skip to Main Content
28 de setembro de 2020 | 06:11 pm

ESCOLAS VÃO PARAR EM ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto

As escolas da rede municipal de Ilhéus vão fechar as portas nos próximos dias 19 e 20, segunda e terça-feira. Será mais uma paralisação de advertência dos professores, que estão com os salários atrasados e já cruzaram os braços no último dia 12.

A nova suspensão das atividades foi decidida ontem (13), em assembleia realizada pela APPI/APLB no auditório do Instituto Municipal de Ensino (IME) Centro. A categoria irá se reunir novamente no dia 20, a partir das 14 horas, no mesmo local, para deliberar sobre os rumos do movimento. Em seguida, os professores farão uma caminhada até o Palácio Paranaguá, sede do governo municipal.

De acordo com a APPI, os professores vinculados ao município por contrato decidiram encerrar suas atividades a partir do dia 1º de dezembro, devido ao atraso no pagamento do mês de outubro e à não garantia do recebimento dos próximos salários. A decisão ainda  será informada à direção das unidades escolares

Esta publicação possui 7 comentários
  1. Eu acho que os professores depois da assembleia deveriam em caminhada se concentrarem na porta da mansão de bahia cachoeira. Afinal de contas, esse caos que está instalado em ilheus tem a assinatura do grande secretario de neuton: bahia cachoeira.

  2. A APPI/APLB tem que mudar sua forma de ação. Em vez de ficar fazendo piquete na porta da prefeitura, deve paralisar as obras que estão sendo realizadas com dinheiro dos 40% do FUNDEB. Esse dinheiro deve ser direcionado para pagamento de professores/funcionários da educação. Não tem sentido a obsessão de Newton, Bahia e Antônio pagarem empreiteiro enquanto professores passam fome. Um exemplo é a Escola pequeno Príncipe. A saúde é a mesma coisa, reformando postos de saúde (Pontal). Levaram 6 anos sem fazer nada.

  3. Acho curioso o posicionamento do Ministério Público que interfere em tantas questões insignificantes e sequer faz alguma coisa para amenizar esses caos que estamos vivenciando no município de Ilhéus. De que adianta aumentar a quantidade de vagas para alunos no muncípio se o dinheiro do FUNDEB é desviado para outros fins? Para quê as visitas frequentes do MP e outros órgãos que cobram apenas dos diretores das escolas as irregularidades encontradas em prédios e barracos adaptados para servirem de sala de aula enquanto os governantes passeiam e desfrutam do dinheiro enviado pelo governo Federal? Acredito que de nada valem mais vagas nas escola, no município, sem que haja o respeito por aqueles que fazem a educação acontecer de fato: os professores!!! Esse ano letivo de 2012 foi uma vergonha e o MP apenas se cala e inventa uma fiscalização que na prática de nada serve a não ser para aparecer na mídia. Enquanto isso, milhares de alunos seguem sem nada aprender, tendo um ensino fragmentado por constantes paralisações, greves, falta de vale transporte, etc, etc. É vergonhoso demais!!!

  4. Acredito que é preciso rever a informação divulgada no blog: não foram os professores contratados que decidiram trabalhar somente até o dia 30 de novembro, mas sim a Prefeitura Municipal de Ilhéus que ordenou isso, pois é preciso diminuir a folha e não há dinheiro para pagar aos contratados. E onde fica o respeito aos profissionais da educação e aos alunos?

  5. Cadê o Ministério Público onde fica nessa hora. E os 200 dias letivos que devem ser cumpridos. os funcionários contratados nao vem trabalhar sem garantia de receber dezembro e décimo terceiro que é direito do trabalhador brasileiro. Dizem q o novo gestor Jabes Ribeiro não pagara o mês de dezembro trabalhado.Quero dizer aki que contratado é igual a um efetivo. sou efetiva da rede e acho que os contratados somos como nós, e tem os mesmos direitos.No final das contas quem vai sobrar são os alunos coitados que as vzs so temos nós na sala de aula. Seja o que Deus quiser!!

  6. BEM FEITO FICARAM FAZENDO POLITICA AO LADO DE CARMELITA NEWTON BAHIA E AGORA ESTAO PAGANDO O PREÇO DA VERGONHA DE APOIAR UM GOVERNO CORRUPTO
    COLOCA A CABEÇA ENTRE AS PERNAS E VAO PRA CASA CALADINHOS

  7. Na realidade a APPI age em defesa de interesses próprios, e usa os servidores em educação como massa de manobra(carneirinhos)para quem tem memoria curta relembro o período das eleições, onde a presidente da APPI sumiu, abandonando a função e os reclames da classe,isso para não se opor a Nilton Lima, que tem alianças com o PT, e tentava eleger Carmelita,que tem laços familiares com a presidente da APPI. Já o MP em Ilhéus é incompetente aos extremos.

    Na realidade Ilhéus é uma cidade superdotada de pessoas sem escrúpulos,que exercem funções públicas, infelizmente são essas pessoas que decidem os destinos da população, e dos servidores do município; é de fato lamentável.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top