skip to Main Content
10 de agosto de 2020 | 08:21 am

CRITICADO, RELATÓRIO DA CORREGEDORIA DA PM COMPLICA SITUAÇÃO DE GREVISTAS EM ITABUNA

Tempo de leitura: 2 minutos

Relatório é desfavorável aos soldados PMs do 15º Batalhão, em Itabuna.

Os seis policiais militares considerados líderes da greve no 15º Batalhão da PM em Itabuna estão apreensivos. Processo administrativo disciplinar (PAD) aponta que eles teriam impedido a “saída de viaturas da sede do 15º BPM para a área operacional” e articulado a paralisação em Itabuna.

O relatório do processo administrativo foi elaborado por três oficiais da Corregedoria-Geral da PM e concluído após quatro meses de diligências. O documento será levado ao comandante-geral da PM, Alfredo Castro, e ao governador Jaques Wagner.

Com base no relatório, o comandante e o governador decidirão pela anistia ou demissão dos soldados José Januário Félix Neto, Márcia Batista de Oliveira, José Roberto dos Santos, Renata Tereza Brandão, Valéria Rodrigues e Wadson Pereira de Andrade. A decisão sai em até 30 dias. Outros 83 PMs no Estado também correm risco de expulsão.

PROMESSA DE WAGNER É LEMBRADA

A cobrança agora é para que o governador Jaques Wagner cumpra o prometido e anistie os soldados apontados como líderes da greve em Itabuna. No pico da paralisação, ocorrida entre janeiro e fevereiro deste ano, Wagner disse que não haveria punição aos militares onde não houve greve com características de “crime de mando, quadrilha, ostentação de arma ou violência”, caso de Itabuna.

Policiais lembram que a paralisação em Itabuna foi pacífica e teve acompanhamento de sindicatos e entidades como a OAB. Outro ponto é que áreas como presídio, hospitais e módulos policiais não ficaram sem segurança durante o movimento.

EDUCAÇÃO: WAGNER ACREDITA EM FIM DE GREVE NA SEXTA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Após reunião nesta quarta, 11, com o Ministério Público estadual, o governador Jaques Wagner disse acreditar que a greve dos professores da rede estadual chegue ao fim nesta sexta, 13. Amanhã, às 14h, na Governadoria, procuradores de Justiça, governador e professores se reúnem para negociar a pauta de reivindicações e o fim da greve.

Wagner disse que existem restrições fiscais para dar aumento na forma pretendida pelos professores (reajuste linear de 22,22%). Ele definiu a reunião mais importante para negociar o fim do movimento. Na sexta, 13, os professores fazem nova assembleia.

CANDIDATOS NÃO COMENTAM PATRIMÔNIO

Tempo de leitura: < 1 minuto

As declarações de bens entregues pelos candidatos a prefeito de Itabuna apontaram duas coisas distintas:

1 – A elevação patrimonial de quase 200% de Capitão Azevedo desde quando assumiu a prefeitura;  e

2 – Juçara Feitosa, ex-secretária municipal, ex-empresária e mulher de deputado, tem patrimônio de pouco mais de R$ 9,7 mil.

O PIMENTA abriu espaço para que os prefeituráveis explicassem a evolução (Azevedo) e a inanição (Juçara) patrimonial.

O contato foi no início da tarde de ontem. Os candidatos devem ter achado que havia coisa melhor a ser feita e não responderam aos questionamentos do blog.

SENADOR DIZ QUE CPI NÃO PODE SER ESVAZIADA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Pinheiro defende rigor e continuidade das investigações.

O senador Walter Pinheiro (PT-BA) defende que as ações da CPMI do Cachoeiragate devem continuar e a comissão não pode ser esvaziada após a cassação do mandato do senador Demóstenes Torres (ex-DEM).

– O objeto da CPI não é a perda do mandato do senador Demóstenes. Seus membros têm a obrigação de continuar apurando todos os fatos que levaram a essa cassação, para que possamos tomar atitudes que possam representar a punição de um esquema organizado que se instalou, principalmente, no Centro-Oeste – disse ele.

Para ele, é necessário fiscalização rigorosa de todos o escândalo e punição dos envolvidos. As investigações atingem nomes do PSDB e do partido de Pinheiro, o PT. O senador baiano diz que o caso deve servir de lição para que se criem leis que punam crimes desse tipo.

SEM LIMINAR

Tempo de leitura: < 1 minuto

Mistério. O prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo (DEM), conseguiu ter o seu nome excluído da lista dos “fichas-sujas” do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), a lista dos inelegíveis, mas não foi pela via judicial.

Alguém saberia explicar a mágica?

CÂMARA APROVA CONTAS DE FERNANDO GOMES

Tempo de leitura: < 1 minuto

Os vereadores aprovaram nesta quarta, 11, as contas do ex-prefeito Fernando Gomes, relativas ao exercício de 2008. Apenas os vereadores Claudevane Leite, o Vane do Renascer (PRB),  e Wenceslau Júnior (PCdoB) votaram contra. O placar final ficou 10 a 2.

O vereador Solon Pinheiro não participou da sessão desta tarde. As contas aprovadas pelo legislativo receberam parecer contrário do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).

BRIGLIA FICA, POR ENQUANTO

Tempo de leitura: < 1 minuto

O prefeito Capitão Azevedo (DEM) baixou hoje na Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa) para uma reunião com os funcionários. Atuou como bombeiro no incêndio que ameaça o que resta de credibilidade da empresa e tentou acalmar os ânimos entre o presidente Geraldo Briglia e funcionários.

Azevedo culpou o atraso de salários na empresa a bloqueios de verba por ordem judicial – e pediu um pouquinho de paciência às vítimas. O prefeito disse que Briglia continuará à frente da empresa.

Pelo menos, por enquanto…

SENADO CASSA DEMÓSTENES TORRES

Tempo de leitura: < 1 minuto

O senador Demóstenes Torres, eleito pelo DEM, acaba de ter o mandato cassado por 56 votos a 16. Cinco dos colegas de legislatura se abstiveram de votar.

Demóstenes perde o mandato por quebra de decoro parlamentar, acusado de colocar o mandato a serviço do bicheiro Carlinhos Cachoeira. A votação foi encerrada há pouco. Ele fica inelegível até 2027.

Outros políticos são investigados no caso, dentre eles, os governadores de goiás, Marconi Perillo (PSDB); e Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), além do prefeito de Palmas, Raul Filho (PT).

DESCRENÇA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O fotógrafo e jornalista Jorge Bitencourt andou conferindo a lista de candidatos a vereador em Itabuna. Analisa daqui, observa dali, eis o veredito: “pela relação dos candidatos, já tenho saudade dos (vereadores) atuais”.

Descrente, Bitencourt apresenta a lista de outros nomes curiosos na disputa:

“Betão, Pezão, Caburé, Aderval Prego, Adeval da Meta, Prego, Barão, Dalila dos Feras, Beto da Sandália, Fabiane Esmalte, Tula, Foguinho Gari Cantor, Tonho do Bar, João Ligeiro, Piçarra (este por pirraça, eterno candidato), Cida Cascão, Compadre do Pastel, Mickey (pateta é o eleitor…), Gandulinha, Lílian do Algodão Doce, Marcelo Cachaça”.

Back To Top