteger e Servir a Sociedade.
    Eliabe de Souza Campos – Maj QOPM – Assessor de Imprensa da PMRR
    (campos3estrelas@hotmail.com)
    Resposta da Polícia Militar da Bahia sobre Marcos Prisco Caldas Machado.
    1- No dia 31/01/2011 foi publicado pelo Tribunal de Justiça da Bahia o acórdão que julgou o mandado de segurnaça nº 0005628-09.2010.805.0000-0 em favor de Marcos Prisco;
    2- O processo atulamente encontra-se no gabinete do desembargador Paulo Fortunato para a tomada de decisão;
    3- A Polícia Militar da Bahia (PMBA), até então, não foi notificada pelo Tribunal de Justiça do Estado a respeito de qualquer de decisão a respeito do ex-policial militar in lide;
    4- Desde que foi demitido da PMBA no dia 09/01/2002, em nenhum momento foi reintegrado às fileiras da corporação.

  5. É O GOVERNO WAGNER LEVANDO SEGURANÇA AOS BAIANOS
    PM forma 384 cabos policiais e bombeiros militares nesta sexta (10)
    Fonte: Portal da Metrópole 10/02/2012 15h00 A Polícia Militar da Bahia informa, por meio de nota, a formatura de 384 cabos policiais e bombeiros militares. O evento acontece nesta sexta-feira (10), às 17h, na Vila Militar do Bonfim.
    Em Salvador, são 320 formandos, dos quais 49 são bombeiros, e a solenidade acontece na Vila Militar do Bonfim. Os demais serão formados
    simultaneamente em dois batalhões no interior do Estado: 49 militares no 1°BPM/Feira de Santana e 15 no 2°BPM/Ilhéus.

  6. SALARIOS DA POLICIA MILITAR NO BRASIL
    BRASILIA -DF 3.453,70
    SERGIPE – 3.306,96
    AMAZONAS 2.028,00
    TOCATINS – 2.850,00
    BAHIA 2.557,37
    SÃO PAULO 1.798,72
    SANTACATARINA 2.242,00

  7. 26/Out/2011
    PMs serão isentos de pagamento de taxa para serviços de habilitação
    Nesta quinta-feira (27), o diretor-geral do Detran-BA, Maurício Botelho, assina a portaria nº 1.574, que isenta a cobrança da taxa do órgão para os serviços de renovação, adição e mudança de categoria das carteiras nacionais de habilitação (CNHs) para cerca de cinco mil PMs que efetivamente desempenham as funções de motorista e motociclista.
    A medida visa dar cumprimento ao disposto no artigo 4º, inciso 5, da lei estadual nº 11.920, de junho deste ano, onde estabelece que “aos policiais militares que exerçam atribuição de motorista e motociclista de viatura fica concedida isenção de pagamento das taxas devidas ao Departamento Estadual de Trânsito para renovação e mudança na categoria da Carteira Nacional de Habilitação”.
    A assinatura da portaria, que acontece no auditório do Detran-BA, às 11h, conta com a presença do secretário da Administração, Manoel Vitório, do secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alfredo Castro, e do comandante do Esquadrão de Motociclistas Águia, major Paulo José Reis de Azevedo Coutinho. Na oportunidade, o diretor do Detran-BA faz a entrega de 50 kits para o Esquadrão Águia, que incluem capacete, apito, óculos e luvas.
    Secom – Secretaria de Comunicação Social
    3ª Avenida, nº 390, Plataforma IV, 1º andar, CAB. CEP: 41.745-005 Salvador – Bahia

  8. 10/Set/2009
    Novo quartel do Grupamento Aéreo da PM é um dos mais modernos do país
    As instalações do novo quartel do Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer) foram inauguradas nesta quinta-feira (10) pelo governador Jaques Wagner. A estrutura conta com área total de 8,9 mil metros quadrados, com estacionamentos e pátio de movimentação de aeronaves, dois hangares e prédio central da administração. Também foi montado um espaço para a oficina de manutenção aeronáutica da unidade, já nos padrões exigidos pela Agência Nacional de Aviação Civil. O quartel comporta de 12 a 15 aeronaves de médio porte. Foram investidos R$ 4,5 milhões na obra, considerada referência no Brasil. Para Wagner, o equipamento é um dos mais modernos do país. “É mais um instrumento para a segurança pública, de apoio a Polícia Militar e para suas ações de combate ao crime”.
    A edificação abrigará toda a estrutura operacional e administrativa necessária para apoiar e gerir a frota de aeronaves do Graer, hoje composta por dois aviões motoplanadores Ximango e dois helicópteros tipo Esquilo. Em março de 2010, mais um helicóptero estará à disposição da equipe.
    O Graer atua em diversos tipos de situações, como afogamentos, acidentes de trânsito, remoção aeromédica, transportes de órgãos, além do apoio a ocorrências policias de alta complexidade, como assaltos, fugas de presídio e policiamento preventivo.
    Secom – Secretaria de Comunicação Social
    3ª Avenida, nº 390, Plataforma IV, 1º andar, CAB. CEP: 41.745-005 Salvador – Bahia

  9. GOVERNO FEDERAL
    Governo tem 20 mil homens para fazer segurança em greves no País
    Da redação em 10/02/2012 20:22:00
    Vannildo Mendes, João Domingos e Rafael Moraes Moura – O Estado de S.Paulo
    O governo federal tem planos de contingência, com mais de 20 mil homens de prontidão, para mandar ajuda a qualquer Estado que recorra à União para garantir a lei e a ordem pública devido à onda de greves de policiais militares que ameaça se expandir pelo País. A cargo dos Ministérios da Defesa e da Justiça, os planos incluem efetivos das Forças Armadas, Polícia Federal e Força Nacional de Segurança Pública, que tem uma reserva 10 mil policiais de elite recrutados nos Estados para pronto emprego.
    “Se necessário, temos condições de mandar tropas não só ao Rio – onde as polícias Militar e Civil entraram em greve ontem – mas para qualquer Estado que necessite de reforço”, informou o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. Cerca de 4 mil homens estão na Bahia, primeiro local atingido pela onda de greves planejada por policiais de vários Estados para forçar o Congresso a aprovar a PEC 300, proposta de emenda constitucional que cria o piso nacional da categoria.
    Cardozo disse que, por enquanto, não há necessidade de mandar reforços ao Rio, onde a situação seu ver “é muito tranquila” e o governador Sérgio Cabral não viu necessidade de pedir ajuda por enquanto. Ele garantiu que todas as medidas foram adotadas para assegurar a tranquilidade de foliões e turistas durante o período carnavalesco. “Não tenho a menor dúvida de que o carnaval transcorrerá em absoluta normalidade na Bahia, no Rio e em todos os Estados”.
    O palácio do Planalto avalia que o tratamento de choque dado aos grevistas na Bahia, numa articulação federal com o governador Jaques Wagner (PT), serviu de alerta aos demais Estados onde associações de cabos e praças militares armara uma onda de paralisações e motins. “Estamos acompanhando com evidente preocupação a movimentação em todo o País, mas acreditamos que a reação firme do governo contra atos criminosos e de vandalismo ocorridos na Bahia, fez reduzir o ímpeto nos demais Estados”, disse Cardozo.
    Além de endurecer na negociação salarial, o governo pediu a prisão dos cabeças do movimento e fechou questão em não conceder anistia aos que cometeram excessos. “A posição do governo é clara: somos contrários à qualquer forma de anistia, não é possível que pessoas que tenham praticado crimes, situações de vandalismo, sejam simplesmente ignoradas”, observou Cardozo. A seu ver, no Rio, “é visível o enfraquecimento do movimento e também o amadurecimento dos policiais, que optaram por ações não violentas”.
    Mais greves. Os serviços de inteligência do governo, que incluem a Abin e a PF, monitoram há meses a movimentação dos policiais em todos os Estados e detectaram que, além da Bahia e Rio, havia mobilização forte em outros dez. Em seis, o quadro é mais preocupante: Espírito Santo, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, Alagoas e Goiás. Nos outros quatro, o risco de motim é menor, mas não totalmente descartado: Mato Grosso, Roraima, Tocantins e Distrito Federal.
    Em todos esses Estados, haverá assembleias de associações de cabos e praças, ou reuniões de articulação ao longo da próxima semana, nos dias que antecedem o carnaval. A maior parte das deliberações será tomada no dia 15. Mas os governos estaduais, que têm a responsabilidade federativa pela segurança pública de seu território, precisam pedir formalmente a ajuda federal, como prevê a Constituição. O Planalto os está orientando a se anteciparem aos fatos e abrirem negociação com entidades representativas das polícias.

  10. O Governo tem que ter coragem e iniciar abertura de processs aminsitrtivos disciplinares e realizar demissões. Uma grande oportunidade par fazer uma limpeza na violenta e autoritária polícia da bahia. O Exército e FOrça Nacional podem aumentar o efetivo e ficar na Bahia por uns 10 a 12 meses, tempo suficiente para fazer concursos e treinar os novos policiais.

  11. Com certeza se essa greve tivesse sido feita no quarto ano de governo de Wagner, com certeza ele teria aceitado essas reivindicações. Com medo de perder a política. Então segura mais um pouco essa greve. Pois agora em Março quem vai entrar são nós professores. Wagner foi muito beneficiados por funcionários estadual. Pimenta nos olhos dos outros é refresco. Esse governador não ajudou a polícia em nada. Não vi diferença nenhuma de melhora em relação aos outros governos que passou pelo poder. Estamos pagando o preço de ter votado nessa raça enganadora.

  12. OLHA SÓ OS RESPONSÁVEIS PELA NOSSA SEGURANÇA! CAMBADA DE BANDIDOS, ASSASSINOS!
    PMs são presos por envolvimento em chacina de moradores de rua na Boca do Rio
    Donato Ribeiro Lima, 47 anos, e Willen Carvalho, 34, são acusados de executar cinco moradores de rua e atirar contra outros dois na avenida Jorge Amado
    Dois policiais militares suspeitos de participarem da morte de cinco pessoas na Boca do Rio, em Salvador, durante a greve parcial da categoria no Estado, iniciada no último dia 31, foram apresentados pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) no final da manhã desta sexta-feira (10).
    Segundo informações do DHPP, os soldados Donato Ribeiro Lima, 47 anos, e Willen Carvalho, 34, são acusados de executar cinco moradores de rua e atirar contra outros dois na avenida Jorge Amado, no bairro Boca do Rio, no dia 3 de fevereiro. Eles também são suspeitos de participarem de um tripo homicídio em 2011 e um homicídio em 2010, todos na Boca do Rio.
    Donato foi preso em sua residência, no bairro de São Caetano, onde também foram apreendidos matériais que relacionam com tráfico de drogas como tesouras, pinças, balanças de precisão, cartuchos de pistolas de diversos calibres, celulares, relógios, isqueiros, cartões de memória e pen driveres. Já Willen, foi preso na tarde desta quinta-feira (9) no trabalho – no Comando de Operações da Polícia Militar nos Aflitos.
    Os dois soldados eram lotados na 39ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Boca do Rio) quando cometeram os crimes.
    Foragidos
    Permanecem foragidos mais dois soldados lotados na 39ª CIPM acusados, também, por quatro homícidios no ano passado. Segundo a SSP, Jair Alexandre dos Santos e Samuel Oliveira Menezes participaram de um triplo homicídio de adolescentes em 18 de setembro de 2010, e um homicídio na localidade de Bate Faixo em abril do ano passado.
    Responder
    Respostas

  13. SE A APPM ESTÁ DANDO APOIO À PARALISAÇÃO DA PM BAIANA, PORQUE ONTEM A GUARNIÇÃO DA TOR (TÁTICO OSTENSIVO RODOVIÁRIO) ESTAVA NAS RUAS COMANDADA PELO SARGENTO CAVALCANTE, PRESIDENTE DA APPM-ITABUNA?

  14. sou a favor da greve , porem da maneira que4 foi organizada , foi pior greve nos ultimes tempo. POIS A MESMA PERDEU SEU SENTIDO QUANDO EU MESMO ESTAVA NA RUA E VI SER COLOCADA NA CIDADE UM SENTIDO DE PÂNICO , UM SISTEMA DE BOATOS RÁPIDO COMO FUXICO , ARRASTÃO NO SANTO ANTONIO , ENTRARAM NA RICARDO E ELTRON E INSINUASTE E LEVARAM TUDO, FUI VER COM MEUS PRÓPRIOS OLHOS E NADA DISSO ESTAVA ACONTECENDO EM ITABUNA, COM O APOIO DO SINDICATO DOS RODOVIÁRIOS AS 17 HORAS JÁ SE TINHA ANUNCIO QUE OS COLETIVOS IRIAM PARAR.
    NO MEU VER ESTA GREVE TINHA QUE SER MAIS ORGANIZADA , POIS DIANTE DA POLÍTICA NACIONAL ECONÔMICA , O PAÍS ESTAS PRECISANDO QUE A POPULAÇÃO BRASILEIRO COM INSTITUIÇÕES FOMENTEM A REFORMA POLÍTICA ECONÔMICA, POIS NEM UM PARTIDO TEM ESTE INTERESSE , POIS A PROFISSÃO DE POLÍTICO JAMAIS VAI QUERER QUE SEUS SALÁRIOS SEJAM REVISTO E FISCALIZADOS , DEPUTADOS QUE GANHAM 26 MIL BRUTO, PREFEITO COMO O DE ITABUNA COM SALÁRIO DE 18 MIL BRUTO, E AINDA TEM LIBERDADE DOADA PELO PODER JUDICIÁRIO DE PRATICA ABERRAÇÕES NA CORRUPÇÃO.
    ACHO QUE O GOVERNADOR AGORA EM DIANTE TEM DE COBRA DIAS PARADOS . RUIM COM A POLICIA MAL ORQUESTRADA, PIOR SEM ELA.

  15. Estamos chegando a conclusão que policia não faz falta! A população tá se virando muito bem sem essa policia desordeira que a Bahia criou para destruí-la. O governador Wagner deveria EXONERAR todos os gravistas abrir concurso e criar uma nova força policial sem os vicios e sem corrupção. Acabaria de vez com os bandidos de farda. POLICIA? Quem precisa de POLICIA?

  16. ESPERO QUE OS NOBRES POLICIAIS TENHAM APRENDIDO ALGUMAS LIÇÕES COM ESSA GREVE:
    1- NÃO VOTAR MAIS EM OPORTUNISTAS COMO WAGNER;
    2- SABER TRATAR AS OUTRAS CATEGORIAS, QUANDO AS MESMAS ESTIVEREM EM GREVE E REIVINDICANDO MELHORES SALÁRIOS (EVITAR DESCER O PAU E JOGAR SPRAY DE PIMENTA NOS OLHOS);
    3- ANALISAR A ATITUDE DE ALGUNS POLÍTICOS DIANTE DESSA GREVE (GERALDO,SANTANA,JOSIAS,CASTRO, ETC…O QUE ELES FIZERAM JUNTO AO GOVERNO PELA CATEGORIA? NADA…).É SÓ VER A DIFERENÇA DAQUELE CAPITÃO TADEU, QUE ATÉ FOI AGREDIDO POR DEFENDER OS GREVISTAS;
    4- EVITAR IR NO PAPO DE BADERNEIROS E FAZER UM MOVIMENTO ORDEIRO;
    5- OLHAR A ATITUDE DA REDE GLOBO, QUE MOBILIZOU AS MASSAS CONTRA O MOVIMENTO GREVISTA.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top