skip to Main Content
18 de maio de 2021 | 05:20 pm

CACAUICULTORES PROTESTAM EM ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Os produtores de cacau do Sul da Bahia realizam manifesto nesta terça, 5, às 9h, no Porto Internacional do Malhado, em Ilhéus. O protesto é contra a importação de cacau no momento em que há grande estoque interno do produto.
Os cacauicultores também se queixam dos baixos preços. Hoje, a arroba do cacau está sendo cotada entre R$ 58,00 e R$ 60,00. A manifestação ocorre no momento em que cerca de 5 mil toneladas de cacau são importadas de Gana.
De acordo com líderes do movimento, haverá queima de sacos de cacau no porto ilheense. Parte dos líderes da manifestação também defende protestos em praças públicas em municípios sul-baianos.
Pelo grupo de discussão “Lista do Cacau”, produtores cobram a participação de associações de município e de prefeitos regionais no movimento desta terça.

Esta publicação possui 0 comentários
  1. Colocar Fogo? Porque? Vai adiantar quem? mano deixa de ser menos inteligente quem vai sair no préju são vc’s. mais se quiserem coloca fogo e um pouco de açúcar e faz chocolate fogaiado.
    Falando nisso!!! A dívida de vc’s foi perdoada pelo BB?
    É uma discrepância tão grande o tratamento que lhes são dado que penso em plantar cacau também.

  2. Justo, vai dizer isso para os trabalhadores rurais, parceiros, etc….. Eles vao entender muito bem. Pelo visto vc nao sabe de nada, deve ser um burocrático atras de uma carteira, cumpridor de horário.

  3. A importação só deve ser liberada quando o mercado local não dispõe da quantidade necessária do produto, como ocorre com o trigo, e a importação de produtos advindos de países em guerra civil, que utilizem mão de obra infantil ou escrava deveria ser terminantemente proibida no Brasil, a Nike, Nestle, Joanes, Cargill entre outras que vão reclamar ao PAPA.

  4. Eu acho que estas empresas aproveitadoras do trabalho honesto e suado dos produtores de cacau estão passando dos limites. Se o governo não quer mediar esta relação, o jeito é colocar as Barry Calebaut da vida como Personas non gratas e inimigas do sul da Bahia e mandar elas cantarem em outro lugar. Justiça com as próprias mãos. Depredação neles!

  5. Besteira dos agricultores:
    1º As empresas como Cargil, Nestlé, Barry, Koanes são multinacionais, eles não perdem dinheiro em negociação.
    2º Os agricultores deveríam ir para a porta das fábricas, que é quem compra o cacau e não no Porto, que não compra nada.
    3º Cadê as empresas que compra a produção dos agricultores, pois pelo que eu sei os agricultores não vendem diretamente as fábricas, então quem está pagando pouco são essas empresas, tipo Amazon Bahia, Calheira e outras.
    4º Perda de tempo poisas fábricas continuaram fazendo seus negócios, pois elas vivem disso e só fazem o que é bom para elas.

  6. Sugiro a todos que mobilizem a sociedade civil atingida Sugiro a todos que mobilizem a sociedade civil atingida (principalmente as cidades produtoras de cacau) a reduzirem ou não comprarem chocolates nesta páscoa. Pior do que está não vai ficar…; assim poderemos atingir as fábricas que são as que mais lucram com a “desgraça do cacauicultores”.
    É um absurdo o que estão fazendo conosco, comprando cacau no estrangeiro mais caro do que pagam a nós brasileiros.
    E ainda vêm esses “políticos com cara de bonzinhos” falando em ser solidários à manifestação realizada no Porto de Ilhéus. Solidários o caramba… tirem as bundas da cadeira e as mãos dos bolsos, ajam, façam valer os votos que lhe puseram aí, nessa vida boa.
    Saibam, todos, que se o abandono e o descaso com os cacauicultores continuar os fazendeiros/agricultores serão forçados a abandonarem suas roças; e lógico que haverá novamente, em abundância, o êxodo rural desordenado, haverá um “inchando”, assim, as “suas favelas”, seus políticos….,
    Salve os cauicultores!!! E estarão ajudando a toda sociedade civil das regiões produtoras de cacau, pois não só os produtores de cacau estarão ganhando. Comerciantes em geral dessas regiões estão sofrendo, também. As cidades estão “quebradas”, vivendo apensas das aposentadorias e das “bolsas”, que ao meu ver são “mal programadas” e funcionam como curral eleitoral, mas isso não vem a caso no momento.
    Att. Eriosvaldo.
    Mutuípe-BA

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top