skip to Main Content
16 de janeiro de 2021 | 08:07 am

CASSI DEIXA CLIENTE DE 83 ANOS DEFINHAR EM LEITO DE HOSPITAL

Tempo de leitura: 2 minutos

Esta é para quem imagina serem apenas os pacientes do SUS que penam para ter direito a uma assistência médica decente neste país. Pois vejam o que ocorre justamente em Itabuna com uma cliente da Cassi (Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil).

Dona Edmea de Oliveira Leão Cabral Machado é aposentada, tem 83 anos e paga uma mensalidade de R$ 1.109,84 à Cassi. No dia 19 de agosto, esta senhora, que é portadora do Mal de Alzheimer, sofreu uma queda em casa e foi imediatamente internada no Hospital Calixto Midlej Filho, da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, onde se encontra até hoje. Foi diagnosticado que a idosa fraturou o fêmur e o médico responsável  indicou a necessidade de cirurgia. Aí é que começa o que os familiares da aposentada definem como uma “via-crúcis”.

Desde o dia 21 de agosto, a família de Dona Edmea vem solicitando à Cassi, sem sucesso, a autorização do procedimento cirúrgico. Pior: além de não autorizar, a administradora de planos de saúde não explica a razão da negativa. Segundo o advogado Leandro Franco, neto da idosa, “no termo de adesão (ao plano de saúde) não constava cláusula específica de exclusão contratual de cobertura”. Ele explica que isso torna injustificada a recusa da operadora.

Indignada com a situação, a família entrou em contato com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que não se pronunciou, e ingressou com uma ação no Juizado Especial Cível, exigindo que a Cassi libere a cirurgia. Uma liminar foi deferida no sábado, 25, pela juíza Marielza Maués Pinheiro Lima, mas ainda assim a Cassi resiste. Na ação, é salientada a delicada situação de Dona Edmea, que definha à espera de que o plano de saúde faça a “gentileza” de liberar seu atendimento.

Leia matéria na íntegra no Cena Bahiana

Esta publicação possui 5 comentários
  1. Um ABSURDO!!! Fiz este plano para meu filho, pois, diante das possibilidades dos planos que busquei, considerei este o “melhor” e mais bem conceituado. Até o momento, das vezes que precisamos fomos atendidos, porém há uma certa escassez de profissionais que atendam pelo CASSI (pelo menos no que se refere a pediatria, que é o segmento que necessitamos). Mas, ao saber deste fato fico receoso do mesmo acontecer se infelizmente algum dia vier a precisar. Estimo melhoras a D. Edmea, e, que creia em Deus pois,esse não desampara ninguém!

  2. Fui cliente da cassi desde que nasci ,mas qdo eu tive meu filho e qdo eu mais precisei eles negaram o pedido.O que eu fiz então,com um mês sair da cassi e fiz outro plano.Cassi nunca mais.

  3. IMAGINEM ESTA SEMANA FUI ATÉ A CASSI, QUE AGORA ENCONTRA-SE NO QUARTO ANDAR NO BANCO DO BRASIL, E PARA MINHA GRATA SURPRESA NÃO ESTAVAM ACEITANDO NOVOS PEDIDOS, ENTÃO FUI EMBORA, GRAÇAS A DEUS…..

  4. Nossa, bom saber. Imaginei que o CASSI fosse o melhor plano de saúde dentre os demais.
    Isso é um absuro, uma falta de respeito para com os usuários. Sei como é difícil para esta família, e que por muitas vezes os danos são irreparáveis. Boa sorte para esta senhora, que Deus cuide de cada minuto da sua vida e quanto a família, eles só vão respeitar os outros quando doer no bolso. Caso de policia e cadeia para os responsáveis. Estamos falando de VIDAS .

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top