skip to Main Content
10 de julho de 2020 | 11:19 pm

MINERADORA VAI GERAR 1,2 MIL EMPREGOS EM MARACÁS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Autoridades e investidores lançam pedra fundamental de mineradora em Maracás (Foto Manu Dias/GovBA).

Autoridades e investidores lançam pedra fundamental de mineradora em Maracás (Foto Manu Dias/GovBA).

A pedra fundamental da primeira mineradora de vanádio das Américas foi lançada hoje, 21, em Maracás, pelo governador Jaques Wagner e dirigentes da canadense Largo Resources Ltda. O empreendimento deve gerar 1,2 mil empregos na fase de implantação da mineradora no município, além de 400 quando entrar em operação.
De acordo com o governo baiano, a mina descoberta na Fazenda Patrício, no povoado de Porto Alegre, em Maracás, transformará a Bahia em maior fornecedor de ferro-vanádio do Brasil. De acordo com estudos da Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM), parceira da Largo Resources no empreendimento, a jazida é a melhor do mundo, “podendo se tornar produtora estratégica em nível global”.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Não quero falar do Neo-Bandeirante Jacques Wagner e seus mega projetos/parcerias. Quero falar dessa cidade Maracás que visitei pela primeira vez a trabalho quando prestei serviços na área de informática na região de Jequié. Foram visitas rápidas confesso, mas o pouco que vi me surpreendeu. A cidade é muito limpa, arborizada e organizada. Praças e locais bem cuidados. Precisei de atendimento no posto médico da cidade, tudo muito eficiente e rápido(Maracás também sofre com a ausência de profissionais de saúde, principalmente médicos). Naquela cidade experimentei uma sensação diferente. Seria o tal sentimento de cidadania?!
    Segundo a poetiza Cecília Meireles: “Liberdade é uma palavra que o sonho humano alimenta, não há ninguém que explique e ninguém que não entenda”. A palavra cidadania é tal qual a palavra liberdade. Desde que inventaram o seu conceito e determinaram que todos tem direito a ela, vivemos assim alimentando esse sonho.

  2. mais um engodo o que vai acontecer é desmatamento degradação do meio ambiente mais uma grande empresa estrangeira para Wagner entregar o que resta da Bahia, mais extração de minério mais danos ambientais agora flor depois dor…

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top