skip to Main Content
31 de maio de 2020 | 04:26 am

ONDE É QUE AMARREI MEU “JEGUE”

Tempo de leitura: < 1 minuto
Orelhão, que não servia para nada, ganhou uma utilidade (foto Zeka/Pimenta)

Orelhão, que não servia para nada, ganhou uma utilidade (foto Zeka/Pimenta)

Duas coisas bastante comuns em Itabuna: animais soltos pelas ruas e telefones públicos que não funcionam. Pois a lógica e a conveniência determinaram a união desses dois fenômenos tipicamente itabunenses, fazendo surgir o “Jegue Parking” (aportuguesando, é estacionamento de jegue mesmo). Serve também para equinos (como o da foto), cachorros e outros animais. O negócio é não deixar o bicho solto.

Mas é bom aproveitar, pois por enquanto nem a Secretaria de Trânsito nem a Oi estão cobrando pelo serviço.

Esta publicação possui 4 comentários
  1. Olhando bem, muita gente precisa de um jegue desse. Pois vá rias ruas de Itabuna estão abandonas cheio de burancos, lamas etc. Pra passar só se for de jegue.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top