skip to Main Content
12 de julho de 2020 | 01:26 pm

DOCUMENTÁRIO EXPÕE LADO OBSCURO DO CHOCOLATE NA ÁFRICA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O lado negro do chocolate é documentário produzido pelo jornalista dinamarquês Miki Mistrati. Ele decidiu investigar a origem do cacau que abastece grandes multinacionais, como Barry Callebaut, Nestlé e Mars. A maior parte da produção de cacau é originária do continente africano.
Gana, Mali e Costa do Marfim são países visitados pelo jornalista. O documentário revela, além da trabalho escravo infantil, o tráfico de crianças em Mali. Elas são vendidas a fazendeiros de cacau. O documentário tem pouco mais de 45 minutos e revela o lado obscuro da produção de cacau na África. E parte dessa produção abastecia/abastece a indústria moageira e de chocolate no Brasil. O vídeo é (boa) sugestão de leitor. Para assistir, basta clicar no play.

Esta publicação possui 9 comentários
  1. Parabéns ao Pimenta por disponibilizar o vídeo.
    O tráfico de crianças de países vizinhos, para trabalhar nas roças da Costa do Marfim (maior produtor mundial de cacau) é um escândalo e um crime, acobertado pelas grandes indústrias moageiras de cacau (ADM, Barry, Cargill, Nestlé, etc).
    O produtor brasileiro não consegue enfrentar este tipo de competição desleal, especialmente depois de ter sido vítima de uma quadrilha de bandidos homiziados em Itabuna, que trouxeram a vassoura-de-bruxa, um crime hediondo contra a nossa população, confirmado em Inquérito da nossa Polícia Federal.
    É preciso uma intervenção urgente, para evitar a falência do nosso comercio e da nossa economia!

  2. NESTLÉ CONIVENTE, OU SEJA, CUMPLICE. EXISTEM OUTRAS MARCAS DE CHOCOLATE, VAMOS DEIXAR DE USAR O TAL NESCAU ENTRE OUTROS DESSA MARCA E ADERIR A OUTRAS.

  3. Parabéns para todos que contribuíram para a divulgação desse vídeo, é uma forma de a sociedade conhecer o que se esconde atrás do delicioso sabor do chocolate.
    Gostaria que todos que leem esse jornal podesse assistir a isso.
    Muito obrigado

  4. Ovo ou Barra de chocolate? Por qual você prefere pagar? A barra e o ovo são processos de transformação diferente e apelo comercial diferente, por isso têm preços diferentes. Vou sugerir uma discussão melhor? Você sabe de onde vem o seu chocolate? Deveria saber… Você sabia que crianças estão sendo traficadas para que você saboreie o chocolate nas mais diversas formas? Vale ressaltar que não estou querendo mobilizar um boicote ao chocolate, mas sim, quero que você discuta a necessidade de absorção de nossa produção interna de cacau porque dela nós poderemos ter quase que certeza da legalidade ou não perversidade no processo produtivo. Pense nisso!
    http://www.facebook.com/photo.php?fbid=328204227301499&set=a.156921484429775.30387.100003357730392&type=1

  5. É ESSE CACAU QUE, MANCHADO COM SANGUE E SUOR DE CRIANÇAS, AINDA É MISTURADO COM CADÁVERES EM PUTREFAÇÃO DE AFRICANOS CLANDESTINOS DURANTE A TRAVESSIA DA ÁFRICA PARA ILHÉUS ,SE TRANSFORMA EM CHOCOLATE .FELIZ PÁSCOA !!!!!!!!!!!!!!!

  6. uma reportagem desta,teria que ser a nivel nacional,vejam que todos fingem que nao conhecem a situaçao ate o governo se faz de inocente coitadas das crianças africanas e dos pobres cacauicultores brasileiros,sera que isso vai ate quando,so Jesus na causa.

  7. Absurdo total. Já não consumo Nescau, pois faz teste em animais, dou Toddy a minha filha. Porém, com este documentário, está provado a conivência da gigante Nestlé com o trabalho escravo de crianças inocentes; Estou perplexa pra dizer o mínimo. Ja compartilhei o video, e espero uma adesão dos brasileiros contra a Nestle, cargill e tantas outras que aderem a ete absurdo.

  8. O jornalista dinamarquês Miki Mitrate que fez o documentário; O lado negro do chocolate precisa assistir ao documentário “O NÓ, ato humano deliberado.” Do diretor Dílson Araújo.
    Eu gostaria de ver o rosto de indignação em Miki Mitrati, quando souber, se é que ainda não soube, do escândalo sobre o crime da vassoura de bruxa, que é bem explicadinho, no documentário O NÓ.
    Mais dia menos dias Miki Mitrati tomara conhecimento e certamente assistirá ao documentário O NÓ e ficará tão chocado quanto nós ou mais, pois o crime da VB é também bárbaro e covarde passando pelo cruel e udo mais do mal.
    O documentário O lado negro do chocolate, que mostra a escravidão infantil na África teve data de lançamento em 2010, tem três anos, O documentário O NÓ, que mostra o crime da vassoura de bruxa é de 2012. Vai fazer um ano dia 04/04/2013.
    Sugiro que assistam ou reassistam até para comemorar esse documentário, que foi aplaudido de pé durante três minutos no seu lançamento no Teatro Municipal de Ilhéus que é atualíssimo e que realmente conta o nosso “lado negro do chocolate”.
    Parabéns a Miki Mitrati pelo “o lado negro do chocolate”.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top