skip to Main Content
24 de setembro de 2020 | 05:43 am

OTTO DE OLHO EM 2014

Tempo de leitura: < 1 minuto
Risonho, Otto passou a bola para Wagner...

O risonho Otto: “depende de Wagner” (Foto Pimenta).

O vice-governador Otto Alencar (PSD) é dos nomes da base aliada na disputa pela sucessão de Jaques Wagner em 2014. Em Ibicaraí, Alencar falava das ações na área de infraestrutura nem todo o estado e arrematou: – Aqui não falta unidade.
Junto com o vice-governador, além de Wagner e do prefeito Lenildo Santana, de Ibicaraí, estavam outros dois pré-candidatos ao governo, o senador Walter Pinheiro e o secretário da Casa Civil, Rui Costa, ambos do PT.
Terminada a solenidade, eleitores se aproximaram do vice-governador e perguntavam se em 2014 iriam “votar no 55”, o número de legenda do PSD.
Sem titubear, Otto passou a batata – “doce” –  para o governador: – Depende de Wagner.

PEDRAS DE AMOLAR

Tempo de leitura: 3 minutos

GUSTAVO HAUNGustavo Haun | g_a_haun@hotmail.com
 

Durante as duas semanas seguintes, o conhecido cacauicultor mandava alguns dos seus mais de trezentos funcionários irem ao comerciante, um ou dois por dia, para perguntar se tinha pedra de amolar para vender.

 
Sêo Oscar era um dos homens mais ricos da Bahia, com certeza o maior cacauicultor individual do mundo à sua época.
A fama dele corria léguas e mais léguas: homem previdente, astuto e trabalhador. Ninguém lhe passava a perna. Corria a estória de que até seu genro tinha tentado assassiná-lo (de olho na gorda fortuna!), porém não havia logrado êxito, pois Sêo Oscar fora mais esperto…
Havia migrado de Sergipe para o sul da Bahia em busca de terras e riquezas. E as conseguiu, com muito suor e dedicação.
O tempo passava e Sêo Oscar só prosperava ainda mais.
Certa feita ele se dirigiu ao antigo Banco Nacional – era um dos maiores correntistas da instituição – e pediu para reaver sua aplicação.
Era muito dinheiro. O Banco consultou o saldo: mais de milhões! Trabalheira danada. Contaram, recontaram. Colocaram em várias maletas o seu valioso vintém. No fim do dia, quando lhe entregaram o montante, ele disse ao gerente:
– Ô, seu menino, sabe de uma, não vou levar o dinheiro, não… Só queria saber se vocês tinham guardado ele bem, aí…
As más línguas criaram inúmeras lendas sobre Sêo Oscar, como a de que ele amarrava um comprimido de melhoral e tomava para passar a dor de cabeça constante. Quando estava bom da dor, puxava de volta o cordão, guardando o remédio para uma próxima vez…
Como disse, muitas, muitas lendas! E o homem era famoso por elas.

Leia Mais

DILMA "APRESSOU" O BARBUDINHO

Tempo de leitura: < 1 minuto

De forma incomum, o governador Jaques Wagner cumpriu compromissos em Itabuna e Ibicaraí, hoje, dentro da agenda. Em Ibicaraí, aliás, ele iniciou a solenidade de inauguração do trecho repavimentado da BR-415 minutos antes do programado, que era 9 horas. E voou para Itabuna, para assinar a ordem de serviço da Barragem do Colônia.
Ao final dos compromissos no sul da Bahia ele explicou a sincronia com o relógio alheio: precisava chegar em Salvador às 13h30min, para despedir-se da presidente Dilma Rousseff, que encerrou hoje o período de férias – e clausura – na bela Praia de Inema, na capital baiana e de frente para a Baía-de-Todos-os-Santos.

GOVERNADOR DÁ RECADO A ALIADOS E PEDE "HUMILDADE NA VITÓRIA"

Tempo de leitura: < 1 minuto
Wagner ao lado de Vane, após mandar recado à base aliada e assinar ordem de serviço (Foto Pimenta).

Wagner ao lado de Vane, após mandar recado à base aliada e assinar ordem de serviço (Foto Pimenta).

A ameaça de “racha” no PT de Itabuna na decisão se apoia ou não o governo de Vane do Renascer levou o governador Jaques Wagner a mandar um recado aos aliados. Foi durante a assinatura da ordem de serviço para construção da Barragem do Rio Colônia, hoje, no Centro de Cultura Adonias Filho.
– Na vitória, não abracem a arrogância. Abracem a humildade. No insucesso, não desistam e lutem para melhorar – disse, também fazendo referência ao resultado eleitoral em que o ex-petista e agora prefeito de Itabuna derrotou Juçara Feitosa, esposa do deputado Geraldo Simões.
À mesa da solenidade, estavam, além de Geraldo, o deputados Josias Gomes e o prefeito Vane do Renascer. Os três foram mais que diplomáticos ao discursarem, fazendo referências a todos. Vane, por fim, disse que não deixaria de ressaltar a contribuição de Geraldo – e de lideranças locais – para que a obra saísse – e foi bastante aplaudido.

NOVO DIRETOR DO CENTRO DE CONTROLE DE ZOONOSES

Tempo de leitura: < 1 minuto

O veterinário Waldemar Oliveira é o novo diretor do Centro de Controle de Zoonoses de Itabuna. Ele assumiu com a missão de reorganizar a unidade, que tem a função de prevenir as doenças transmitidas por animais. Oliveira tem perfil técnico, característica que  é elogiada pelo vice-presidente da ONG Associação Ambiental e de Proteção Animal (AAPA), Sílvio Maia.
Segundo o representante da ONG, Oliveira tem experiência na área e é capaz de fazer o CCZ funcionar adequadamente. “Nos últimos anos, o Centro de Zoonoses havia se transformado em tudo, desde cemitério de animais até cabide de emprego, menos em um órgão de proteção dos animais e controle de doenças”, disse.

WAGNER APOIA RETORNO DO COMANDO ÚNICO DA SAÚDE

Tempo de leitura: < 1 minuto

O governador Jaques Wagner confirmou nesta terça-feira, 8, que não existe mais qualquer resistência do governo baiano à retomada do comando único da saúde pelo município de Itabuna. As primeiras conversas com a Sesab já aconteceram e são positivas.
Wagner disse que as dificuldades que ocorreram no passado estavam relacionadas à má-administração de recursos.  O comando único foi perdido pelo município no final de 2008, no governo Fernando Gomes (DEM), e o sucessor deste, José Nilton Azevedo, do mesmo partido, não estancou os desvios que provocaram as restrições na administração da saúde.
De acordo com o governador, com a nova gestão municipal há todo o interesse em acelerar o retorno do comando único. Ele declarou que agora o município tem condição de gerir o sistema.

MEC DIVULGA NOVA LISTA DE CURSOS REPROVADOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

CarimboDa Agência Brasil
A Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior do Ministério da Educação (MEC) publicou na edição de hoje (8) do Diário Oficial da União lista com 38 cursos de graduação com resultado insatisfatório no Conceito Preliminar de Cursos (CPC) de 2011. Esse conceito avalia o rendimento dos alunos, a infraestrutura e a equipe de profissionais de educação.
Os 38 cursos estão espalhados por 21 instituições de ensino, entre institutos federais de educação, centros universitários e universidades federais. Essa é a primeira vez que os cursos apresentam nota ruim e agora ficam sujeitos a medidas de regulação e supervisão para melhorar a avaliação. Também há perda de autonomia de ações, como a ampliação do número de vagas.
Todos os cursos da lista tiveram conceito inferior a 2 no CPC relativo a 2011. Para os cursos com conceito inferior a 3, o MEC estabelece exigências como assinatura de um plano de melhorias com medidas a serem tomadas a curto e a médio prazo. O CPC concede notas de 1 a 5.
Em 60 dias, os cursos mal-avaliados devem passar por reestruturação no corpo docente com ações como investimento em qualificação e dedicação integral dos docentes. Em 180 dias, deve ser feita a readequação da infraestrutura e do projeto pedagógico.
Leia mais

EM PLENA CAMPANHA

Tempo de leitura: < 1 minuto

IMG_1054[1]

Leitor do PIMENTA, em viagem pela BR 101, espantou-se com a quantidade de placas de outdoor com votos de Feliz Ano Novo do prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo (DEM). A quantidade das peças chama atenção e elas estão em toda parte, desde o acesso a Valença até Alagoinhas.
Tanta exposição da figura não deixa dúvida de que o democrata estará na chapa majoritária da oposição em 2014. Não se sabe se tentará novamente uma cadeira no Senado ou se irá para a disputa pelo Palácio de Ondina.

JABES TENTA LIBERAR CONTAS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Jabes4A busca de oxigênio financeiro para viabilizar sua administração levou o prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, a Salvador nesta terça-feira, 8. Na capital do estado, o gestor tem audiência com o presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, Mário Alberto Hirs, com quem Ribeiro pretende conversar a respeito dos bloqueios judiciais das contas da Prefeitura.
Os bloqueios foram determinados no final do ano passado, a pedido de sindicatos que representam os servidores. A intenção era assegurar o pagamento dos salários. Para o governo, o efeito colateral da medida é tirar recursos que seriam destinados à oferta de serviços essenciais. A Prefeitura precisa também renegociar dívidas para ter a possibilidade de firmar convênios e captar verbas estaduais e federais.
A estimativa da atual gestão é de que a administração ilheense possui uma dívida de R$ 200 milhões, enquanto a arrecadação anual é de R$ 240 milhões. A situação de crise fez com que uma das primeiras medidas do novo governo fosse o decreto de situação de emergência por 60 dias. Foram ainda assinados 11 decretos relacionados à reorganização do município e destinação de recursos. Sete desses dispositivos têm a ver com a folha de pagamento dos servidores.

Back To Top