skip to Main Content
30 de setembro de 2020 | 12:41 am

PROFESSORES FAZEM GREVE DE TRÊS DIAS POR PISO NACIONAL

Tempo de leitura: < 1 minuto

Os professores da Educação Básica em todo o país iniciam nesta quarta (14) uma paralisação que só terminará na próxima sexta (16). Os educadores reivindicam o pagamento do novo piso do magistério, reajustado em 22,22% pelo governo federal e que passa a ser de R$ 1.451,00. O valor será paga ao educador que leciona 40h semanais.
Hoje, o Governo da Bahia anunciou que vai pagar o piso salarial nacional a todos os professores. De acordo com o secretário estadual de Educação, Osvaldo Barreto, o governo já paga além do novo piso nacional. Os professores licenciados, disse, percebem R$ 1.586,02, além da gratificação relativa à regência de classe.
Aos educadores não licenciados, Barreto disse que o governo está concluindo estudo para que os mesmos percebam o valor devido. O secretário diz que a instituiu em 2008 o Plano de Carreira do Professor. O plano estabelece duas formas de progressão. “o avanço vertical automático relacionado com a titulação – abrangendo desde a licenciatura até o doutorado -, e a progressão horizontal decorrente da avaliação de desempenho”.
Em Itabuna, a direção do Sindicato do Magistério Municipal Público de Itabuna (Simpi) informou que todos os professores da rede vão cruzar os braços pelo novo piso nacional.

DESEMBARGADOR NÃO JULGA AGRAVO DE BACELAR

Tempo de leitura: < 1 minuto

Confusão recursal deixa Bacelar por mais tempo "de molho"

Uma verdadeira “overdose” na interposição de recursos no Tribunal de Justiça atrapalhou a vida do vereador itabunense Ricardo Bacelar, afastado do mandato por decisão do juiz Gustavo Pequeno, da Vara da 2ª Vara Cível e Fazenda Pública de Itabuna. O afastamento se deu num processo movido pelo Ministério Público, com base em supostos desvios de recursos da Câmara Municipal.
Um agravo de instrumento interposto pelos advogados do vereador caiu nas mãos do desembargador José Olegário Monção Caldas, que se recusou a julgar o recurso. Utilizando-se o jargão jurídico, o magistrado declinou da competência, alegando que já havia outro agravo distribuído anteriormente  para a desembargadora Rosita Falcão.
Pelo que Monção informa no despacho, houve outros agravos protocolados pela defesa de Bacelar. “Ao compulsar os autos, verifiquei a existência (…) de diversos Agravos de Instrumento (…) distribuídos para desembargadores outros que não este Relator”.
O juiz observou o artigo 160 do Regimento Interno do TJ, o qual estabelece que o relator para o qual foi distribuído o primeiro recurso fica responsável pelo julgamento dos demais. Por isso, determinou a redistribuição do agravo para a magistrada Rosita Falcão.

LOIOLA DESISTE DE REELEIÇÃO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Loiola não disputa reeleição (Montagem Gusmão).

O homem que dá nome a um dos maiores escândalos de corrupção na Câmara de Itabuna, o Loiolagate, desistiu de disputar a reeleição. Clóvis Loiola (PSDC) vai abdicar da candidatura em favor do pastor Gilmar, do mesmo partido. Loiola avaliou que dificilmente repetiria o feito de 2008, quando saiu das urnas consagrado como o vereador mais votado de Itabuna.
Mais que isso, entendeu que o cenário de hoje não lhe permitiria nem a reeleição e que perdeu apoios importantes, a exemplo do PPS e do saudoso empresário Anísio Alcântara. Ex-presidente da Câmara de Itabuna, Loiola é acusado de participação no esquema que desviou aproximadamente R$ 2 milhões em empréstimos consignados e contratação de empresas de fachada ou fantasmas.
O vereador está afastado da Câmara, por decisão judicial, desde o dia 26 de janeiro, mas tendo direito a receber os vencimentos de R$ 7 mil, por mês. O afastamento foi de 90 dias. Além dele, também foram afastados Roberto de Souza (PR) e Ricardo Bacelar (PSB). Roberto já retornou. Loiola e Bacelar entraram com recurso para derrubar a decisão de primeira instância. Com informações do Políticos do Sul da Bahia.

GOLPE NO PMDB DE ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Renato: acusado de golpe.

E o ex-deputado Renato Costa, quem diria?, aprontou para cima dos membros da comissão provisória do PMDB de Itabuna. Na surdina, o médico foi a Salvador e conseguiu tirar da Comissão Provisória o advogado Ruy Corrêa e o contador Alberto Elmo (Bebeto). Renato substituiu Corrêa e Bebeto por Antonio Moreira (Moreirinha) e o estudante Pedro Arnaldo.
Corrêa e Bebeto foram informados somente hoje da “substituição”. Da comissão provisória antiga, restaram apenas o próprio Renato e o presidente do Itabuna Esporte Clube, Ricardo Xavier.
Corrêa caiu depois de enfrentar decisão do partido e afirmar que manterá candidatura avulsa à prefeitura de Itabuna. Quanto a Bebeto, que foi um dos que atraíram Renato para o PMDB, pouco se sabe.

TIQUE-TIQUE NERVOSO

Tempo de leitura: < 1 minuto

O presidente da Câmara de Itabuna, Ruy Machado, era entrevistado ontem no Jornal das Sete, da Morena FM. A entrevista seguia sem sobressaltos até que o jornalista, Paulo Vicente, perguntou a Ruy como é que um homem que diz ter apenas 40% da visão de um olho e é cego do outro consegue ter carteira de habilitação. Se vendo num mato sem cachorro, o vereador partiu para a “gororança”:
– Pergunte ao Detran, meu filho. É o pessoal do Detran que tem que responder.
E, para Ruy, um sucesso da década de 80, cantado por Kid Vinil:
http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=2S8pEYxnGvs#t=36s

PULADA DE CERCA ONLINE

Tempo de leitura: < 1 minuto

Em entrevista concedida nesta terça-feira, 13, no Jornal da Manhã (Rede Bahia), o jurista Pablo Stolze afirmou que hoje 20% das ações de divórcio por infidelidade encontram a prova da traição nas redes sociais, como o Facebook. Isso nos Estados Unidos. No Reino Unido, o percentual chega a 33%.
Stolze lembra que antes a prova da pulada de cerca era mais complicada e exigia a contratação de detetives. “Agora é mais fácil, pois muita gente expõe a própria intimidade nas redes sociais”, observou o jurista.
É a modernidade do mundo virtual influenciando a velha prática da infidelidade conjugal.

FESTIVAL DE DEFUMADOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

A comunidade de Aritaguá, que fica a seis quilômetros da zona urbana de Ilhéus, promove no próximo domingo, dia 18, um Festival de Defumados. O evento começa às 10 horas e o objetivo dos organizadores é divulgar as carnes defumadas produzidas em Aritaguá, uma tradição na comunidade.
A produção de defumados ganhou força a partir de um curso de manipulação de alimentos, realizado na comunidade em 2010, pelo Projeto Transformar, uma iniciativa da empresa Bahia Mineração (Bamin), em parceria com o Instituto Aliança.
A intenção com o festival é atrair público para Aritaguá, destacando a comunidade por seu potencial gastronômico e para o turismo rural. Paralelamente ao evento, acontece uma cavalgada, que sai às 10 horas do Iguape em direção ao povoado.

"MELHORAÊ, UNIME!"

Tempo de leitura: < 1 minuto

Alunos da Faculdade Unime em Itabuna prometem fazer grande manifestação, hoje à noite, caso a direção da faculdade não responda a uma pauta de reivindicações apresentadas por email. Dentre elas, estão salas com ar-condicionado, data-show, conserto de portas e colocação de fechaduras em salas de aula e colocação de quadros (lousas). “A gente pede, pede e eles não respondem. Se não derem resposta, fecharemos a faculdade hoje à noite”, diz um dos líderes do movimento.

ESCÂNDALO MILIONÁRIO EM IGREJA PODE ALCANÇAR LÍDERES NO SUL DA BAHIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O escândalo de superfaturamento e notas fiscais frias que desviaram aproximadamente R$ 21 milhões da Igreja Cristã Maranata, no Espírito Santo, pode alcançar três líderes da denominação evangélica também no sul da Bahia. Os nomes circulam entre o membros da Maranata, mas as supostas provas contra eles não foram divulgadas.
A igreja tentava apurar tudo internamente para evitar um grande escândalo, mas o Ministério Público Estadual do Espírito Santo já investiga o caso. As suspeitas vão de formação de quadrilha, falsidade ideológica, lavagem de dinheiro a crime contra a ordem tributária.
Desde o final do ano passado foi detonada uma investigação interna que apontou o desvio milionário com a suposta participação do vice-presidente nacional da Maranata, Antônio Ângelo Pereira dos Santos, além de diáconos e fornecedores.
Um dos membros da Maranata explica que a igreja arrecada, mensalmente, cerca de R$ 6 milhões por mês e possui 850 igrejas no país. “Em cada  Igreja existem um (a) tesoureiro(a), este recebe os dízimos dos fiéis, paga as despesas fixas (água Luz Telefone e aluguel), e deposita o restante líquido em uma conta bancária do Banco do Brasil (conta centralizadora), que é do Estado Do Espírito Santo”.
De acordo com este fiel, os envolvidos no escândalo usam a conta da presidência da Igreja para seus “próprios benefícios e as igrejas ficam sem verba para manutenção”. Ou seja, “os fiéis têm que comprar [do próprio bolso]”.

Back To Top