skip to Main Content
26 de outubro de 2020 | 07:27 pm

PRAÇA VIRA ZONA LIVRE PARA CONSUMO DE DROGAS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Pessoas que costumam fazer caminhadas na Praça Rio Cachoeira, próximo à Câmara de Vereadores, ou mesmo levar seus filhos para brincar naquele local, queixam-se de que a área continua a ser ocupada livremente por usuários de drogas. Estes não se importam com os demais frequentadores e “fazem a cabeça” na maior tranquilidade.
Um leitor, que prefere não se identificar, descreve a situação da seguinte maneira:
“Grupos de adolescentes se reúnem próximos às grades, sentados na grama, para consumir drogas e bebidas alcoólicas. Assim mesmo, à vista de todos, sem nenhum tipo de preocupação. Enrolam seus cigarros de maconha, discutem sobre a qualidade da mesma, em um local aberto, de bastante circulação de pessoas, sem nenhum tipo de repressão policial. E olha que estou falando de um trecho que fica distante apenas alguns metros de um posto da Policia Militar (Conceição). Nunca vi uma ronda policial (a pé ou de bicicleta) no local.
Na verdade, apesar de o leitor afirmar não ter visto, as rondas policiais – bem como abordagens – existiram, mas deixaram de ocorrer há algum tempo. A presença mais constante da polícia, bem como a iluminação da praça, que quase não existe, certamente seriam maneiras de inibir os doidões.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Deixa o povo fumar maconha, não incomoda ninguém, pior é o álcool e nós vemos os bares lotados, gente jogada pelas calçadas, famílias destruídas com acidentes de carro e violência. Só acho errado o horário em que eles fumas, de dia passam mitas crianças…

  2. Pertinente matéria, Seu Pimenta. Realmente existe nessa localidade, grupos de viciados que não se incomodam com as pessoas que por ali transitam, sejam elas, caminhantes, praticantes de exercícios, crianças brincando com suas famílias, etc. A polícia de certa forma parece ser conivente, infelizmente!
    Ah, a Prefeitura tem que iluminar, não só a citada praça, omo também todo percurso por onde se pratica caminhadas…Nas proximidades entre o Shopping e a ponte do São Caetano existem vários postes sem lâmpadas. Alô setor de iluminação pública. Alô Aderval, ex-Meta!!!

  3. EU JÁ PRESENCIEI ELE CHEIRANDO COCAÍNA NA MAIOR CARA DE PAU E NÃO VOU MENTI QUE FIQUE COM MEDO, E FUI ANDAR NO OUTRO LADO DA BEIRA RIO. TA UM CAOS E ALGUMA PROVIDENCIA DEVE SER TOMADA PELAS AUTORIDADES.

  4. O jardim Beira Rio!
    Inauguração na década de 70,de um lado da cidade pelo então prefeito de Itabuna,o Dr.José Oduque Teixeira. Acontecimento indeléveis,uma celebração.
    No final da década de 70,eu então policial,exercia o ofício,na delegacia de Furtos e Roubos,Jogos e Costumes,o então delegado,
    o Dr.Pedro Marques de Sá. A policia federal,era chefiada pelo
    um preposto de Exército ou mesmo um delegado da polícia civil,
    Ex.de Romeu Tuma,SP. Todavia,a polícia federal de Ilhéus,tinha delegado,mas não havia efetivo,sempre que o delegado da polícia
    federal vinha fazer diligência aqui em Itabuna e as vezes em outros lugares,solicitava efetivo ao então delegado,o Dr.Pedro Marques de Sá e muitas vezes eu participei destas diligências.
    Vou citar uma diligência e abordagem no Beira Rio que,cujo objetivo combater o tráfico de drogas,os detidos foram todos
    para a delegacia da polícia federal de Ilhéus,dentre estes,só
    lembro-me de Picolo.
    Outrossim,o consumo de droga no Beira Rio era muito piqueno,
    como fala o Sr.Val Cabral,radialista de grande audiência em
    Itabuna. “que em Itabuna quem consumia droga se contava de dedo
    e só usava maconha”,realmente,o Sr.Val Cabral,têm razão.
    Entretanto,o consumo da peste da droga se agigantou de forma
    monstruosa que ponhem em xeque a segurança da sociedade e das
    famílias do Brasil. Nos últimos 12 anos o consumo de drogas no
    Brasil aumentou 400 por cento. O que ocorre no Jardim Beira Rio
    em Itabuna,e o retrato do Brasil.
    Portanto,nada está perdido,basta querer e ter determinação de
    um governante do Brasil, impedir que a peste da droga entre no
    Brasil,a parir de então,quaisquer inspetor de quarterão extermina a peste da droga no Brasil,e no Beira Rio.

  5. O local fica perto do posto da Policia Militar do bairro da conceição. O posto é todo cheio de grade nas janelas e portas para dar segurança aos policiais e estes ficam lá dentro sem sair para nada.Gostaria de saber o que eles tanto fazem trancados lá. Isto é uma vegonha. Cadê o comandante da Policia que não vê isto?Ou não faz que não vê? A policia tem medo de quê?Policial é pago para proteger a comunidade e não para ficar trancado em posto.

  6. Faço caminhada quase toda semana na Beira Rio, fico incomadada com os maconheiros, mas o que me dá medo mesmo são os pitbulls sem coleira ou focinheira que estão com seus donos passeando ou papeando por ali como se fossem os quintais de suas casas.

  7. Há algum tempo deixei de fazer minhas caminhadas no trecho entre a ponte do Marabá e a Praça Olinto Leone porque, dia claro no final da tarde, os guardadores de carro daquele trecho e seus parceiros fumam seus baseados de forma tão acintosa que constrange. Infelizmente não há nessa cidade nem repressão ao tráfico nem trabalho de tentativa de recuperação de viciados. Eles tem toda liberdade de fazerem o que quiserem e a população em geral não pode fazer nada, estamos reféns do tráfico.

  8. a praça do caçuá tb fica cheio de CRIANÇAS consumindo drogas e querendo cortar(com garrafas quebradas) crianças que vao la para brincar a policia foi avisada mas disse que nao pode fazer nada pois sao crianças.quem sofre é o povo que leva seus filhos pra tentar se divertir em praça publica

  9. Realmente já está na hora da policia intervir nesse problema que não é de hoje que acontece, quando levamos nossos filho para brincar temos que ficar o tempo todo atentos, pois as motos que trazem as drogas a todo o momento trafegam da área que as crianças ficam brincando, com uma felocidade tremenda.Nós como pais só queremos levar os nossos filhos no final da tarde para passear no parque, mas tá difícil. Pedimos a intervenção da polícia urgênte nesse caso, se não intervir, daqui a pouco teremos traficantes disputando aquele ponto de droga que deve ser tão lucrativo. E nós iremos perder um dos poucos lugares de lazer de Itabuna.

  10. Gostaria de agradecer ao Pimenta pela nota, espero que seja como um grito de socorro para que as autoridades locais se preocupem com essa situação!Alô segurança Pública , Alô Assistência, Alô Prefeito o caso está gravissímo!!!
    Na praça Camacan não é diferente, traficantes já visados ficam rondando a praça, comercializado a pedra do demônio, para usuários de todos os tipos! Enfim a cidade já não ofereçe lazer a sua população, quem pode pagar, se fecha no zig zag do Shoping, paganddo o ar condicionado onde poderia ser ar livre.
    Há mais ou menos 02 anos deixei de frequentar essa praça com meu filho de 02 anos. Ficava chocada e insegura quando via tantos jovens despediçando sua juventude com alcool e droga abertamente, sem que ninguém fizesse nada, E HOJE A SITUAÇÃO NÃO É DIFERENTE!

  11. Engraçado.Na Mesma localidade só que mais próximo do modulo policial existe um órgão publico que foi responsáveis por um dos maiores escândalo de corrupção da cidade e nada foi feito,pior pessoas envolvidas até a cabeça hoje representa o executivo de Itabuna,e ai vem alguns pseudo revoltados preocupados que na beira rio que jovens pratique a arte de fumar:sim a arte de fumar que por sinal é melhor do que a de roubar.

  12. Do outro lado do rio, quase que paralelamente ao local citado também há o consumo de entorpecentes sem qualquer tipo de reprimenda. Interessante é notar que tão somente um bom serviço de iluminação pública e rondas policiais contínuas (de hora em hora, por exemplo), já seriam capazes de coibir a prática pública. O prefeito – que sempre se destacou por ser especialista no tratamento de dependentes químicos – já poderia/deveria começar a agir neste sentido.

  13. Lamentável o abandono em que se encontra Itabuna, nesse feriado fui visitar a cidade e é vergonhoso o aspecto da cidade, parece que cidade passou por um grande desastre e ficou abandonada porque não é possível tanto abandono. Na noite de segunda fui na sorveteria e voltei para a casa de táxi, pois o centro está infestado de viciados me lembrou o seriado de The Walking Dead. Quanto ao consumo de drogas e a inificiencia das policias (PM e Civil) se dá pelo fato de consumir droga não pode ser motivo para prisão(conversei com um amigo PM e ele me disse que se levar para delegacia nenhum delegado que fazer o auto de infração). Por fim é triste ver Itabuna tão retrógrada politico e administrativamente.

  14. Se fosse um casal de gays se beijando seria muito mais feio para os seus filhos do que um simples cigarro de maconha! Abre o olho jovem! Vamos largar de hipocrisia!

  15. Resumindo, a cidade está abandonada. Aqui na Beira Rio onde é dominado pelos guardadores dos carros,a pista onde alguns corajosos ainda andam é um verdadeiro sanitário público, sem falar do passeio todo quebrado.
    Gente, se vc parar pra olhar aquela área é muito bonita, mas o abandono é tão grande que da pena. E o jardim em frente ao Banco do Brasil? E o jardim da Praça Camacã? Vamos lá prefeito a recuperação dessas áreas já seria um ganho bem significativo para Itabuna e para o senhor.

  16. A política de repressão nunca funcionou, nem irá funcionar em lugar algum. Droga é um problema de saúde pública e o investimento monetário deve ser feito na saúde e conscientização dos usuários, não no aumento de contingente policial ou de rondas do mesmo. As pessoas que fumam e que não querem parar de fumar, merecem um local apropriado pra uso, como acontece em outros países. A maconha é proibida única e exclusivamente por motivos econômicos do passado (época em que era interessante pros grandes industriais deixar de lado a fibra do canhamo,usada na fabricação da maioria das cordas e tecidos da época e começar a explorar a fibra sintética do nylon que é feito a partir do petróleo.).Puro interesse econômico. As autoridades devem se empenhar em, repito, conscientizar os jovens nas escolas, tratar com mais respeito o usuário, uma vez que esse é diferente de um marginal. Deve-se ainda pensar no livre plantio da cannabis (maconha) afim de quebrar o elo existente entre consumidor e traficante.

  17. “Tudo que me desejar de negativo, baterá no peito e voltará para você em forma de amor e paz”
    Salve Jorge! Salve Jorge!
    É vergonhoso mesmo, o lado do ralf, horrível, coitado do skatistas só resta o outro lado, no lado do ralf, alí agora está vários moradores de rua que fazem suas necessidades alí mesmo, enquanto degusta sua latinha de coca-cola, isso é vergonhoso, porém do outro lado, a coisa é diferente, quem fuma pedra não anda lá, eles reconhecem que alí é o lado de praticarem esportes (incrível como eles delimitam áreas).
    Já os maconheiros não podemos dizer que não existem, existe sim, porém há um respeito e um desrespeito, respeito por não haver roubos, pq quem fuma maconha não sai roubando alguém, nem praticando qualquer delito, o único delito é fumar (algo que jah jah vão descriminalizar), eles só agem com desrespeito quando fumam maconha naquele local, na verdade nos horario de pico a tarde e até 20h, depois disso não vejo problema fumar, pois não transita muita gente e é um dos lugares mais sossegados ao ar livre. A polícia sabe quem anda alí, e quando entra traficante eles vão e abordam.
    Cansei de escrever, vou apertar um e como já vai dar 8, vou esperar um pouco mais e ir fumar um lá, pois é iluminado e maconheiro não vive na escuridão.

  18. Cada um é dono de si e faz o que quiser, uma vez que, não invada outra liberdade individual ou pública. Se o problema é ver os jovens usando cannabis, criem um lugar onde se possa fazer isso com segurança e onde apenas interessados no assunto apareçam.
    O maconheiro não é marginal, não é traficante. O ser humano anseia por liberdade. Não adianta reprimir, forçar ou mandar. A solução é agradar os dois lados, assim todos saem satisfeitos. A maconha é uma planta e ninguém deve gostar de comprar algo que brota facilmente da terra. Legalize o plantio, enfraqueça o traficante e fortaleça o consumo consciente. Maconha não é droga. O álcool mata muitas pessoas ao redor do mundo e o mesmo esta numa escala muito superior a da maconha quando se fala de danos ao organismo e a sociedade. Ei você ai, que não monta suas próprias opiniões e apenas digere as opiniões alheias, ACORDE E VA SE INFORMAR !!! A IGNORÂNCIA QUE DEVIA SER CASO DE POLÍCIA!!!

  19. -Os comentários acima criticam muito a polícia, mais criticam sem conhecimento de causa, pois é sabido por todos que existe uma lei que dá cobertura para quem é usuário de drogas, ou seja, o policial não pode prender o usuário muito menos incomodá-los, srs, a polícia assim como os juizes são refens da lei e não podem agir fora dela. SE um policial de forma indignada agir com truculencia contra esses vagabundos, as mesmas pessoas que agora clamam pela ação da policia, serão as primeiras a denunciar junto a imprensa tais atitudes, portanto Srs, vivemos em uma sociedade hipócrita que não sabem o que quer.
    -Nós estamos reclamando das autoridades erradas, pois que fazem as leis são os parlamentares federais, são eles os maiores responsáveis pelo caos em que vive a segurança e a saúde deste país.
    -Mais o que podemos esperar de um PARLAMENTO que tem como presidentes, eleitos pela maioria dos seus pares, homens corruptos e processados pela justiça? Lógico que jamais irão fazer leis aonde eles mesmos um dia poderão ser pegos.

  20. Corro ali todos os dias e nunca vi, nenhum deles, perturbar ninguém.
    O problema das drogas não é apenas um caso de polícia, ainda mais quando é pra “limpar” as calçadas onde nos corremos. Me incomoda mais as merdas dos cachorros das “madames” que os meninos que fumam maconha na praça.
    E que me desculpem os inteligentes, mas não posso passar sem comentar o Sergio Oliveira. Que ainda tem o preconceituoso do Boris Casoy como seu ídolo. Um cara (Boris ) que diz: “Que merda, lixeiros desejando felicidades do alto das suas vassouras. O mais baixo da escala do trabalho”, á uma declaração de feliz ano novo de dois garis??????
    Não tem com classifica-los. Nem de amebas poderemos chamá-los, porque ofenderia-mos as amebas!!!!!!!!!!!!

  21. É lamentável que no espaço reservado à prática de esporte e de entretenimento,sermos alvos fragilizados e indefesos do atos considerados ilegais e imorais por parte de traficantes e viciados.A exemplo do cigarro,mesmo sendo legal seu uso ficou restrito a ambientes onde a população não não seja incomodada nem possa sofrer as consequências maléficas do efeito indireto do fumo.E quanto a maconha? o que determina a lei ?,os estudos e conclusões medicas?Seremos obrigados a tragarmos em nossas caminhas e no lazer com os nossos filhos da fumaça que desfaz sonhos e equilíbrio de uma vida honrosa por não contarmos com o apoio da justiça e do poder publico na aplicação da leis?

  22. E o que dizer da Praça da Vila Zara: acontece de tudo a toda hora do dia e da noite e… nem aí prá resolver o vício dos adolescentes daquela localização!!!
    Poderia colocar uma dupla de policiais, pelo menos das 06 às 22h para intimidar e dar mais segurança ao moradores!!!
    E porquê também não colocar uns apaisanas lá!
    Tenho certeza que, em um semana vão pegar muitos “aviões” por lá!!!

  23. QUEM QUISER FUMAR, QUE SE ARROMBE…AGORA NINGUÉM É OBRIGADO A SUPORTAR AQUELE MAU CHEIRO,CHEIRO PODRE,CAUSA ATÉ DOR DE CABEÇA…ESSE CHEIRO DA MACONHA.HORRIVEL!

  24. Alô Alõ marciano, aqui quem fala é da terra…
    Pois é meu povo papa jaca,a galera fuma maconha usa de uma planta alguns bebem alcool, mas, iai, eles badernam ? destroem coisas ? se mata ou oferecem drogas as criancinhas que ali transitam ? Vamos acordar, vamos abrir a cabecinha ?
    A praça sempre foi zona livre de gente preconceituosa, gente reacionária e etc.. essas pessoas burgueses que não se preucupam com a realidade da periferia, das balas perdidas que gente inocente toma na calada da noite. Ninguem reclama disso, se eu tivesse um blog faria uma materia como seguinte tópico:
    Rua é zona livre para opiniões retrogradas:
    isso sim me incomoda e semple incomodou, gente reacionária que critica as minorias que criminaliza os índios e qualquer movimento social, gente que gostaria de exterminar mendigos só para ter uma rua limpa, ipiniõessso é o que de fato me incomoda.
    Quandos os “usuários” passarem a vadalizar ou oferecer drogas a crianças, ai sim venha postar comentários com suas opiniões retrógradas quadradas que vc herdaram da mídia burguesa dos seus avós e do senso comum, essas opiniões que transformam o mundo numa merda, uma sociedade doente viciada, machista, consumista que tem levado o mundo a destruição.
    Só o conheçimento liberta caros caretas, passar bem, vão se isolar no mundinho careta hipócrita de vocês onde ninguem usa drogas mas adoram criticar pessoas por opção sexual condição financeira e fazer fofocas alheias de porta de igreja, continuem destruindo o meio ambiente e emitindo comportamentos anti-liberdade, vôu fumar meu baseado enquanto estudo literatura para lutar pelos direito dos mais fracos, passar bem.

  25. Que massa, as pessoas que lêm o blog do pimenta tem mais cultura e consciência, maconha não mata ninguém seus alienados, vamo para de ver rede globo e lêr revistas da ABRIL, vamo se antenar para as novas pesquisas ciêntificas, fumar um baseadinho faz bem a sáude(se moderadamente) usar doce(LSD)
    pode transformar a vida da pessoa para sempre, menos extress mais amor mais paz e a MENTE ABERTA.
    Ja existem estudos que apontam que o ecstasy tem principios ativos que se isolados curariam o cancêr, vamo estudar meu povo de itabuna, por uma nova consciência e amor.
    viva o psicodelico, o amor e a espiritualidade, a verdadeira não os falsos moralismo de porta de igreja das nossas avós.
    “O movimento estudantil, unidos por uma nova consciência para o jovem do Brasil! (8)

  26. Atenção. A todos que reclamam do cheiro da maconha, primeiro deveriam reclamar do cheiro do Rio Cachoeira, que como todos sabem é horrível para quem passa por este caminho muitas vezes e tem que suportar tal cheiro desagradável. Queria também ressaltar, que a maconha não é prejudicial a saúde e não vicia, quando à sabem usar. Nada de mais faz bem, obvio, do mesmo jeito que beber demais e fumar cigarros demais que são “drogas legais” fazem mal ao ser humano, em questão. E a todos que levam seus filhos pra lá, por que não vão reclamar na prefeitura ou lutar para que o governo coloque outros ambientes para lazer? afinal, Itabuna como todos sabem não tem opções para qualquer pessoa se divertir com seus filhos em segurança, ao ar livre, como há em qualquer outra cidade que esteja se desenvolvendo. Obrigado e por favor, maconha não eh craque gente, maconha nao faz mal a ninguem, ao invés de criticar tudo que acham errado, vão estudar e tentar mudar algo para melhor de vocês.

  27. Antigamente esse mesmo local era usado como um “drive in”, pra não dizer brega motorizado.A safadeza só mudou de modalidade.Já passei e vi um bando de vadios fumando a erva maldita.Bem que eles podiam ir fumar lá debaixo da Camara de Vereadores… lugar bem mais apropriado.

  28. Gente será que vocês não veem que se os maconheiros saírem de lá será bem pior? Pois os noias que habitam o lado do half passarão habitar também o outro lado, sem contar que ninguém mais vai poder andar a noite pois os assaltos serão constante assim como é do lado do half, gente, eu prefiro que os maconheiros fiquem ao menos não mechem e nem roubam ninguém, pois os usuários de crack sim, esses devem ser tirado o mais rápido possível das ruas.

  29. Eu acredito que a maconha deveria ser liberada,apesar da sociedade brasileira ainda ser muito preconceituosa com seus usuarios.
    Pesquisas das mais competentes universidades do mundo inteiro ja comprovam que os maleficios que costumavam ser atribuidos a maconha sao apenas mitos.A planta que tem sido utilizada como medicina a milhares de anos é com certeza a cura da nossa sociedade injusta e podre.
    Basta de pessoas com a cabeça fechada, que repetem os mesmos velhos argumentos e nao fazem questao de aprender a verdade sobre a Cannabis.

  30. É impressionante como as pessoas se incomodam com as outras pessoas.
    Sempre faço minhas corridas naquele trecho da Praça Beira Rio (antes motel de pregueteiro!) e nunca vi esses indivíduos (usúarios)pertubarem a paz e a ordem social do município. E sempre depois das minhas corridas, paro e sento para prosear um pouco com esses “Hediondos Maconheiros”, pois muitos são meus amigos de muito tempo. Ali encontro muita gente interessante, que questionam a propria existência e a falta de pespectiva para juventude da cidade. Nunca os vi incomodando os corredores, nem os atletas e muito menos oferecendo drogas as crianças. Somos responsáveis pelos nossos atos, e cada um faz as suas escolhas, pois nem por isso eu ando fumando maconha (OHHH a TERRIVEL MACONHA) naquele espaço PÚBLICO.
    Fazendo uma resalva a ação policial, como disse o Sr Carlos Augusto,apesar de ñ concordar com tudo que disse, as pessoas estão desinformadas e criticam o trabalho da polícia por puro oniciente coletivo e força do hábito. Quem corre todos os dias no beira rio em horários diferentes, em algum momento vai emcontrar uma ronda durante a sua corrida pelo menos uma vez na semana. Os mesmos, sabem “distinguir o joio do trigo” e ñ vão sair perdento o tempo deles e o dineheiro do Estado prendendo pessoas que eles vêm todos os diase que os cumprimentam quando passam perto do posto antes de fumar a sua “Erva do capeta”. No entanto já presenciei prisões de muitos elementos que estavam traficando no local. Então TOMEM CUIDADO AO FALAREM MAL DE UM POLICIAL. Pois quem está se fudendo todos os dias nas ruas, vendo o mundo real e combatendo o crime, são eles.
    Enquanto aos incomodados… sempre que estou correndo e me deparo com o semblante destes, vou fazendo uma refelxão durante o trajeto. Muitas destas pessoas assim como eu, escolhem aquele momento para se desligarem do mundo real, mas felizmente(ou felizmente) dão de cara com este mundo na sua frente( longe do conforto do sofá e da distancia da TV) e sentem imensa repugnancia ao ver emergirem no seu caminho, aqueles “invisíveis sociais” mostrando a eles como etá o mundo de verdade,carne osso e sofrimento, e sentem novamente repulsa e culpa involuntária. depois desse choque procuram algum sentimento de indignação para esquecerem o que viram e começam a eleger responsabilidades e culpa a outros indivíduos, como o Estado, a Segurança Pública, e principalmente, a Droga!! como se só ela em si fosse responsável por aquela imagens que desestabilizam o seu “mundoperfeitopequeno-burguêsfeliz” que costumam se intorpecerem. Pois é minha gente, como diz a policia…” a casa caiu…” É hora da gente acordar e mudar p MELHOR, e para de culpar os outros como se não fossemos responsáveis pelo mundo que vivemos e construimos com nossas ações.
    …Enquanto a quem a escreveu essa matéria. Tanto a polícia quanto ao poder público tem muito mais coisa p se preocupar na cidade, que ficar expulsando usuários inofensivos de maconha só porque, Madames, mauricinhos e coroneis ou seja lá quem for estão se incomodando com a “realidade” .
    abraço a todos!

  31. Gente deixa o povo fumar…cachorro nenhum vai atacar as crianças muito menos os consumidores da erva Canabis” falam como se fosse um lugar tomado por bandidos…Nossa a onde foi parar a civilidade? As pessoas podem sim,ir e vir sem medo” Usuário de “Maconha” não agride,rouba ou tá afim de cortar vocês com garrafas quebradas não.
    Sou Jornalista e passo todos os dias na alameda Beira Rio e vejo sim a ronda passar…
    O trabalho está sendo feito só que isso nunca vai parar!
    Entendam a Folha da maconha é uma erva medicinal 100% natural.
    Cigarros,bebidas e entre outros que deviam ser ilegais”

  32. Sabe, é tão contraditório essa sociedade que vivemos, apoiam o consumo exagerado de bebidas alcoólicas que mata cada vez mais, criticam policiais, políticos, mas me pergunto: o que seria diferente se esses “robozinhos do sistema” que falam tanta merda, estivessem no poder? Com certeza todo mundo sabe a resposta…
    Esse alienados comparam maconheiros a noias, acham que vamos agredi-los, etc. Mal sabem eles que não desejamos mal a ninguém, quem está ali só quer o direito de poder fumar sua erva, de encontrar amigos, de conhecer novas pessoas, sem fazer baderna nenhuma, sem quebrar nada ou agredir quem está passando por ali!
    Vi que muitas pessoas que viram essa reportagem já abriram sua cabeça, percebeu que quem fuma maconha não é um “assino em série, psicopata”, como a maioria da sociedade pensa. Antes de julgar, vão ler, pesquisar, mas, não é ler uma reportagem em uma revista controlada por hipócritas, muitos menos ver uma coisinha na Globo e achar que sabe de tudo, aí é foda né?! Quantos outros meios de informação existem no nosso mundo hoje em dia?! Dizem por aí que nosso país está uma merda por causa de políticos corruptos, me responda, de onde esses “políticos” saíram? Nosso país está nessa situação porque temos uma população hipócrita, um sistema falho, leis inúteis, porra, é tão simples, quer diminuir o poder do tráfico? Descriminalizem a maconha, assim usuários vão plantar, não comprar! Sei, que isso não acabar com o problema do tráfico, mas é um começo, é uma ajuda! Então burgueses hipócritas, parem de andar com uma antena do sistema enfiado na bunda e vão ler, vão estudar!
    Agora, tô cansado de escrever, logo mais vou colar lá no beira. Paz!

  33. pohha nenhuma …pra q esse preconceito todo com agente se vcs sabem q agente n faz nada de errado …só ta ali fumando um .Baseado…Q serve pra mt coisa…inclusivve pra saude..kkk
    Ja ta na hora de liberar….
    E se ddesse depressao eu n tava fumando…
    sÓ ALEGRIA….:]

  34. Dados do Portal do Trânsito Brasileiro informam que 70% dos acidentes de trânsito com morte, o fator álcool estava presente. Não encontrei um número significativo de acidentes com morte causados pelo uso de maconha. Embora eu acredite que a maconha se legalizada teria um controle como existe para o álcool no trânsito.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top