skip to Main Content
13 de julho de 2020 | 11:18 am

SÓ COM GERALDO

Tempo de leitura: 2 minutos

Marco Wense

Da base situacionista, o PCdoB tem alguma chance com o PP de Roberto Barbosa se houver uma contrapartida na cidade de Ilhéus, com os comunistas apoiando a candidatura de Jabes Ribeiro ao Palácio do Paranaguá.

O deputado federal Geraldo Simões ainda acredita em uma composição entre petistas e comunistas na sucessão do prefeito Azevedo (DEM).
Geraldo tem motivos de sobra para ficar esperançoso. O tititi entre o PT e o PCdoB, com troca de farpas entre suas lideranças – a mais recente foi entre o parlamentar e Davidson Magalhães –, sempre existiu.
Na última eleição (2008), o ex-vereador Luis Sena foi o indicado para compor a chapa majoritária encabeçada pela petista e ex-primeira dama Juçara Feitosa.
Os comunistas juram por todos os santos que essa sucessão municipal é diferente, já que a opinião de que o PCdoB deve ter candidatura própria é avassaladora entre militantes e simpatizantes.
No PCdoB, no entanto, há também os pragmáticos, os que caminham pela estrada de que o partido só deve ter candidato se o cenário apontar uma possibilidade de vitória.
A viabilidade eleitoral, como condição imprescindível para a disputa do Centro Administrativo, só será alcançada com uma coligação envolvendo legendas da base aliada do governo Wagner e de oposição.
Da base situacionista, o PCdoB tem alguma chance com o PP de Roberto Barbosa se houver uma contrapartida na cidade de Ilhéus, com os comunistas apoiando a candidatura de Jabes Ribeiro ao Palácio do Paranaguá.
Do lado oposicionista, descartando aí o PSDB e, obviamente, o DEM do prefeito Azevedo, só o PMDB presidido pelo médico Renato Costa. Vale lembrar que o peemedebismo tem Leninha Alcântara como pré-candidata.
O trunfo do deputado Geraldo Simões é o governador Jaques Wagner. O parlamentar aposta em uma efetiva participação do chefe do Executivo no processo sucessório.
O problema é que o empenho pessoal de Wagner para que os partidos aliados fiquem com o candidato do PT, principalmente o PCdoB e o PDT, só com uma condição: que o candidato seja Geraldo Simões.
Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Ja falei e repito. Nao queremos saber de Geraldo, Jussara, Fernando Gomes nem Azevedo.
    Nao adianta articulacao de wagner. Ele esta dando tiro no propio pe.
    Prefeito de Itabuna chama-se VANE do RENASCER.

  2. Zelão diz: – “Outros meios, para alcançar o mesmo fim!”
    O difícil na “conjectura” formulada por Wense é acreditar no “empenho pessoal” do governador Wagner, para a unificação dos partidos da base aliada na eleição de Itabuna, tendo como condição única a “exigência” de que o candidato seja o deputado Geraldo Simões.
    Quanto à disposição do PCdoB de “manter candidatura própria,” o governador Wagner, dispõe de outros meios capaz de atrair o interesse político dos “cururus:” – Abrindo uma vaga na assembléia, que possibilite um mandato para o suplente de deputado, vereador Wenceslau Junior e a manutenção de Davidson Magalhães na presidência da BAHIAGÁS.
    Por outro lado, caso as candidaturas de Roberto Barbosa (PP) e Acácia Pinho (PDT), não se viabilizem até o mês de maio, o provável é que estas siglas, que fazem parte da base do governo Wagner, venham a apoiar a candidatura do PT em Itabuna, independentemente, de que seja Geraldo ou Jussara o candidato(a).

  3. Com Geraldo ou Juçara a chapa só terá força para ganhar estas eleições se Leninha do PMDB ser a vice.
    Aí desmorona uma possível terceira via e enfraquece a reeleição do capitão Azevedo.
    Esta chapa levará a simpatia contagiante de Leninha às ruas.
    Esta chapa com certeza ninguém segura !

  4. Quem ficar com Geraldo bruxento Simões será derrotado!
    O PCdoB já passou da hora de ganhar vôo próprio. De passar a ser protagonista, ao invés de coadjuvante!
    Que se saiba, o PCdoB nunca praticou o bantitismo sindical. Membros do PCdoB de Itabuna não respondem por crimes hediondos como o terrorismo biológico da vassoura de bruxa, confirmado pelo nossa Polícia Federal.

  5. VEJO GERALDO E FAMÍLIA MUITOS ENFRAQIECIDOS PARA O PRÓXIMO PLEITO ELEITORAL.RESULTADO DA SUA ARROGÂNCIA E DECISÕES ERRÔNEAS, DEMONSTRANDO POUCA CONSIDERAÇÃO COM ALIADOS HISTÓRICOS, COMO POR EXEMPLO MIRALVA, QUE FOI ENXOTADA DA DIREC E A “COMPRA” DA RÁDIO DIFUSORA, NA VERDADE UMA NEGOCIATA COM FERNANDO, QUE COM CERTEZA DAQUI 4 OU 5 ANOS TERÁ A SUA RÁDIO DE VOLTA COMO DAS OUTRAS VEZES.O SR SIMÕES SÓ NOS PROVA QUE O PODER É UMA DROGA QUE SOBE RÁPIDO À CABEÇA.ELE SE ESQUECE QUE NA ÚLTIMA ELEIÇÃO PARA DEPUTADO ELE TEVE QUE SER GUINCHADO PELA LEGENDA PARA PODER IR À BRASÍLIA E NO PLEITO MUNICIPAL JUÇARA TOMOU A MAIOR LAVAGEM DO IMPREVISÍVEL CAPITÃO AZEVEDO. SÓ RESTA A QUEM TEM UM MINÍMO DE JUÍZO POLÍTICO NESSA CIDADE, A ESPERANÇA DE SURGIR UM NOME DESCOMPROMETIDO COM ESSA POLITICAGEM DIGNA DOS TEMPOS DAS NOVELAS GLOBAIS. E O PIOR É QUE OLHO E NÃO VEJO A BENDITA LUZ NO FIM DO TÚNEL.QUE DEUS TENHA MISERICÓRDIA DESSA POBRE CIDADE.

  6. Se o PC do B tornar a “abrir as pernas” e declinar de uma candidatura própria, ficará marcado para sempre por atos de covardia, se falta de ambição, ou coisa que o valha, …!!!
    Eles têm mais é que apostar em força política prória, caso contrário nunca sairão do anonimato, da sombra dos outros, da subserviência, …!!!

  7. primeiro devemos saber se o cabeçita de pitu pode ser “canidato” já que comenta-se que o mesmo esta na ficha imunda.Segundo será que “el cabeçita” tem ainda essa potencia de votos,jáque em 2006 teve 35 mil e 2010 teve 26 mil(cuma em 2002 teve 23 mil).Para finalizar: o comentário de J. Soares de que com leninha lavaria a “simpatia contagiante de Leninha às ruas”,me poupe,so se for simpatia pois votos ela não tem……

  8. Sou filiado ao PCdoB, MAS, caso aconteça de não ter candidatura própria votarei no homem… e será Ronald Kalid. Fato que já comentei inclusive com os partidários.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top