skip to Main Content
20 de fevereiro de 2020 | 04:22 am

JUSTIÇA ELEITORAL CASSA MANDATO DE VEREADOR ACUSADO DE COMPRA DE VOTOS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Solon consegue retornar à Câmara, após decisão judicial.

Solon (à esq.) consegue retornar à Câmara, após decisão judicial.

O juiz da 28ª Zona Eleitoral de Itabuna, André Dantas Vieira, decidiu pela perda do mandato do vereador Carlos Coelho (DEM) em processo de abuso de poder econômico e compra de votos. A decisão foi publicada nesta quarta, 27, e beneficia, diretamente, o suplente de vereador Solon Pinheiro (DEM).
Ainda na sua decisão, o magistrado determina a cassação do diploma de vereador de Carlos Coelho. O vereador do DEM era acusado de fazer cirurgias de laqueadura de trompas por votos.
André Dantas ainda cita parte do processo movido por Solon Pinheiro em que, mesmo candidato, Carlos Coelho não reduziu carga horária na Maternidade Ester Gomes (Mãe Pobre). A decisão foi comemorada também pelo advogado de Solon, Bruno Adry. Coelho ainda pode recorrer da decisão.

JABES DIZ QUE SAÍDA DA BAMIN É "BOATO"

Tempo de leitura: < 1 minuto

Jabes2O prefeito Jabes Ribeiro classificou como “boato” a informação da saída da Bahia Mineração (Bamin) de Ilhéus. Jabes disse ter conversado com o secretário estadual da Casa Civil, Rui Costa, e com o presidente da Bamin, José Viveiros, e os dois teriam negado a possibilidade de a empresa cazaque deixar Ilhéus.
A Bamin é a responsável pelo maior nível de investimentos dentre as mineradoras que pretendem explorar a estrutura do Porto Sul, cuja licença ambiental ainda é aguardada para até o final deste semestre.
Na noite de segunda, 25, o Blog Photossíntese divulgou informação dando conta do descontentamento da Bamin com os rumos do projeto Complexo Intermodal Porto Sul. O blog é editado pelo administrador de empresas e fotógrafo Ed Ferreira, bastante amigo do presidente da Bamin.
Ainda não houve desmentido oficial nem da Bamin nem por parte do Governo Baiano, os dois principais atores deste processo. E quem cala…

NA DESPEDIDA, BENTO XVI FALA EM "MOMENTOS DIFÍCEIS"

Tempo de leitura: 2 minutos

Bento 16Renata Giraldi | Agência Brasil
Em meio a uma praça lotada, o papa Bento XVI fez hoje (27) sua última audiência geral. Emocionado, ele admitiu que, nos seus quase oito anos de pontificado, viveu “momentos difíceis”.
Bento XVI lembrou que até o apostólo Pedro, o primeiro papa, passou por momentos difíceis, quando estava em um barco enfrentando o vento e a força das águas. “Tive momentos que não foram fáceis, senti como o apóstolo Pedro em seu barco na Galileia”, disse.
Antes de sua última audiência geral, Bento XVI circulou na Praça São Pedro no papamóvel. Por alguns minutos, de pé, ele esteve próximo ao público e acenou para cerca de 200 mil pessoas, segundo cálculos do Vaticano. Ele segurou nos braços e beijou três crianças. Uma espécie de tablado foi colocada no local para a celebração.
Após a cerimônia, o papa estará presente no ritual conhecido como “beija-mão”. Mas só participarão dessa cerimônia algumas autoridades, como o presidentes da Eslováquia, Ivan Gasparovic, e o ministro-presidente da Baviera, Horst Seehofer – região onde o papa nasceu, na fronteira com a Áustria.
Amanhã (28) será o último dia de Bento XVI, encerrando oito anos de pontificado. Pela manhã, ele fará uma saudação aos cardeais. Ele termina seu pontificado amanhã às 20h (16h de Brasília) e passará a ser chamado de papa emérito. A previsão é que ele deixe o Palácio Apostólico (residência oficial dos papas) de helicóptero em direção a Castel Gandolfo, a residência de verão dos papas.

FERROVIA E PORTO "TRAVADOS"

Tempo de leitura: < 1 minuto

Os últimos dias não têm sido positivos para o sul da Bahia, especialmente para o Complexo Intermodal Porto Sul. Primeiro, a Valec teve que suspender a licitação para compra de trilhos da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), trecho Ilhéus-Barreiras (relembre aqui). Agora, a fumaça envolvendo as reais intenções da Bahia Mineração (Bamin) em Ilhéus, até com possibilidade (remota) de retirada de investimentos na cidade da Costa do Cacau. De mais agudo, as demissões na Terra de Gabriela.
Por enquanto, como publicado em nota abaixo, silêncio de ambas as partes – Governo do Estado e Bamin.
 

WAGNER DEFENDE ALIADO NA DISPUTA PELA PRESIDÊNCIA EM 2018

Tempo de leitura: 2 minutos
Wagner defende aliado na disputa presidencial em 2018.

Wagner defende aliado em 2018.

O governador Jaques Wagner surpreendeu petistas em sua passagem pela capital pernambucana, na noite da segunda-feira, 25, quando defendeu que o PT abra espaço na disputa pela presidência da República a um dos partidos aliados em 2018. O gesto, logo em Recife, foi visto como uma forma de agradar o governador Eduardo Campos, que é do PSB e faz jogo (não tão claro) com vistas à disputa de 2014.
– Eu posso falar que em 2018 a gente vai inteirar 16 anos de governo, de um projeto político que tem aliados sem os quais a gente não teria andado e que tem o PT na condução; mas que não tem, obrigatoriamente, que ter o PT na condução.
Wagner, segundo reportagem do Valor, também disse que a melhor forma é “caminhar agregando” para que não dar chances aos adversários. Afirmou isso ao discorrer sobre alianças e participação do PSD no governo da presidenta Dilma Rousseff.
Enquanto isso, não se sabe qual o jogo de Wagner para 2014 na sua área, a Bahia. O partido dele, o PT, tem, pelo menos, quatro nomes na disputa pela cadeira principal do Palácio de Ondina, dos quais se destacam o senador Walter Pinheiro e os secretários estaduais José Sérgio Gabrielli e Rui Costa.
Do lado da oposição, nomes ventilados são os do peemedebista Geddel Vieira Lima e do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), que – por enquanto – descarta entrar na disputa do próximo ano.

ATRASO A PRESTADORES DE SERVIÇO AFETA ATENDIMENTO NA SAÚDE DE ILHÉUS

Tempo de leitura: 2 minutos
Reunião do Conselho de Saúde para discutir o atraso no pagamento a fornecedores (Foto Alfredo Filho).

Reunião do Conselho de Saúde para discutir o atraso no pagamento a fornecedores (Alfredo Filho).

A crise na saúde de Ilhéus recrudesceu neste início de ano. Ontem, a secretária municipal de Saúde, Ledívia Espinheira, tomou posse no Conselho Municipal de Saúde, sob intensos questionamentos de prestadores de serviço e usuários. O município atingiu atraso de três meses no pagamento A clínicas, consultórios, laboratórios e hospitais, relativos às competências de novembro e dezembro de 2012 e janeiro de 2013.
A reunião extraordinária do Conselho de Saúde foi convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Saúde de Itabuna e Região (Sintesi). Raimundo Santana, presidente do Sintesi, diz que esta é a pior situação dos últimos tempos. Segundo ele, caberia à nova gestão, pelo menos, agilizar o pagamento aos fornecedores relativo aos meses de dezembro e janeiro, o que ainda não ocorreu.
Apesar da nova secretária da Saúde sinalizar que há como pagar os atrasados, Santana diz que os prestadores de serviço estão desanimados, pois Ledívia reconheceu problemas operacionais para os pagamentos.
“O que ocorre é que o novo governo demitiu todos os servidores contratados responsáveis por empenhos e pagamentos. Isso travou a parte operacional da secretaria e, consequentemente, não houve como pagar”, disse. “Foi um erro estratégico que está sufocando toda a saúde, os prestadores”.
Raimundo Santana sugere, para amenizar a nova crise na saúde local, o pagamento aos prestadores pela média de produtividade. O sindicalista diz que a situação “sufucou” prestadores de serviço e afeta o pagamento aos trabalhadores na área de saúde. O Sintesi foi representado na reunião pela dirigente Vânia Andréa Santos.

REFORÇO NA ATENÇÃO BÁSICA

Tempo de leitura: < 1 minuto

ledivia espinheiraA Secretaria da Saúde de Ilhéus está reforçando a equipe das unidades de saúde da família existentes no município. A ação se tornou possível por meio de adesão ao Programa de Valorização da Atenção Básica (Provab), que disponibilizará 19 médicos para a rede de postos a partir da próxima segunda-feira, 4.
De acordo com a secretária Ledívia Espinheira, as primeiras unidades que terão esse reforço são as dos bairros Teotônio Vilela e Salobrinho. No programa, os médicos, especializados em saúde da família, farão atendimento em clínica geral pelo período de 12 meses, com bolsas custeadas pelo Ministério da Saúde.

PRODUTORES VÃO PROTESTAR CONTRA IMPORTAÇÃO DE CACAU

Tempo de leitura: < 1 minuto

Indignados com uma manobra das indústrias moageiras, que estariam deixando de comprar o cacau nacional e, assim, afetando o preço do produto, cacauicultores sul-baianos planejam realizar um protesto no próximo dia 5, a partir das 9 horas, no Porto do Malhado, em Ilhéus. Na ocasião, deverá estar atracado no terminal portuário um navio caregado com 5 mil toneladas de cacau proveniente de Gana.
O objetivo da manifestação é forçar o Governo Federal a adotar medidas de controle da importação, que prejudicaria o cacau produzido no país. Segundo os cacauicultores, a safra 2012/2013 na Bahia alcançou 137 mil toneladas, mas grande parte da produção se encontra armazenada em depósitos.
O boicote das indústrias, de acordo com os produtores, gera deságio sobre a cotação das amêndoas na Bolsa de Nova York e também derruba os preços no mercado interno. Nesta semana, o produto está sendo comercializado de R$ 58 a R$ 60 no eixo Ilhéus Itabuna. As informações são do site Mercado Cacau.

BAMIN SILENCIA. RUI COSTA DIZ QUE EMPRESA É FUNDAMENTAL

Tempo de leitura: < 1 minuto

Rui Costa diz que Bamin é fundamental ao Porto Sul

A empresa Bahia Mineração (Bamin) preferiu se calar diante da notícia veiculada ontem pelo blog do fotógrafo Ed Ferreira, dando conta de que a mineradora teria se cansado de esperar providências do Governo da Bahia, necessárias à Licença de Instalação do Porto Sul.
Segundo Ferreira, que possui boa relação com o presidente do grupo ENRC (controlador da mineradora) no Brasil, José Francisco Viveiros, a Bamin teria planos de desistir de escoar o minério de Caetité pelo futuro Terminal de Uso Privativo, a ser instalado na região de Aritaguá, zona norte de Ilhéus. A informação foi repercutida aqui no PIMENTA.
Além da Bamin, o Governo da Bahia também optou por não comentar a nota. E não seria por desconsiderar sua veracidade, a ponto de ignorá-la. Sabe-se que a relação entre a empresa e o poder público baiano azedaram a partir de uma cobrança incisiva feita por Viveiros, em abril do ano passado, (relembre) e rebatida em tom duro pelo secretário da Casa Civil, Rui Costa.
Aliás, teria partido do próprio secretário uma manifestação tímida a respeito do assunto. O posicionamento, publicado pelo deputado federal Geraldo Simões (PT) em sua página no Facebook, foi o de que “a Bahia Mineração é fundamental” ao Porto Sul. Só não disse se ela vai, ou se fica.

Back To Top