skip to Main Content
22 de outubro de 2020 | 10:54 pm

PT (É CLARO) SE DIVIDE NA SUCESSÃO DE NEWTON LIMA

Tempo de leitura: 2 minutos

Pouco importa que o prefeito de Ilhéus, Newton Lima (PT), tenha proclamado que o seu candidato à sucessão será pinçado da “lista tríplice” formada pelo deputado federal Josias Gomes, o secretário de Governo Alisson Mendonça e a vereadora Carmelita Ângela (confira). O fato é que nada está certo e o ninho petista em Ilhéus se encontra no mais completo alvoroço.
Em disputa, as correntes ligadas a Josias Gomes, de um lado, e ao também deputado Geraldo Simões, do outro. Até aí, nenhuma novidade. Porém, novo mesmo é que o grupo de Geraldo vislumbra artimanhas do arco da velha na proclamação de Inema.
A interpretação do grupo geraldista é de que a lista tríplice é cortina de fumaça e faz parte de uma estratégia pela qual o nome petista para a sucessão será o da vereadora Carmelita. Mas não para a cabeça de chapa e sim para (aí vem bomba!) ser a vice de Jabes Ribeiro (PP).
“Mas como?”, perguntarão petistas espantados, principalmente porque Ribeiro tem dito cobras e lagartos da companheirada e afirmado que os vê quase como leprosos com os quais não arriscaria sequer um cumprimento, quanto mais uma chapa. Além de tudo, o artífice da manobra, Josias Gomes, enfrentaria resistências em seu próprio grupo para emplacar o apoio.
Como em política até o impossível é relativo, os petistas ortodoxos (se é que ainda existem) que se cuidem. Geraldo Simões, que é pós-graduado nessas tretas, já tomou as providências dele. Diz que seu grupo mantém o nome de Alisson Mendonça e ainda apresenta novamente o empresário Nilton Cruz, que caminhava para fora do páreo.
A briga vai ser feia!

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Eu só não entendo é o seguinte: o DESGOVERNO de newton e bahia(casas bahia), que é rejeitadíssimo pelo povo de ilheus, são mais de 95% de rejeição, está sendo altamente disputado pelas duas correntes do PT, que são conhecidamente fisiológicas. Portanto, acho que a solução para esse imbróglio é escolher jorge bahia (ALI BAHIA) como o candidato do consenso.

  2. Com o devido respeito que merece a vereadora Carmelita; hipoteticamente, por mais inexperiente, idiota e burro que seja Jabes Ribeiro, este jamais descartaria ao lixo todo o trabalho que empreendeu em favor da sua campanha ao Palácio Paranaguá – hoje a mais discutida em Ilhéus – e ainda, a vitória suada que o levou a liderar os índices das pesquisas de intenção de votos com larga vantagem de diferença à frente dos demais postulantes.
    Ao aceitar um vice do PT; ficam no ar algumas questões cujas respostas são obvias: Que “valores” seriam trazidos e agregados com a vinda PT para melhorar as possibilidades de eleição de Jabes? (alguém sabe)? Jabes está desistindo de sua possível eleição a Prefeito de Ilhéus? Jabes é tão burro assim? Temerário e suicídico? Duvido.
    O PT Ilheense não é apenas um “mala” pesada, não obstante Wagner; Geraldo, Josias e os demais. O PT ilheense é um trambolho híbrido de sofá com guarda-roupas extremamente pesado para carregar. É difícil, senão impossível, acreditar em tal suposição, em que Jabes ou qualquer outro postulante ao Palácio Paranaguá vá arriscar formar dupla numa parelha com o PT, um claudicante pangaré e azarão. Não dá para disfarçar o PT. Só milagre mesmo!
    Fala sério vai!

  3. Petista pra deixar de brigar basta dar a eles uma teta gorda, assim ficam felizes de deixam as brigas de lado, querem o poder, para isto se digladiam, vendem a ideia de um projeto para melhorar a vida do proletariado, mas no fundo querem mesmo é o sabor do poder e das benesses que podem usufruir. Não passam de uns aproveitadores, nada mais que isto.

  4. “Nada mais cretino e mais cretinizante do que a paixão política. É a única paixão sem grandeza, a única que é capaz de imbecilizar o homem.”
    (Nelson Rodrigues)

  5. “Somente os tolos acreditam que politica e religião não se discute. Por isso os ladrões continuam no poder e os falsos profetas continuam a pregar.”
    Alexandre Boarro

  6. Tá legal, “Mehmed”, eu aceito o argumento, mas a decisão nesse caso envolve outros fatores, como as composições e alianças em outros municípios. Jabes participa das reuniões do conselho de partidos aliados a Wagner que discute as eleições 2012. Ele sabe, apesar de não querer e já ter dito que não quer aliança com o PT, que a coisa não é bem assim, ela é mais ampla. Não se pode olhar apenas para o PT de Ilhéus, pois este de fato é um mangue. Aliás, sua comparação com um trambolho de sofá com guarda-roupa é ótima. Mas não sei não, amigo, essa coisa pode vir de cima pra baixo, pode envolver outros interesses e articulações. Não duvido de nada.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top