skip to Main Content
20 de outubro de 2020 | 11:39 pm

SEM ÔNIBUS À NOITE

Tempo de leitura: < 1 minuto

Usuários do serviço do transporte coletivo em Itabuna acusam o Sindicato dos Rodoviários de descumprir o acordo que garante 40% da frota em circulação durante a greve. Pessoas que estudam ou trabalham à noite, como funcionários do Shopping Jequitibá, dizem estão passando o maior sufoco na hora de voltar para casa, pois os ônibus simplesmente desaparecem após as 22 horas.

Para quem mora em bairros mais afastados, a situação é de desespero.

Esta publicação possui 4 comentários
  1. VAMOS COBRAR DO PREFEITO, VAMOS FAZER MOVIMENTO
    OBS: OS USUÁRIOS QUEREM CULPAR O SINDICATO E OS TRABALHADORES.
    AZEVEDO, FOI ATÉ BEM VOTADO. QUEM VOTOU NELE SABIA QUE ELE ERA INCOMPETENTE?

    TRANSPORTE COLETIVO É ASSIM, DI A CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988

    VEJAM E PASSE A COBRAR DE AZEVEDO
    Transporte Coletivo
    Versa a Constituição Federal em seu artigo 30, V, que é de competência dos Municípios “organizar e prestar, diretamente ou sob regime de concessão ou permissão, os serviços públicos de interesse local, incluído o de transporte coletivo, que tem caráter essencial…” Na própria redação do dispositivo, já se declara a natureza do serviço, qual seja a de essencialidade.
    Mais de que transporte de dados ou vozes ou informações humanas, o homem necessita de ser transportado para realizar suas tarefas diárias.
    Com a evolução dos meios de transporte, as distâncias de locomoção do homem para executar serviços e enfim, trabalhar, se tornaram mais e mais longas, só permitidas pelo auxílio de tais meios de condução, e por isto, na ausência desses não há como realizar tais tarefas com eficiência, e em certos casos, nem há como executá-las. Em razão disso é que tomam na sociedade, natureza essencial à locomoção humana.
    Os transportes, tanto aéreos, aquáticos ou terrestres em certas ocasiões são insubstituíveis, dada a impossibilidade da locomoção humana por suas próprias pernas, como aliás, com ponderações, se fazia nas Cruzadas. Os transportes coletivos também estão previstos como essenciais no artigo 10, V da Lei nº 7.783/89, já citada neste texto[21].

    Leia mais: http://jus.com.br/revista/texto/2505/da-continuidade-dos-servicos-publicos-essenciais-de-consumo#ixzz2DVrVUqSb

  2. Vergonha total.. cidade sem Juiz sem promotor sem ninguém, quem escreveu isso aqui?

    Uma falta de vergonha das autoridades cadê o promotor que quando chegou aqui foi ver se tinha lixo nas ruas, hoje ele está onde?
    SOMOS REFÉNS DE UMA EMPRESA QUE OS DONOS SÃO DE CURITIBA ONDE TEM O TRANSPORTE MODELO PARA O PAÍS, MAIS NAS CUSTAS DAS CIDADES PEQUENAS DO BRASIL ONDE NÃO TEM AUTORIDADES, promoto0r Juiz quem quiser andem de ônibus para se igualarem as meros mortais que fica no ponto 3 horas para andar numa lata de sardinha, e ainda pagar uma passagem absurda para manter umas sucatas rodando aqui, e financiando o transporte modelo do pais em Curitiba!.

  3. Está sendo assim mesmo, um verdadeiro absurdo, o trabalhador e estudante tendo que penar após as 22h, pois nem todos tem condições de pagar moto táxi…mais é bem isso estamos em Itabuna-Bahia-Brasil, terra de ninguém,sem Lei, onde àqueles que deveriam nos representar nada fazem… Atenção Ministério Público!, vamos agir nesta cidade que está “entregue às traças”, somos seres humanos e os direitos dos cidadãos de bem estão sendo negados!

  4. A greve é justa, agora tá atrapalhando tudo, estudantes, comerciários, a população e principalmente o comércio que na melhor data de vendas sofre com tudo isso. Cada qual sofre de um jeito. Agora todo ano a coisa se repete. Só para termos uma ideia esse ano começou com greve da polícia (a do arrastão), greve de banco, greve do transporte, eleições (passeatas, passeatas e passeatas) e só para fechar crise econômica. Impostos tem que ser pagos em dia, salários e outras obrigações também, resumindo se continuar assim imagine aonde isso vai dar. Já vi essa historia antes.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top