skip to Main Content
4 de abril de 2020 | 03:21 am

CAXIXE

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Sindicato do Magistério Municipal de Itabuna (Simpi) voltou a pressionar o prefeito Capitão Azevedo e o secretário da Educação, Gustavo Lisboa, para que o terreno doado à Associação dos Professores de Itabuna (API) seja tomado de volta. O terreno foi doado à associação. A última diretoria da API negociou o imóvel em troca de um prédio onde funcionava uma escola pública, no Pontalzinho. O prefeito lembrou que já havia assinado decreto de reversão. A diretoria da API se pronunciou à época e disse esperar uma “batalha jurídica” nesse caso.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Êita Miralva é uma bomba explodindo atrás da outra. E agora?
    Não tem nem um mês que você caiu da DIREC 7 e agora vem essa conversa do terreno mais uma vez. Você e sua turma devem estar sem dormir.

  2. o SIMPI é que ta certo patrimonio público tem que ser público e nao de igreja fulana de tal que ganha milhões de reais cobrando dos fieis (burros) que acreditam que assim será salvo. E mais se a igreja que diz pro fiel fazer tudo certo PRA QUE FOI SE ENVOLVER NUMA NEGOCIATA DESSA? vou responder por voces PORQUE SÃO UM BANDO DE LALAU E FAZEM COMO LUCIFER DISSE – VIM PARA MATAR, ROUBAR E DESTRUIR.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top