skip to Main Content
16 de julho de 2020 | 01:44 pm

VOX POPULI/BAND: ACM NETO TEM 41% CONTRA 18% DE PELEGRINO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Pesquisa Vox Populi divulgada há pouco no Jornal da Band, da Rede Bandeirantes, mostra ACM Neto (DEM) na liderança da corrida eleitoral em Salvador. O democrata tem 41% contra 18% de Nelson Pelegrino (PT).

Mário Kertész (PMDB) tem 5%. Márcio Marinho (PRB) aparece com 3%. Da Luz (PRTB) tem 1%, assim como Hamilton Assis (PSOL). O percentual de brancos e nulos atingiu 18% e 13% não souberam ou não responderam.

A pesquisa foi feita entre os dias 25 e 27 e ouviu mil pessoas em Salvador. A margem de erro é de 3,1 pontos percentuais. A pesquisa foi registrada no TRE-BA sob o número 00091/2012.

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA REÚNE 20 ANOS DE TRABALHO DE LUIZ TITO

Tempo de leitura: 2 minutos

Imagem captada pelas lentes de Luiz Tito em Barreiras, no oeste baiano, integra exposição.

Tito reúne trabalho de 20 anos em exposição.

O cotidiano de cidades baianas como Feira de Santana e Itabuna será retratado na exposição do fotógrafo Luiz Tito, do jornal A Tarde, no Museu Parque do Saber, Bairro São João, em Feira de Santana.

“Luiz Tito: 20 anos escrevendo com a luz” traz uma coleção de alguns dos melhores trabalhos do profissional nas mais de duas décadas de trabalho. São 60 fotografias em tamanho 50×60, “expondo a verdade nua e crua, sem abdicar da poesia”.

Tito trabalhou por quase dois anos na sucursal d´A Tarde em Itabuna. Ele destaca a qualidade das imagens e o espontâneo presente nas fotos jornalísticas. “Não são frutos de ensaios, mas da apresentação de pequenos fragmentos do cotidiano”, diz.

“As imagens tanto falam, quanto gritam, como sussurram, sorriem e choram, numa mistura formidável de emoções”, diz, confirmando a proposta de não abdicar do poético na exposição em Feira.

PALESTRAS NA ABERTURA

A exposição também reunirá grandes figuras do jornalismo baiano, como o feirense e mestre da fotografia Reginaldo Pereira, que terá a companhia de outro palestrante, o editor de fotografia do Grupo A Tarde, José Carlos Casaes, que falará sobre “Fotojornalismo na era digital”. A programação desta sexta também trará o editor da coluna Tempo Presente, d´A Tarde, Levi Vasconcelos.

Foto de Tito traz usuária de crack, adolescente, dormindo na calçada da Cinquentenário, em Itabuna.

NÃO RECORRE

Tempo de leitura: < 1 minuto

Candidato a prefeito de Buerarema pela terceira vez, Orlando Filho (PRTB) fez promessa em praça pública: comprometeu-se a abandonar a da disputa caso perca recurso no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) na próxima semana.

Orlando teve registro de candidatura indeferido na primeira instância por ter conta rejeitada pelo Tribunal de Contas dos Municípios. Se perder o recurso no TRE, Orlando deve passar o bastão ao vice, Eloísio Farias, candidato a deputado estadual em 2010.

NOVO FÓRUM CUSTARÁ R$ 20 MILHÕES

Tempo de leitura: < 1 minuto

Lançamento da pedra fundamental do novo fórum, no loteamento Nossa Senhora das Graças, hoje pela manhã, 30. A edificação será vizinha à residência do ex-prefeito Fernando Gomes, que fez a doação do terreno de 11 mil metros quadrados. À direita, o presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), desembargador Mário Alberto Hirs. A obra vai custar R$ 20 milhões (Foto Divulgação).

ZÉ ROBERTO E ELIODÓRIO NA SANTA CRUZ

Tempo de leitura: < 1 minuto

Zé Roberto e Pedro Eliodório: espaço na Santa Cruz.

Os candidatos a prefeito Zé Roberto (PSTU) e Pedro Eliodório (PCB) serão entrevistados no BA-TV, da TV Santa Cruz, por determinação do juiz da 27ª Zona Eleitoral, Antonio Carlos Rodrigues.

A emissora sustentava que os dois prefeituráveis não deveriam ter espaço na programação por pertencerem a legendas sem representatividade na Câmara dos Deputados, mas a lei garante tratamento igual aos candidatos na cobertura eleitoral em emissoras de rádio e televisão.

Zé Roberto, que acionou a emissora, será entrevistado nesta sexta, 31, às 18h50min. A entrevista ao vivo com Pedro Eliodório será na próxima segunda, 3.

PROGRAMAS ELEITORAIS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Os programas eleitorais dos candidatos Capitão Azevedo (DEM) e Juçara Feitosa (PT) de ontem à noite, 29, trataram de um tema caro aos itabunenses, saúde. Vane do Renascer (PRB) falou de políticas sociais para redução da violência e expôs dezenas de eleitores que anunciam apoio ao candidato.

Azevedo não fala diretamente dos problemas no setor, mas faz promessa de que tudo será diferente com o retorno do Comando Único do SUS (Gestão Plena). Apesar de ser uma decisão nacional, o candidato à reeleição cita que o retorno foi uma conquista do seu governo.

Juçara e o apresentador do programa dela apontam que as dificuldades decorrem da “incompetência” do governo de Azevedo. A candidata promete preparar o município para o retorno da Gestão Plena em 60 dias, se eleita. E trouxe depoimentos do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, e do secretário Estadual de Saúde, Jorge Solla.

Confira os programas abaixo
Vane do Renascer (PRB)

Capitão Azevedo (DEM)

Juçara Feitosa (PT)

IBOPE: BAIANOS DEVEM GASTAR R$ 62,4 BILHÕES EM PRODUTOS E SERVIÇOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Os consumidores baianos vão gastar aproximadamente R$ 62,4 milhões na compra de produtos e serviços pessoais como materiais de construção, vestuário e alimentação, segundo pesquisa Pyxis Consumo, do Ibope Inteligência. Segundo o estudo, a média da renda familiar mensal na Bahia está em torno de R$ 2.100, valor abaixo da média nacional, que hoje é estimada em R$ 3.100.

A baixa renda detectada é resultado da maior presença das famílias baianas nas classes D e E (34% ou um milhão de domicílios) quando comparado o restante do País (21%). Apesar de mais numerosos, esses grupos geram apenas 5% da massa monetária salarial e são responsáveis por apenas 12,4% do total do consumo na Bahia.

Em contrapartida, a classe A, que representa apenas 1,5% dos domicílios, é responsável por gerar 20,5% da massa salarial baiana e a classe B, com 14,4% das residências, por 39,5%. Já no total do consumo efetuado no Estado, a classe C, que equivale à metade dos domicílios da Bahia, é a mais consumidora com 43,3% dos gastos, embora corresponda a apenas 35% da massa salarial baiana. Confira mais aqui.

De “SENTA COM VONTADE” A “BOTA COM RAIVA”: UM ROSÁRIO DE IMBECILIDADES

Tempo de leitura: 2 minutos

Celina Santos | celinasantos2@gmail.com

Essa batalha de gênero parece ainda engatinhar quando, 90 anos depois, ainda existem homens querendo apenas uma fêmea que obedeça quando ele ordena, a la Coronel Jesuíno: “deite, que hoje eu quero lhe usar”.

Enquanto vemos a mídia alardear a notícia de que nove integrantes de uma banda de pagode de Salvador estupraram duas menores (uma delas virgem), no pequeno município de Ruy Barbosa, oeste baiano, também aflora uma infinidade de inevitáveis reflexões. A primeira delas é sobre a concepção que se constrói da mulher, sobretudo entre adolescentes e jovens cuja personalidade ainda esteja em formação.

Dá asco só de imaginar a seguinte cena: dois jovens “músicos” estavam dentro do banheiro covardemente violentando as meninas, ao passo que os outros sete aguardavam sua vez fazendo batucada e entoando o côro apregoado pelo hit de outra banda da capital: “bota com raiva/ bota com raiva/ bota com raiva/ botaaaa…”.

Durante o revezamento, os colegas caprichavam na percussão, cantando o principal sucesso daquele grupo: “ela senta, senta, senta/ senta, senta com vontade”. Deplorável! Porque, segundo depoimento prestado à polícia, as garotas não o fizeram por vontade. Aliás, por terem apenas 16 anos, legalmente falando, elas sequer poderiam decidir sobre tal ato.

É preocupante saber que tantos meninos – e também meninas – têm incutida em seu imaginário a visão da mulher como mero objeto sexual, reles pedaço de carne. Lamentável imaginar que um garoto de 13 anos pode olhar para uma gatinha da mesma idade e, de forma bastante crua, pensar: “se essa ‘nêga’ me der mole, eu esculacho!”.

O ideal da fêmea como objeto a ser devorado não permite que o garoto saiba que ela conquistou o mesmo direito de ter prazer que ele sempre teve. Nesse sentido, quem apenas quer que a garota lhe “dê a patinha” não deve ter noção de uma regra básica que diferencia o homem do menino: para usar uma expressão bem soteropolitana, ele só é o “miseravão da ladeira” quando consegue que a sua parceira também chegue ao clímax.

Olhando sob um prisma macro, sabemos que o Brasil tem a primeira mulher presidente da República, a primeira mulher ocupando a presidência da Petrobras; elas também são maioria no número de aprovados em concursos e no ingresso em universidades. Esse é o ponto positivo.

Por outro lado, essa batalha de gênero parece ainda engatinhar quando, 90 anos depois, ainda existem homens querendo apenas uma fêmea que obedeça quando ele ordena, a la Coronel Jesuíno: “deite, que hoje eu quero lhe usar”. A forma é outra, é claro, mas o ideal de dominação é equivalente. Para onde vamos? Que formato terão as futuras famílias?

Perdoem-me se a indignação fez o texto descambar para a rota da “guerra dos sexos”. Esse, definitivamente, não é o norte do necessário respeito mútuo e da tão desejada igualdade de direitos entre homens e mulheres. Uma coisa é certa: o roteiro não passa pelo falso ideal plantado por outro hit que diz: “mulher é que nem lata/ um chuta e o outro cata”.

Celina Santos é chefe de redação do Diário Bahia.

OXIGÊNIO PARA AZEVEDO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Algumas decisões do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) levaram oxigênio para a candidatura à reeleição do prefeito Capitão Azevedo (DEM), informa o Políticos do Sul da Bahia. São exemplos os casos de Chiquinho (PMDB), de Campo Formoso, e Charles Fernandes (PP), de Guanambi.

Os juízes do TRE entenderam que, no caso de Chiquinho, as contas do ex-prefeito foram analisadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e receberam parecer pela rejeição. Como elas não foram votadas pela Câmara de Vereadores, Chiquinho acabou liberado para ser candidato a vice na chapa de outro pepista, Joaquim Santana.

Já em Guanambi, Charles Fernandes acabou liberado. Ele foi vice de Nilo Coelho por duas vezes e assumiu o mandato em determinados períodos, mas não durante os seis meses anteriores à eleição. Como se sabe, Capitão Azevedo assumiu o cargo de prefeito, mas não existem ainda provas de que – em algumas das vezes – tenha sido no período de seis meses antes do pleito de 2008.

Advogados que atuam na área eleitoral avaliam que ficou mais fácil para Azevedo.

LONDRES 2012: PARAOLÍMPICO VIRA PARALÍMPICO

Tempo de leitura: < 1 minuto

José Cruz | Blog da Dad

No país do futebol, preparem-se para as emoções dos 14 Jogos Paralímpicos a partir do dia 29 (ontem), em Londres. Isso mesmo — Paralímpicos.

Os “paraolímpicos” ficaram na história dessa competição, que começou em 1960, na Itália, para deficientes físicos, amputados, cegos ou paralisados cerebrais ou mentais.

Em março deste ano, o Comitê Brasileiro que dirige os esportes para deficientes decidiu adequar o termo brasileiro ao International Paralympic Committee. E oficializou a expressão Paralímpica, em substituição ao conhecido paraolímpico.

Em Londres, serão 115 homens e 67 mulheres brasileiras disputando em 18 modalidades, tentando avançar no quadro de medalhas. Nos Jogos de Pequim, em 2008, nossa representação ficou em nono lugar, com 47 medalhas, sendo 16 de ouro, 14 de prata e 17 de bronze.

A expectativa, agora, é que os brasileiros melhorem a classificação. Não duvide. Nossos atletas vêm em evolução constante, a partir dos Jogos de Sydney, em 2000, principalmente nas provas de atletismo e natação.

Isso ocorre devido a dois aspectos: o forte aporte de recursos do governo federal, inclusive com patrocínio das Loterias Caixa, e a realização dos Jogos Escolares e Universitários, que contribuíram para a renovação da equipe.

Boa sorte, Brasil! Vamos à torcida por nossos atletas da superação, atletas paralímpicos.

Back To Top