skip to Main Content
13 de julho de 2020 | 06:33 pm

CLÁUDIA LEITE TERÁ R$ 5,8 MI DA LEI ROUANET

Tempo de leitura: < 1 minuto

claudiaDo UOL
Claudia Leitte, Rita Lee, Humberto Gessinger e a banda Detonautas estão na lista dos artistas autorizados a captar recursos, via Lei Rouanet, para a realização de projetos, shows e gravações de DVD.
A cantora do sucesso “Largadinho”, porém, foi a maior beneficiária na lista divulgada pelo Ministério da Cultura (MinC) nesta semana. Claudia Leitte foi autorizada a captar R$ 5,8 milhões para a turnê de doze shows que fará nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, entre maio e julho deste ano.
Ao UOL, a assessoria de imprensa de Claudia Leitte afirmou que a verba solicitada vai servir para levar os shows da cantora para cidades que não possuem “condições de bancar grandes eventos alicerçados apenas na cobrança de ingressos”.
“A intenção é levar as apresentações para praças onde seria inviável pensar num show do porte de Claudia Leitte, com todos os custos inerentes a um evento dessa dimensão”, afirmou a assessoria.
A lista do MinC autoriza o contemplado a buscar incentivos de empresas em troca de abatimento de impostos, o que sempre gerou polêmica quando envolve nomes de artistas conhecidos e populares.
Em 2011, Maria Bethânia chegou a receber protestos na internet por estar envolvida em um projeto de um blog de poesia – autorizado, na época, a captar R$ 1,3 milhão, via Lei Rouanet.
Leia mais
 

Esta publicação possui 0 comentários
  1. O Brasil ainda com milhares de miseráveis, por tanto o governo cria uma lei pra bancar projetos privados de cantores e artistas de qual estão pra lá de ricos falta no Brasil, segurança moradia adequada, uma política efetiva de combate ao trafico, políticas públicas para a juventude um plano efetivo de ampliação para a agricultura familiar e reforma agrária, o que se ver é o governo está tão somente preocupado em subsidiar a elite ai fica a duvida tantos artistas de rua não tem apoio do governo na verdade são perseguidos, tantos jovens talentosos que estão nas ruas por falta de oportunidade, que são ignorado pelo governo mas este mesmo governo vai liberar 5,5 milhões pra Claudia leite fazer shows com o argumento de que isto é cultura quantas entidades de cultura afro existem no Brasil a fora, e quantas dela recebem apoio do governo quanto o governo tem investido nelas? tá ai uma questão o governo tem interesse de apoiar o banal…

  2. A lógica de mercado se estabeleceu definitivamente na Pasta de Cultura. É um vergonha o objetivo financista da Lei Rouanet. Quem vive de arte e cultura em nosso país sabe do que estou falando.
    Estamos no Brasil, país capitalista onde impera a livre iniciativa e não há ilegalidade alguma na postura do MINC, correto? Podemos definir então como imoral e injusto a utilização da lei de incentivo fiscal por esses tubarões que dominam a industria cultural brasileira. Essa postura do MINC cria um desvio, uma aberração no objetivo original da Lei Rouanet.
    Veja o que o site do MINC determina como critérios para a aplicação da Lei:
    http://www.cultura.gov.br/site/categoria/apoio-a-projetos/mecanismos-de-apoio-do-minc/lei-rouanet-mecanismos-de-apoio-do-minc-apoio-a-projetos/informacoes-gerais-lei-rouanet-mecanismos-de-apoio-do-minc-apoio-a-projetos-mecanismos-de-apoio-do-minc-apoio-a-projetos/
    Política de cultura aqui é máfia, tem lobista, agenciador, comissionado. O setor privado não quer saber do “zé fulaninho” com a pastinha de projeto debaixo do suvaco, quer dar dinheiro para as claudias, ivetes, chicletes pensando em fazer publicidade com a grana do povo. Besta é tu! Já os homens do poder utilizam as instituições oficiais de cultura como balcão de negócios. E grandes Negócio$.

  3. politica de cultura, saúde , educação é máfia. APOIADA PELO SENADO E CÂMARA DE DEPUTADOS E O PODER JUDICIÁRIO. HERANÇA MALDITA DA DITADURA DE UMA CONSTITUIÇÃO ENVELHECIDA CHEIA DE BRECHAS PARA AS MALDADES CONTRA O POVO BRASILEIRO.
    ENQUANTO OS SENADORES E DEPUTADOS CONTINUAREM SENDO OS DEUSES DO BRASIL E O POVO SENDO MEDROSOS TEMOS QUE AMOSTRA QUE O POVO UNIDOS É MAIS FORTE QUE ESTA MÁFIA.
    DILMA MINHA PRESIDENTA ENQUANTO O SENADO E A CÂMARA ESTIVEREM NESTE REGIME DE QUE OS POLÍTICOS SÃO RICOS , MILIONÁRIOS , AI VEM A SENHORA FALAR DE UM BRASIL SEM MISÉRIA, OS SENADORES RIEM DA SENHORA E DO POVO BRASILEIRO.
    NÃO SOU CONTRA O INCENTIVO POREM A SAÚDE E EDUCAÇÃO ESTA CAÓTICO, E TEM OUTRA COISA QUEM VAI FISCALIZAR USO DESTE DINHEIRO, É QUE NEM OS FAZENDEIROS DE CACAU DA REGIÃO SUL DA BAHIA , QUE PEGAVAM DINHEIROS DE INCENTIVO NA LAVOURA DE CACAU E USAVA COMO BEM QUERIA COMO POR EXEMPLO BANCANDO ESTUDO DOS FILHOS NO EXTERIOR, TOMANDO BANHO COM ÁGUA MINERAL, MANTENDO RELAÇÕES EXTRA CONJUGAL, COMPRANDO CARRÕES E PALACETES, AI AGORA VEM ACUSANDO A REAÇÃO DA NATUREZA A OUTROS E PEDINDO AO GOVERNO INCENTIVO PARA PAGAR O ANTIGO INCENTIVO. VEJO Q QUE O DINHEIRO PUBLICO É CAPIM PARA SER USADO POR ESTAS MÁFIAS.

  4. DESGRAÇADAMENTE essa é a marca do Brasil, até podemos, e devemos sempre nos indignar com essas benesses distribuidas com o dinheiro público, enquanto faltam vacinas e outros medicamentos para uso contínuo, nos postos e hospitais, semn falar que os portadores de cancer sem plano de saúde estão morrendo a míngua pelo país a fora.
    Todos se calaram em 2009 quando Lula com seu ministério da saúde, pós em prática uma lei nazista, que retirava todas as clínicas dos atendimentos para os pacientes do SUS que vinha se tratando do cancer desde o governo Itamar Franco, pois bem, que tem parente ou amigo com essa doença sabe que é como se o mubndo desabasse sobre nossas cabeças, mas ninguém da mídia comentava essa barbaridade, coincidentemente, naquela época, o vice José Alencar, hospitalizado no Sírio e Libanês recebia todas as atençõsda imprensa, mas em nenhuym momento essa mesma imprensa que o PT chama de terrorista e perseguidora veio a campo ver como andava os demais pacientes vítima dessa terrível moléstia, não, claro que não.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top