skip to Main Content
18 de janeiro de 2021 | 07:25 am

QUE TAL SINALIZAR O "MONSTRENGO"?

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Prefeitura de Itabuna permitiu a construção do Giro Café e Convêniencia em um local inadequado, na Beira-Rio, praticamente retirando a calçada para que pedestres caminhem ao final da Avenida Mário Padre – estes são obrigados a andar pela rua, principalmente à noite. O estabelecimento fica exatamente numa curva estreita ao final da avenida.
Há 20 dias, houve acidente em que um carro invadiu a calçada ocupada pelo estabelecimento e, por sorte, não houve feridos.
Frequentadores pediram para que a prefeitura colocasse um quebra-molas no local. Nem foi preciso haver protestos – como fazem os que residem em áreas pobres – para que o município rapidinho agilizasse a construção do quebra-molas. Dois dias depois do acidente, a Secretaria de Transporte e Trânsito (Settrans) e a de Desenvolvimento Urbano (Sedur) atenderam ao recado. Rapidinho, pois boa parte dos altos escalões tem o café como ponto para bate-papo.
Até aí, tudo bem… Mas não custa ao governo, depois de criado o monstrengo do quebra-molas, sinalizá-lo adequadamente. Motoristas reclamam da falta de sinalizações horizontais e verticais no local, o que, em vez de ajudar, pode provocar novos acidentes. Somente ontem, dois proprietários de veículos reclamaram sinalização no local em contato com este blog.

Esta publicação possui 12 comentários
  1. No último dia que estive no Giro Café presenciei uns 3 carros freando bruscamente devido a má sinalização, ou a falta dela.
    Coisas tão simples…

  2. Os moradores da rua Luiz Oliveira, no Vila Zara , já solicitou um quebra mola , aos vereadores que fizeram uma reunião no bairro , e até o momento não firam. e isso já tem dois meses.

  3. Em Itabuna sempre foi assim…
    As ações públicas são executadas somente pra classe alta e média burguesa, enquanto a periferia pena com a falta do mínimo necessário.

  4. Mas a calçada continua obstruída? A prefeitura fica tapeando a população ao invés de se fazer cumprir a lei e até a tapeação é mal feita.

  5. Só uma perguntinha, é permitido colocar quebra molas em locais como este? em frente a bar? ou a lei diz que só se permite em frente a escolas, hospitais e se tem outros lugares por favor me corrijam se estiver errado. Vane acorda vamos para o 6º mês de mandato e por favor temos mais coisas sérias que não preciso lembrar.

  6. Itabuna é a terra do faz de conta e com isso vamos sendo empurrados com a barriga. Nessa cidade se constrói tudo e em qualquer lugar, mesmo que os pobres dos pedestres tenham que andar no meio da rua, sendo expostos a todos os riscos.
    As calçadas em qualquer lugar civilizado é do pedestre, aqui em Itabuna a calçada é do dono do bar, assim como o estacionamento público em frente ao bar, passa a ser do proprietário do estabelecimento. Basta um simples caminhar pela AV. Fernando Cordier e vamos presenciar os bares tomando conta das calçadas e das ruas.
    A Praça Olinto Leone pertence aos bares, que depois deixam a sujeira na rua. Em todos os lugares de Itabuna acontece essa falta de respeito com o cidadão
    Até quando em Itabuna vamos ter que conviver com essa vergonha, que é a falta de fiscalização das autoridades no que diz respeito a se fazer cumprir a lei?

  7. A própria Avenida e o local citado não seria necessário o quebra-mola, vez que todo motorista consciente não “acelelaria” em tal local. O ideal é o tal do café colocar uma proteção para defender os seus clientes e o carro que bater que assuma as consequências.

  8. Fato é que aquela perigosa obra é fruto da oportunidade, pois que se percebe claramente que o local é totalmente inadequado, inapropriado para acolher quaisquer tipo de construção, seja um, seja outro. A área deveria ser livre para desafogo célere das parcas vias da cidade. Acredito que toda a área é do município, que, por liberação, permitiu as construções que remanescem na quadra. O correto seria indenizar os atuais proprietários e terraplanar a área incorporando-a à avenida e ao prédio onde localizada a Câmara de Vereadores. Ademais, as margens do rio, ao lado da ponte do Conceição já apresenta indícios de boa ocupação. E aí?????

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top