skip to Main Content
31 de maio de 2020 | 12:17 am

FALTA DE QUALIFICAÇÃO EMPERRA PROJETOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

D’ O Globo
Segundo a Associação Brasileira de Municípios (ABM) – entidade que em 2011 participou de um grupo de trabalho na Secretaria de Relações Institucionais (SRI) da Presidência, sobre convênios entre municípios e a União -, de 30% a 40% dos projetos apresentados por prefeituras ao governo federal são rejeitados por falta de qualidade técnica. De acordo com a SRI, mais da metade dos municípios com até 20 mil habitantes – que equivalem a 70% das cidades – precisa recorrer a contadores terceirizados na hora de preparar projetos.
A falta de qualificação dos funcionários das prefeituras é um dos principais obstáculos. Segundo dados da última Pesquisa dos Municípios Brasileiros do IBGE (a Munic de 2009), em 1.879 municípios, o titular do órgão de Saúde tem até o ensino médio – em 55 cidades, eles chegam a ter só o fundamental incompleto. Segundo a Controladoria Geral da União (CGU), que realiza cursos de capacitação para prefeituras, apenas um quinto dos municípios (1.015, ou 18% deles) passou pela capacitação desde que foi criada, em 2006.
Leia matéria completa.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Enquanto as prefeituras insistirem em colocar comissionados nos cargos vai dar nisso, gente que não sabe escrever um ó com um copo ocupando cargos de pessoas que poderiam fazer a diferença, vai ver é isso que as prefeituras querem pois assim dá para contratar escritórios de contabilidade para fazer o serviço por valores bem acima do normal e tirar disso a famosa comissão. Que maravilha

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top