skip to Main Content
28 de outubro de 2020 | 03:16 pm

A DIFÍCIL UNIÃO DAS OPOSIÇÕES NA BAHIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Do blog de Paixão Barbosa
O fato de Geddel Vieira Lima ter admitido que poderá ser candidato à prefeitura de Salvador pelo PMDB, apenas coloca uma dificuldade a mais na já tão complicada possibilidade de união entre os três principais partidos políticos de oposição na Bahia visando as eleições deste ano e também de 2014. A unidade entre PMDB, PSDB e DEM é muito difícil de se concretizar num projeto amplo, embora vá acontecer de forma pontual em alguns municípios, porque as origens e os interesses das suas lideranças conflitam de modo muito forte.
Partidos que enfrentaram dificuldades, em termos de Bahia,nas últimas eleições, os três precisam lutar para se reinventar a partir de 2012, sob pena de sofrerem um minguamento ainda maior de suas forças. E, para isto, é fundamental a participação nas eleições municipais deste ano com o maior número possível de candidatos próprios, especialmente em Salvador, um pleito que serve como caixa de ressonãncia para todo o Estado. Isto vale principalmente para PMDB e DEM, uma vez que o PSDB baiano não tem conseguido crescer mesmo desde que aqui foi fundado e limita-se a um trabalho de manutenção da sua base parlamentar.
Leia texto completo.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Esses caras só sabiam fazer política com autoritarismo e pão e circo. Aí um metalúrgico provou que é possível termos políticas públicas com crescimento econômico e distribuição de renda.
    Wagner foi eleito em parte beneficiado por um projeto que deu certo e com certeza terá duração de longo prazo. A Bahia de hoje é melhor do que a de 10 amos atrás. ACM foi um senhor feudal que deixou como legado autoritarismo, além de uma massa de analfabetos e famintos na terra que tanto amava. Hoje temos mais universidades federais, mais escolas técnicas, mais empreendedores. Por exemplo não vejo mais em Itabuna aquela legião de mulheres e crianças ao meio dia pedindo comida nas portas, para matar a fome, vejo sim, em toda cidade pessoas construindo e reformando suas casas, montaando seus empreendimetos.

  2. O pessoal do PT, quando era oposição, não fazia aliança com ninguém, …!!!
    Depois que está no poder, e para se manter no poder, faz aliança com Deus e com o Diabo, …!!!
    Coerência e princípios já foram para as cucuias há muito tempo,. …!!!

  3. E aí, o que vai acontecer?
    a situação, planando nesse céu de brigadeiro criado pela estabilidade econômica e distribuição de rendas consolidados nos governo Lula, vai eleger o seu candidato.
    Com duficuldades, isso é real. Uma vez que senhor Pelegrino é figura desgastada, passada no tempo, mas se a oposição não se une, o que fazer?
    Ah, mais antipático que Nelson Pelegrino só Rui Costa, e tem mais. Depois publico a lista completa dos mais mais da rejeição.

  4. Itabuna é o útlimo feudo do carlismo na Bahia. A Bahia já sua opção, Itabuna pelo contrário continua feliz sendo DEM e 25. Bunbun de bebê e cabeça de papa jaca nunca se sabe o que esperar.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top