skip to Main Content
31 de maio de 2020 | 12:25 am

CASTRO QUER OUVIR PRESIDENTE DA AZALEIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O fechamento de 12 fábricas da Azaleia  no sudoeste da Bahia foi criticado pelo deputado estadual Augusto Castro (PSDB), em discurso no plenário da Assembleia Legislativa. No pronunciamento, o tucano lembrou que o processo de “desmonte” da empresa no Estado começou no final de 2011, com a desativação de seis unidades de produção em Potiraguá, Itarantim, Maiquinique, Ibicuí, Iguaí e Itati.

Castro disse ainda que tentou falar por telefone com o empresário Pedro Grendene, presidente da Azaleia, mas não conseguiu. Finalmente, o deputado requereu, ao presidente da Comissão de Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo da Assembleia Legislativa, Tom Araújo, que convide Grendene a explicar aos parlamentares os motivos do fechamento das fábricas.

Esta publicação possui 8 comentários
  1. Explicar o que?

    Não tem como concorrer com produtos da China, no qual são oriundos de exploração: mão de obra farta e barata.

    Ou o governo protege nossa indústria ou veremos muitas sendo fechadas como a Azaleia.

  2. kkkkkk.Esses deputados acham que empresa privada é quintal deles.Fechou por que não deve estar dando lucro.O empresário nao tem que dar satisfação dos negócios dele a ninguém.Ja basta ter que pagar um monte de imposto….

  3. o nobre deputado já sabe bem a resposta, todos nós sabemos. Enquanto a União e os federados avançarem famigerados sobre nossos bolsos, com essa taxa tributária vergonhosa, que coloca o país entre os menos competitivos do mundo. A culpa não é da China, é do nosso governo que não perdoa “nós consumidores”. Vejamos o padrão americano: Um tênis aqui no Brasil R$ 1000,00, o mesmo tênis fabricado na China custa lá U$ 200,00. E aí? Reforma tributária já!!!!

  4. Pois é senhor Alessandro…fora as propinas para alguns deputados para se instalarem também…é o que dizem.O senhor deputado deveria dar era explicações sobre a bagaceira que o seu coreligionario Magela fez na saúde de itabuna,isso sim

  5. É outro que esta utilizando esse pessimo momento para se promover, o sr deputado castro deveria é pedir a intervenção e bloqueio de todos os bens da azaleia a titulo de compensação pelas isenções concedidas e transformar as fábricas em cooperativas.

  6. Bom dia Marcos Silveira!! Nao puxo saco de ninguém.E nao sou empresário.É a lei do mercado, se não der lucro,fecha! Pois as empresas ja surgem com um sócio majoritário, O GOVERNO.Esse, nao faz nada, e no fim do mês leva uma bolada em Impostos.Se o dinheiro dos impostos, fossem reeinvestidos nas empresas essas produziriam mais e haveria mais investimentos.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top