skip to Main Content
7 de maio de 2021 | 02:15 pm

"51" QUERIA PATROCINAR JOGADOR PINGA; SANTOS VETOU

Tempo de leitura: < 1 minuto

Do Uol

Pinga acabou sem a 51.

Pinga acabou sem a 51.

Por intermédio da Loducca, uma das agências de publicidade mais respeitadas pelos profissionais do mercado, a Pirassununga 51 entrou em contato com o Santos e o meia Pinga com a intenção de patrocinar o jogador. A empresa queria aproveitar o apelido do atleta, mas não obteve sucesso no negócio, pois o clube não permitiu a ação de marketing.
O Comitê Gestor do Santos considerou que seria ruim associar o clube com uma marca de bebida alcoólica, já que os destilados não têm ligação com o esporte. A Lei Brasileira, inclusive, não permite que os clubes realizem esse tipo de propaganda em uniformes e até estádios de futebol.

Este post tem um comentário
  1. O clube está certo. Produto de Alambique só traz prejuízos pessoais e sociais. È muito lamentável ver personalidades famosas como Ronaldo e Ivete estimulando e incentivando o consumo de bebidas alcoólicas.Esse consumo do álcool é o primeiro passo em direção às drogas, à violência contra a mulher e as crianças e os indefesos. Itabuna infelizmente é uma cidade infestada de alambiqueros. Já se faz necessária a atenção da sociedade para este problema na busca de soluções que combatam tão sério problema. É uma doença e deve ser tratada para o bem pessoal e social.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top