skip to Main Content
24 de setembro de 2020 | 06:18 pm

BANDIDOS APROVEITAM COFRE ABERTO E ROUBAM AGÊNCIA DO BB EM IBICARAÍ

Tempo de leitura: < 1 minuto

Do Portal Sul da Bahia
Sete homens foram flagrados pelo circuito de segurança do Banco do Brasil de Ibicaraí roubando malotes do cofre com cerca de R$ 200 mil, na manhã desta quinta-feira (7). Segundo as  polícias Militar e Civil, a porta do cofre foi “esquecida” aberta por funcionários. Os bandidos limparam tudo sem precisar deflagrar um tiro sequer.
Neste monento (13h38min), funcionários do banco e a polícia fazem as contas de quanto foi roubado. Porém, o valor mencionado já teria vazado para a imprensa. Ainda segundo a polícia, o BB de Ibicaraí foi abastecido na manhã de hoje por um carro-forte.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. O AMOR AO DINHEIRO É A RAIZ DE TODOS OS MALES.
    ENTÃO, PRECISA DE CUIDADO DOS FUNCIONÁRIOS
    E NAS PROXIMIDADE DE FESTA (CARNAVAL), SE NA CIDADE ESTIVER 4 POLICIAIS, NÃO PODEM ALMOÇAR OS QUATRO, VAI DOIS E DOIS ATENTO.
    POLICIAL É PARA SURPREENDER E NÃO PARA SER SUSRPREENDIDO, VALEU…

  2. Estranho, muito estranho, logo na boca do carnaval !!!!! Alguém vai curtir com muito $$$$$ no bolso. Só falta dizer que as câmeras estavam desligadas. Ninguém segue as normas de segurança no BB não é?

  3. O BB tem que parar de contratar por Reda, para ter um sistema seguro. Funcionário de carreira tem mais gosto para se dedicar ao trabalho. Quantas vezes somos atendidos no BB por um funcionário que depois vemos procurando emprego?
    Banco cobra para manter nossas contas e não oferece qualquer conforto e segurança ao cliente. Quem paga o dinheiro roubado dos bancos? Se fosse eles mesmos, teriam mais cuidado ao lidar com dinheiro dos outros, que isso não é brinquedo!

  4. Esse furto é malassombrsdo, me lembra as historinhas infantil que ouvíamos quando criança na hora de dormi, comerçava assim, era uma vez algum funcionário de um banco oficial esqueceu a porta do cofre aberta na boca do carnaval e esqueceu de ligar as câmara de segurança, mas quem dormia era o boi e não a criança, como diz o adágio popular (história para boi dormi), tchammm.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top