skip to Main Content
5 de julho de 2020 | 04:06 pm

EM ITABUNA, PODE SURGIR O PT DO FG

Tempo de leitura: 2 minutos

Charge (já postada no dia 31/10/12) sugere como Geraldo Simões se torna cada vez mais parecido politicamente com Fernando Gomes. Agora, até o grupo é o mesmo

Um fenomenal rol de fernandistas está para desembarcar no PT de Itabuna, sob as bênçãos do deputado federal Geraldo Simões. Avalia-se que sejam em torno de 30 fiéis seguidores do ex-prefeito Fernando Gomes que irão assinar suas fichas de filiação e engrossar as fileiras petistas. Como chega para reforçar o time do cacique, o grupo terá direito a um belo prêmio: o comando da Direc 7.

O fato já é dado como certo dentro do partido e assusta parte da militância, que vê Simões, a cada gesto, desacreditar e desfigurar o PT na cidade. Na Direc, a professora Rita Dantas já anunciou sua saída, que deverá ocorrer em breve. Pelos compromissos firmados, seu lugar será assumido realmente por um fernandista.

Um dos que estão mais indignados com a situação é o professor Denelísio Nobre, diretor do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães. É que o deputado-cacique também já lhe prometera o comando da Direc, agora oferecido aos recém-chegados.

A estratégia de Simões é se fortalecer para o Processo de Eleição Direta (PED), que acontecerá em novembro de 2013, e já tem como primeira postulante a esposa do deputado, Juçara Feitosa. Por outro lado, opositores internos do parlamentar se movimentam para enfrentá-lo e a entrada de egressos do PSOL, ocorrida esta semana, seria uma das armas dos adversários do cacique. Embora afirmem independência, os pessolistas deverão perfilar com a ala contrária a Fernando Gomes… Ops, Geraldo Simões!

LEONELLI DIZ QUE NÃO AGREDIU, SÓ FOI “RÍSPIDO”

Tempo de leitura: < 1 minuto

Indicação para Leonelli: toma “Paquetá”

O secretário de Turismo da Bahia, Domingos Leonelli, divulgou nota na qual admite ter sido ríspido com a jornalista Bruna Santana, chefe do Departamento de Comunicação da Bahiatursa. Mas nega tê-la agredido.

O fato ocorreu durante o Congresso da Abav, no Rio de Janeiro. Segundo a nota de Leonelli, o que houve foi “uma discussão, ríspida, entre nós dois, por conta da necessidade do trabalho cotidiano de uma feira de grande porte, como é o caso do Congresso da Abav”.

O secretário diz ter pedido desculpas à funcionária, primeiro reservadamente, e  depois em público, durante reunião de avaliação do evento. Esse episódio atiçou a oposição, sendo que o deputado estadual Carlos Geilson (PTN) chegou a cobrar posicionamento da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Bahia (confira).

Constrangimento geral no governo.

ELEIÇÃO, NETO E O CARLISMO

Tempo de leitura: 2 minutos

Marco Wense

É razoável dizer que a eleição do democrata cutucou o adormecido eleitorado que ainda é fiel ao ex-chefe.

 

Cada agremiação partidária analisa os resultados da eleição de 2012 como lhe convém. Nenhuma legenda admite o enfraquecimento pós-processo eleitoral.

As respectivas lideranças lançam mão de diferentes argumentos – alguns consistentes, outros sem qualquer solidez – para mostrar que seu partido saiu fortalecido do pleito.

Nacionalmente, podemos apontar o PSB de Eduardo Campos, governador de Pernambuco, e o recém-criado PSD, do prefeito Gilberto Kassab (SP), como os dois principais destaques.

O PSB foi a sigla que mais cresceu desde 2008. Ganhou mais 40% de prefeituras. Derrotou o PT em cidades importantes, como Belo Horizonte, Recife e Fortaleza.

E mais: além de protagonizar grandes vitórias sobre o PT da presidenta Dilma Rousseff e do ex-Lula, o PSB foi o principal vencedor nos 100 municípios mais pobres.

O novato PSD, uma mistura heterogênea de políticos de qualquer espécie, depois de eleger quase 500 prefeitos, se transformou em uma força política relevante.

Leia Mais

CÂMARA VOTARÁ CONTAS DE AZEVEDO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Há um cheiro de pizza no ar… Quem serão os pizzaiolos???

A Câmara de Vereadores de Itabuna se prepara para apreciar nos próximos dias as contas do prefeito Capitão Azevedo (DEM), referentes ao exercício de 2009. A gestão deste período já foi alvo de parecer negativo do Tribunal de Contas dos Municípios, que constatou a existência de graves irregularidades e vícios insanáveis, principalmente no contrato entre o município e a empresa Marquise, com o gasto de mais de R$ 22 milhões sem licitação.

O prefeito precisa de nove votos para derrubar o parecer do TCM e, pelas contas do governo, esse número está garantido. A rejeição do parecer seria o primeiro passo para livrar Azevedo da Lei da Ficha Limpa, que o ameaça com o fantasma da inelegibilidade. “Livrar” momentaneamente, pois suas contas de 2010 também foram reprovadas.

A matéria começa a tramitar na Comissão de Finanças  do legislativo até a próxima sexta-feira, dia 9.

Back To Top