skip to Main Content
1 de abril de 2020 | 08:20 pm

BIOFUNGICIDA TRICOVAB, FINALMENTE, É LIBERADO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Após dez anos de estudos feitos pela Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), o Ministério da Agricultura finalmente certificou o biofungicida Tricovab para o combate à vassoura-de-bruxa, fungo que reduziu em quase 75% a produção de cacau no sul da Bahia. A certificação é divulgada um dia após a Ceplac completar 55 anos. O produto agora poderá ser comercializado.
O coordenador técnico-científico da Ceplac, Manfred Müller, por meio de nota do órgão federal, diz que a certificação representa “o coroamento do trabalho do Centro de Pesquisas do Cacau (Cepec), cujos pesquisadores se desdobraram na busca de solução natural com alto potencial de controle da vassoura-de-bruxa, sem riscos ao meio ambiente e aos produtores de cacau e colaboradores”.
O diretor do Cepec, Adonias de Castro Virgens Filho, disse que as explicações técnicas sobre a aplicação nas propriedades rurais serão dadas por meio de entrevista coletiva a ser agendada.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. A certifiação deve ser comemorada, é claro.
    Ela está acontecendo 24 (vinte e quatro) anos depois da introdução criminosa da vassoura-de-bruxa em nossos cacauais.
    Neste período, foram 4 planos de recuperação (PRLC = Planos de Recuperação da Lavoura Cacaueira) nos quais a União/Estado (leia-se Ceplac) transferiu aos lavradores o ÔNUS do combate a uma epidemia implantada! O ônus era do Estado, e não apenas porque foi crime, ou porque o crime foi supostamente cometido por gente da própria Ceplac. O Estado não foi capaz de “barrar” a entrada da doença em nossa região (seu dever inalienável).
    Hoje, a região está falida, e os produtores no SPC/SERASA, exatamente porque gastaram todo o dinheiro dos empréstimos na aplicação de uma tecnologia fajuta recomendada pela Ceplac.
    Tudo bem, temos o TRICOVAB. Mas como aplicar se não existem os recursos????
    Vitória de pirro…

  2. Isso é noticia requentada. Toda hora a Ceplac inventa mais uma moda para prosseguir em seu requiem.Quando bater o herbicida, o tricovab morre! Querem que a gente volte para o biscó de novo? Ali é somente um mero cabide de mepregos com salários de R$14.000, a R$23.000,Tá NA HORA DE FECHAR! Álias já passou da hora. Vá com Deus!

  3. Depois de vários e mails ao MAPA sem uma resposta positiva finalmente, resolvi escrever para a Exma. Presidenta Dilma no dia 16 desse mês e logo recebi e-mail do Mapa informando que seria liberado em 5 dias úteis, dito e feito. Nem sei se foi realmente por esse motivo que finalmente liberaram mas esse e-mail que recebi do MAPA guardarei como um troféu. Obrigado , Presidenta Dilma, só espero que ainda de tempo de salvar minha pequena plantacao que já esta muito prejudicada aqui em Linhares .

  4. Bom Dia!!!
    Qual é a novidade?!
    Isso que a CEPLAC pensa que descobriu ou criou, já existe a alguns anos no Chile (www.mundorganico.com).
    O fungo da vassoura de bruxa é muito suscetível ao Trichoderma, esta empresa chilena não resolveu o problema da vassoura de bruxa porque a CEPLAC fechou as portas para esta tecnologia.
    Os institutos de pesquisa federais e estaduais, universidades, fundações de pesquisa agrícola estão e são financiados pelas multinacionais de agroquímicos.
    As multinacionais não estão preocupadas, nosso meio acadêmico agrícola é financiado pelo capital delas. Professores, Mestres, doutores, PHDs, pesquisadores, consultores são “presenteados” com cursos no exterior, especializações e turismo.
    Cacaueiros me procurem que eu resolvo o problema da vassoura de bruxa, se deixar só pela CEPLAC, teremos que sentar para esperar.
    OBS.: Trichoderma é muito eficiente também no controle de Microcyclus ulei (seringueira), tanto no viveiro como na planta adulta.

  5. A afirmação abaixo postada por Rohger Castilhos , afirma ter havido um caso de negligência por parte da Ceplac , no que tange a atender a demanda por solução quanto a Vassoura de Bruxa , fato de natureza grave e se verdade deverá ser alcancado os responsáveis , Asim afirma om Roger . O fungo da vassoura de bruxa é muito suscetível ao Trichoderma, esta empresa chilena não resolveu o problema da vassoura de bruxa porque a CEPLAC fechou as portas para esta tecnologia

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top