skip to Main Content
19 de fevereiro de 2020 | 01:20 pm

INADIMPLENTE

Tempo de leitura: < 1 minuto

O deputado federal Geraldo Simões (PT) é acusado de aplicar calote de até R$ 900 mil em auxiliares de campanha, informa o Blog do Ricky. O parlamentar teria emitido cheques sem fundos de sua conta pessoal para pagamento de compromissos de campanha da esposa, Juçara Feitosa (PT).

Um canal de TV a cabo e agência de propaganda estariam no rol dos atingidos pelos cheques voadores, além de 28 colaboradores envolvidos na produção dos programas de rádio e televisão da candidata.

Esta publicação possui 12 comentários
  1. Onde está a novidade???? Todo mundo sabe que ele não cumpre acordo e ainda recebe cheque??? MERECE!!! Será que é preciso esfolar e esquartejar uma pessoa para que se acredite que ele não passa de um canalha? Sempre soube que a história é cruel e implacável com os TRAIDORES. Os dias de impunidade de Geraldo estão chegando ao fim.

  2. Esperar o quê do geraldo vassourento simões?
    Ele nunca entregou nada do que promete. Agora, o perigo é quando o sujeito não promete…A vassoura-de-bruxa que o diga!

  3. A Gráfica Mais, ali na Av. Itajuípe, amarga um calote do eminente Deputado GERALDO SIMÕES desde a campanha 2008 de sua esposa no valor de R$ 600 mil. Prejuízo que prejudicou mais de 20 pais de família que trabalhavam na Gráfica, pelas dificuldades em que a empresa esteve envolvida, quase chegando à falência.

    Os esforços para recebimento da dívida ainda culminaram com violência em cima dos proprietários da Gráfica. Ao sair da casa do Deputado, quando fora negociar o pagamento da dívida, um filho do deputado colocou um veículo em cima da moto de um dos sócios da gráfica, jogando-o violentamente ao chão.

    Como este ato ficou impune, imagina-se que igual ou pior esteja reservado para esta empresa que prestou o serviço agora na campanha da esposa do Deputado. Seria bom que a opinião pública fosse informada dos atos desses homens que são eleitos por nós mesmos para nos representar, para pelo menos sabermos com quem estamos tratando, ou em quem estamos votando.

  4. Idiota é quem ainda recebe os borrachudos de Pedinha.Todo mundo sabe que ele não “(a)paga” nem a luz na hora de dormir.Esse cara podia sumir de Itabuna…essa seria a melhor coisa que ele faria a nossa cidade.

  5. Todos nós sabemos que uma campanha para prefeito envolve vários “investimentos” no processo para conseguir a vitória, ou não, do candidato.
    No caso de Itabuna, tivemos três candidatos (Vane, Azevedo e Jussara) que derramaram muitos milhões na praça. O que muitos queriam saber é de onde veio tanto dinheiro dessas campanhas?
    Na minha pouca inteligência, acredito que os grandes empresários, a elite econômica da região, que sempre manteve suas ligações com a “mãe generosa” prefeitura, são os grandes aplicadores e apostadores nesse processo econômico eleitoral. Eles, muitas vezes investem nos três candidatos mais fortes nas pesquisas para, um deles ganhando, continuam sem perder a mamata.
    Assim, todos os candidatos estão comprometidos com os que financiaram suas campanhas. Deixando já escrito a continuidade de um mesmo processo administrativo, voltado para o empreguismo de aliados e benesses dos amigos.
    Assim sendo, esse é o país do mensalão e da hipocrisia política, onde a maioria dos políticos só quer se dar bem.
    No caso de Geraldo, era de se esperar com a derrota eleitoral do PT e de sua esposa. Afinal, o chamam de “inadimplente da palavra” que passa a ser agora “inadimplente do didin”.

  6. Cadê a Policia!!!!!!!!!!!!!!
    Cheque sem fundo ,deixou de ser crime!!!! Se fosse um “João Ninguém”,seria logo enquadrado como ” ESTELIONATARIO “.!!!!!
    Ainda bem ,que a população de ITABUNA ,acordou de vez para esse tipo de “POLITICO DE PLANTÃO”!!!!!!!!!!
    Em 2014 daremos o troco em todos elles!!!!!!!!!!!!!

  7. Ele tem dinheiro para pagar, moço! Curioso é perceber o quanto vale a pena financiar campanha política a tão altos custos. Quem ia pagar a conta era a verba da saúde, da educação, da segurança pública… O contribuinte, enfim…

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top