skip to Main Content
28 de março de 2020 | 05:21 am

FESTIVAL IMPULSIONA PRODUÇÃO DE CHOCOLATES FINOS NO SUL DA BAHIA

Tempo de leitura: 2 minutos

Renata Lima | Agência Sebrae

Marly  (Foto Maurício Maron).

Marly e o chocolate Café Cacau (Foto Maurício Maron).

A rusticidade da típica casa de taipa em nada lembra os detalhes finos do chocolate que já caiu no gosto do consumidor mais exigente. Localizada em uma das áreas mais valorizadas de Itacaré, no sul da Bahia, em um luxuoso condomínio onde artistas e empresários buscam refúgio, foi onde surgiram há 12 anos os primeiros bombons de chocolate Café Cacau produzidos pela microempreendedora individual Marly Brito.

Hoje ela já possui duas lojas – a segunda fica na estrada Ilhéus-Itacaré, e uma minifábrica que agiliza a sua produção. Os chocolates Café Cacau são um dos destaques na V Festival Internacional do Chocolate & Cacau, que acontece em Ilhéus até o próximo domingo, 7 de julho, no Centro de Convenções de Ilhéus, e que reúne 65 stands.

Marly é uma das expositoras mais visitadas e uma das que mais comercializam trufas, brigadeiros e cocadas, tudo com 100% de cacau fino. Ela ressalta a parceria permanente do Sebrae. O estande privilegiado que ela ocupa no Festival é subsidiado pela instituição que acompanha de perto todas as etapas do crescimento da empresária.

Entre junho e a primeira semana de julho, por exemplo, Marly produziu cinco mil chocolates. As encomendas e o negócio não param de crescer. A empreendedora faz um caminho inverso à grande maioria dos produtores de chocolates finos da região.

OPORTUNIDADES NO FESTIVAL

Os chocolates Café Cacau caíram primeiro no gosto das personalidades que visitam o condomínio fechado. A jornalista Ana Paula Padrão é cliente frequente do espaço. Mas é na feira internacional onde Marly quer popularizar o seu produto.

Experiências como a de Marly se misturam no Festival Internacional em Ilhéus ao estande da Harald. Com uma produção de mais de 90 mil toneladas/ano, a Harald é líder em coberturas, tem 500 colaboradores, exporta para mais de 30 países, sendo ainda um dos principais fornecedores de chocolate para conceituadas empresas de alimentos do Brasil e do mundo.

“Este evento é importante para nós porque é o único que agrega todos os segmentos envolvidos na cadeia produtiva do cacau”, explica o representante comercial Edísio Ferreira Silva. “Esta é uma oportunidade para o pequeno e o grande aparecer, sem distinção de tamanho ou de projetos empresariais”, assegura.

PÚBLICO ALVO

Para o analista do Sebrae, Michel Lima, é importante que os pequenos produtores participem de eventos como o Festival Internacional, ao lado dos grandes.

– Além do fator motivação, os produtores de menor porte encontram aqui um espaço de aprendizagem sobre materiais, formas de divulgação da marca e estratégias de acesso ao mercado, já que há público consumidor para todo tipo de segmento da produção do chocolate, dos mais industrializados até aqueles do tipo fino, feitos com cacau gourmet, como é o caso dos produtores do sul da Bahia.

Esta publicação possui 3 comentários
  1. Seu Pimenta, qual o telefone para contato com Café Cacau? Eles tem site?

    Da Redação: Seu Eustáquio, conseguimos os contatos. Informamos por email. Ab,

  2. O mundo é pequeno para você, “minha Baronesa” do Café com Cacau, Marly Britto. Saudades do “cheiro e do abraço desta MULHER!”

  3. Sem dúvida a rusticidade tem sua beleza, valor e sabor! Linda!!!! Abraço carismático, sorriso aberto e simplicidade. É um presente te conhecer!

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top