skip to Main Content
8 de agosto de 2020 | 12:04 am

EMASA REINTEGRA DEMITIDOS EM 2009

Tempo de leitura: < 1 minuto
Reunião selou acordo entre empresa e funcionários readmitidos.

Reunião selou acordo entre empresa e funcionários readmitidos.

Um acordo encerrou disputa judicial que se arrastava há quatro anos e envolvia sete funcionários e a direção da Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa). Os sete trabalhadores foram demitidos pelo ex-presidente Alfredo Melo sob a justificativa de que, conforme comunicado da empresa, “tentaram contra o bem público e desrespeitaram superiores” em 27 de maio de 2009, durante uma paralisação.
Os trabalhadores recorreram à Justiça do Trabalho, mas numa reunião ocorrida nesta sexta, 10, na sede administrativa da Emasa, na Rua São Vicente de Paulo, centro, empresa e representantes dos funcionários assinaram acordo que pôs fim à disputa jurídica.
O acordo teve a intermediação da direção estadual do Sindicato dos Trabalhadores em Indústria e Empresas de Purificação e Distribuição de Água (Sindae) e foi assinado pelo presidente da Emasa, Ricardo Campos, e representantes dos trabalhadores.

Esta publicação possui 7 comentários
  1. A que preço? Sindicato apoiado por patrão é pelego. Mais 4 anos de arrocho salarial e desrespeito com os os concursados. Viva o governo da moralidade! kkkkkkkkkkkkk.

  2. Agora vamos ver se eles aumentam os nossos salários, estava contente com essa nova direção pq estava cortando as asas e os ganhos de muita gente, mas infelizmente parece que eles estão começando a inchar a folha com pessoas contratadas sem a mínima necessidade. Aumento de salário, do ticket alimentação e plano de saúde já.

  3. Este Alfredo Melo é um imcompetente,é contra o trabalhador.Não sei o que ele esta fazendo na SEDUR.Deveria estáfora destee de qualquer governo.

  4. Meu DEUS esta é a volta dos que não foram,nem a JUSTIÇA deu direito aos incompetentes que foram DEMETIDOS.E Ricardo e Geraldo Porto Dantas DAR.Esta EMASA não tem jeito tem que voltsr psrs EMBASA só foi EMASA quando Dr. CLAUDIO FONTES tavá lá.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top