skip to Main Content
8 de abril de 2020 | 05:27 pm

PATAXÓS TOMAM 15 FAZENDAS NO SUL DA BAHIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Quinze fazendas foram ocupadas por índios pataxós nos últimos três dias nos municípios de Itaju do Colônia e Pau Brasil, na região sul da Bahia. O clima é tenso e nem a chegada da Polícia Federal, ontem, acalmou os ânimos.
Os produtores e administradores relatam que trabalhadores rurais têm sido espancados e saqueados e as sedes das fazendas ocupadas. O número de propriedades invadidas desde o início do ano chega a 23.
Conforme relato de administrador de fazenda ao PIMENTA, os indígenas não agem sozinhos. Eles ganharam reforço de bandos armados com escopetas, rifles e revólveres. Na região estão propriedades de grandes empresários, como Jaime do Amor, e de políticos conhecidos, como o deputado federal Paulo Magalhães.
Produtores alegam que os pataxós têm desrespeitado determinações judiciais e orientação da própria Fundação Nacional do Índio (Funai). As propriedades tomadas pelos pataxós ficam na região que aguarda decisão do Supremo Tribunal Federal. A ação cível originária (ACO) 312, da Funai, pede que os títulos das propriedades rurais sejam considerados nulos, retornando-os às mãos indígenas.
A continuidade do julgamento estava marcada para outubro do ano passado. O governo baiano informou dos riscos da continuidade do julgamento naquele período e solicitou adiamento, o que ocorreu. Fazendeiros cobram a retomada imediata do julgamento.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. A maioria das invasões tem apoio do CIMI, organização ligada a Igreja Catolica. O clima de insegurança no campo é o poior possivel, os fazenderios de armam para defende da milcia armada do outro lado.

  2. COISAS DO NOSSO BRASIL.O MST DÁ O EXEMPLO E ESSES MOVIMENTOS QUE DE INDIGENISTA NÃO TEM NADA SE APROVEITAM PARA SEGUIR O EXEMPLO.TÁ NA CARA QUE ESSES “ÍNDIOS” SÃO MAIS HOMENS BRANCOS QUE QUALQUER OUTRO.NA VERDADE O BRASIL HOJE É UM PAÍS SEM LEI,APESAR DE TER MUITAS LEIS.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top