skip to Main Content
11 de julho de 2020 | 01:32 am

POLÍTICOS CRITICAM TIME DO BAHIA; DEPUTADA MANDA JORGINHO TREINAR NO "INFERNO"

Tempo de leitura: 2 minutos

DIANTE DO VITÓRIA, BAHIA SOFREU GOLEADA: 5 A 1

JORGINHO NÃO É MAIS TÉCNICO DO TRICOLOR

Geddel desliga telefone para não ouvir gozações (Foto ABr).

Geddel desliga telefone para não ouvir gozações.

A derrota do Bahia por 5 a 1 para o rival histórico, o Vitória, provocou crítica de políticos baianos, como Geddel Vieira Lima e Lídice da Mata, à diretoria do Tricolor de Aço.
Agindo como torcedor ainda sentido pela goleada histórica, o ex-deputado e ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) soltou um palavrão no Twitter para descrever a qualidade técnica do elenco: “Esse time do Bahia é ruim para c……”.
Lídice pede a cabeça do presidente do Bahia.

Lídice pede a cabeça do presidente do Bahia.

Ex-prefeita de Salvador e senadora baiana, Lídice de Mata (PSB) direcionou suas críticas ao presidente do Bahia, o deputado federal Marcelo Guimarães Filho (PMDB).
– Abaixo Marcelinho! Não adianta tirar Jorginho q [que] ñ [não] tem culpa se ñ [não] tem jogador.
Logo após o apito final, Geddel informou que iria desligar os telefones para não sofrer gozações de políticos e amigos torcedores do Vitória.
A deputada estadual Luiza Maria (PT), diante do resultado, soltou um “só (ric) rindo pra não chorar”. Antes, foi mais incisiva, jogando a culpa no treinador do Bahia:
– É seu Jorginho, vá treinar no inferrrrnoooo!!!!
O técnico pediu demissão logo após o jogo. O anúncio foi feito durante entrevista coletiva.
Torcedor ilustre do Bahia, o governador Jaques Wagner foi ao estádio para assistir ao jogo histórico. E, de um dos camarotes, viu o seu time levar sapecada também histórica (veja matéria abaixo).
O ex-deputado federal Emiliano José (PT), hoje na suplência, defende realização de eleições abertas para escolha de dirigentes dos clubes de futebol, numa crítica indireta ao método que manteve Marcelo Guimarães Filho na presidência do Bahia.
TEMPORADA DESASTROSA
O Tricolor de Aço tem um dos piores inícios de temporada dos últimos 20 anos. Em fevereiro, o time foi eliminado ainda na fase classificatória da Copa do Nordeste e ficou mais de 40 dias sem jogar. No Baianão, o time lidera o Grupo 2, mas tem apenas 5 pontos em quatro jogos. No grupo do Vitória, o último colocado, o Vitória da Conquista, tem a mesma soma de pontos do tricolor.
O resultado de hoje levou torcedores a fazer troça do Bahia. Troça e trocadilho:
– A Páscoa já passou? Não tem problema, o Jahia acabou de garantir o seu chocolate… – brincou Victor Marcel Costa, que torce para o Vitória. Mas houve torcedor do Bahia que brincou com a situação do time.
O comunicólogo Luiz Carlos Júnior relacionou o nome do estádio (Arena Itaipava) à “sede” dos jogadores para explicar o fraco desempenho do time.

Esta publicação possui 12 comentários
  1. O cachaceiro numero um é o presidente, deputado federal Marcelo Guimarães Filho, que contrata jogadores decadentes, faz do Bahia um trampolim eleitoral, faz negociatas escusas com jogadores da base (vide Gabriel, que está no Flamengo) e toma seus bons drinks, enquanto a grande nação tricolor passa vergonha em rede nacional. Curiosamente, o único gol do Bahia foi marcado por ZéRo berto, tb conhecido como Zé Boteco. Taí um bom nome para a Fonte Nova: Arena Botecão!!!

  2. Dias piores virão, politicamente, para o Governador, que aqui chegou em 1973, fugindo do inferno. A derrota do Bahia, ilustra bem o que lhe vai acontecer em 2014; a ele e a todos os news carlista, conservadores, em que se transformaram. Não foi a luta que lutamos, perdemos! Doeu muito, e ainda dói!

  3. Esse time do Bahia é muito ruim mesmo procure no google o quanto os torcedores no ano passado por não contratar jogadores bons o Jorginho tem falo desde o ano passado e ele já previa que tudo iria cair nas suas costas é muita incompetência desse presidente do Bahia.
    O vitória recebeu menos do contrato que os clubes fez com a globo e ainda montou um belo de um time isso é o importante.

  4. Interessante como os políticos conseguem se “indignar” com o resultado de uma partida de futebol, mas ignoram a miséria, a falta de educação, a seca, a falta de senaemaneto básico, o caos na saúde pública, o tratamento que é dado aos Professores na Bahia, e por aí vai, …!!!
    Bem que eles poderiam “ser políticos lá no inferno”, …!!!

  5. Duas coisas erradas nessa história:
    1 – Um estádio com nome de cerveja;
    3 – Deputado dando palpite em futebol.Que moral eles tem pra criticarem cartolas?
    Além do mais o nosso governador corre sérios riscos nesse estádio, já que o mesmo é um pau d’agua de mão cheio, digo, copo cheio.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top