skip to Main Content
13 de agosto de 2020 | 02:50 am

EM ITABUNA, PROFESSORES VÃO ÀS RUAS EM PROTESTO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Professores prometem ocupar novamente a Cinquentenário hoje (Foto Luiz Conceição/Pimenta).

A greve dos professores da rede estadual caminha para completar 100 dias. Segundo mapeamento do governo, Itabuna é dos municípios onde o movimento é mais forte, dentre aqueles 100 onde ainda há paralisação. Os educadores prometem ganhar as ruas centrais da cidade, hoje, de preto.

A concentração será às 10h30min, no Jardim do Ó, de onde saem em caminhada pela Avenida do Cinquentenário e encerram o ato na Praça Adami. Ontem, a Secretaria Estadual de Educação divulgou nota em que reconhece: a greve já compromete 56 dias do ano letivo dos maiores prejudicados na peleja, os alunos.

Os professores exigem do governo reajuste linear de 22,22%, mas a gestão diz que não tem caixa para tanto e prometeu parcelar o reajuste: além dos 6,5% já concedidos, promete outros reajustes em novembro deste ano e abril de 2013. A proposta é rejeitada pelos profissionais.

Esta publicação possui 11 comentários
  1. Vou ser direto – Todos dizem que os alunos são os maiores prejudicados. Prejudicados de que? onde? e como?

    O ensino público não é de boa qualidade, as condições de trabalho também não, não conseguimos os melhores profissionais e não temos as melhores práticas.

    Os alunos são prejudicados há tempos, há muito tempo! Apenas ficam com uma sensação que estão estudando, quando na verdade são enganados com aulas que não os preparam para o mundo em que vivemos. É um grande circo com uma grande mentira.

    Os professores estão certos, é preciso mudar esse cenário, até quando vamos ficar nos enganando? Você confiaria que seu filho fosse formado por uma escola pública? Então deixe de conversa e coloque ele lá para estudar.

    Temos que tirar a bunda da cadeira e a venda dos olhos. Sem bons salários não teremos os melhores profissionais. Precisamos lutar por uma educação que seja de qualidade em todos os sentidos.

    Você que é pai de aluno tem que exigir do governo uma escola melhor, um professor melhor, um ambiente melhor.. você paga por isso quando compra arroz, feijão, carne, farinha, eletrodoméstico… são bilhões de reais arrecadados para serem vilipendiados, desviados..

    Ah! Para com isso de dizer que os alunos são prejudicados pela greve, que o ano letivo está comprometido…. há anos, repetidamente o ano letivo está comprometido. Precisamos é pressionar o governo a resolver os problemas para os quais ele foi eleito.

    Se não for assim, que os secretários e governantes que gerenciam as escolas públicas eduquem seus filhos lá.

    E olhe que não sou professor da rede estadual.

  2. Se tornou uma greve politica,Wagner já deu os 22%,essa greve iniciou com o comando do PCdB,só que eles perderam a liderança,que estar comandando agora é o PSTU e o PSOL em Salvador,esses partido nao tem projeto para o Brasil eles só sabem criticar, é igual aos RIP HOP,que tem que fazer esse protesto é os pais e alunos de escolas pública,porque os filhos dos professores estudam no GALILEU,SISTEMA OU DIVINA PROVIDENCIA,essa greve é politica.

  3. Gesto de nobreza!
    Professores vocês são orgulho de cada familia da Bahia! Ainda bem que existem esses valores hoje em dia. Lembro-me dos grandes homens da Bahia,que não se curvou diante da tirania do então governador, Dom Fernando Joaquim de PORTUGAL.Os nossos bravos baianos,o intelectual,José da Silva Lisboa,Professor,Francisco Muniz,o médico,Cipriano Barata,os Soldados Rasos, Lucas Dantas e Luiz Conzaga das Virgens e os Alfaiates,João de Deus e Paulo Faustino,o caráter,a dignidade e nobreza ficou imortalizado na alma dos baianos. Traidor,é uma ação menor que que a história cuida de apagar,ninguém se lembra de Ferreira Joaquim da Veiga,o barbeiro Joaquim José de Santana,e o Soldado raso,José Joaquim de Siqueira. Estes foram os traidores do povo baiano,os infelizes que denunciou a conjuração baiana. Assim é hoje este infeliz governador,tirano e traidor. O Sr. Jaques Wagner é uma pessoa menor,a história cuida do esquecimento. O quanto a estes bravos e dignos educadores, o que representa a familia do povo da Bahia, estão hoje entrando não só para a história,más para o paraíso! Lá que é lugar para as almas nobres.

  4. Como é q divulgam uma inverdade dessa: o reajuste é através de cursos e provas, mas a certificação já temos, além do q os aposentados não seriam beneficiados com isso, o reajuste deve ser concedido sem distinção e com essa certificação determinará que irá receber, além do q não sabemos como será essa prova, e o reajuste da forma q ele concedeu 6,5% foi dado de forma indiscriminada para todo servidor, sendo q nosso reajuste é determinado pelo governo federal através dos impostos recebidos e repassados pela União, além do q a Bahia foi o estado em q mais se arrecadou impostos no nordeste!!!Existe 1 bilhão na conta do FUNDEB e mais os alários retidos como é q não tem dinheiro?Se o percentual da Lei de Responsabilidade Fiscal é baseado no recebido, se aumentou o recebido pode-se aumentar o gasto, além do Jorge Portugal Picareta recebeu 6 milhões e 800 mil da SEC, por isso q a lei não permite, desviando de tudo qto é jeito!!!!Vergonha…O piso é lei federal e nenhuma lei estadual vai derrubar a legalidade da greve e nem desses ganhos…

  5. ESTÃO MUDANDO O FOCO, AGORA QUEREM RESPEITO E MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO. A GREVE É PÔ ISTO OU POR CAUSA DO NÃO PAGAMENTO DOS 22,22 ?

  6. Tem que se pagar melhores salários aos professores ??? Concerteza !!! Mas primeiro eles tem que passar por isso porque eles foram cabo eleitoral do PT e apoiram por mais de uma década .

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top