skip to Main Content
23 de junho de 2021 | 03:13 am

OS BASTIDORES DA LUTA DAS BAIANAS DE ACARAJÉ PARA "DOBRAR" A VELHA FIFA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Baianas fizeram protesto e se articularam por liberação do acarajé na Fonte.

Baianas fizeram protesto e se articularam por liberação do acarajé na Fonte.

A coluna Painel FC, do caderno de Esportes da Folha, trouxe hoje um pouco dos bastidores da pressão que as baianas de acarajé fizeram para que a velha Fifa, a entidade máxima do futebol, liberasse a venda do quitute nos arredores da Fonte Nova, em Salvador, na Copa das Confederações.
Quem conta a história é Rita Santos, presidente da Associação das Baianas de Acarajé (Abam) e mãe do goleiro Felipe, do Flamengo.
A pressão de oito meses em cima da velha e poderosa Fifa  envolveu abaixo-assinado com 17 mil nomes e “pressão pessoal feita por ela junto a políticos” como o governador Jaques Wagner.
A Fifa acabou liberando seis baianas para trabalhar no estádio. Para Rita, o número baixo “é melhor do que se não tivesse ninguém”.
Quanto ao preço do quitute na Fonte, cravado em 8 paus, ela entra na filosofia Fifa de arrochar o torcedor: “Lá dentro [do estádio] tudo é cara mesmo…”.
A baiana contou a história ao repórter da sucursal da Folha em Salvador, Nelson Barros Neto.

Esta publicação possui 5 comentários
  1. Faltou ao governo brasileiro, assim como ao da Bahia, se impor perante aos gringos, …, ms também com tantas irregularidades, provadas e comprovadas, se impor como, …?!?!?!

  2. Essa história de Acarajé já deu… É somente exploração da mídia…
    O Acarajé é da culinária “Afro” e utilizado no Candomblé, não Bahiano…
    Ninguém tem nada a ganhar com isso… Nem as Bahianas, nem a Bahia, nem o Brasil… Só a mídia e os políticos!

  3. Pelo menos conseguiram que vendessem o Acarajé.PT retado mesmo.Estava temendo que essa maravilha fosse vetada e nós juntamente com o povo de fora ficasse sem degustar essa maravilha.

  4. É lastimável que uma nação se curve frente uma entidade que tem uma trajetória pontuada por escândalos.
    A velha e corrupta FIFA faz e acontece.
    Quando o secretário geral da vetusta e imoral “senhora” disse que os governantes brasileiros estavam precisando de um pontapé no traseiro, para entregarem os estádios no tempo por ela estipulado, os senhores de bunda de fora se sentiram ofendidos. Mas não adiantou.
    Tomaram o chute no traseiro exposto, e pior, gostaram tanto que ficaram de quatro pra que a FIFA faça o que quiser no país.
    Só que tá entrando sem vaselina é no traseiro do povo.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top