skip to Main Content
10 de julho de 2020 | 06:02 am

JUIZ DE ITABUNA É INVESTIGADO POR SUPOSTO ENVOLVIMENTO NO TRÁFICO DE MULHERES

Tempo de leitura: < 1 minuto

hyginoDenunciado pelo Ministério Público da Bahia por suposto envolvimento no crime de tráfico internacional de mulheres, o juiz de direito Antônio Hygino Filho, de Itabuna, será alvo de novo procedimento investigatório. A determinação é do Pleno do Tribunal de Justiça da Bahia e está publicada na edição desta quinta-feira, 22, do Diário da Justiça Eletrônico.

Na ocasião em que se deram os fatos de que o magistrado é acusado, ele atuava na comarca de Buerarema, vizinha a Itabuna. A nova apuração determinada pelo TJ-BA visa confirmar se o juiz realmente tinha conhecimento do tráfico de mulheres e até mesmo se teria comprado passagem para uma menina viajar para a Espanha.

O relator do caso no tribunal é o desembargador Jefferson Alves, que defendeu a nova investigação. Com informações do Bahia Notícias

NOVO CIDADÃO BAIANO

Tempo de leitura: < 1 minuto
O bispo Dom Ceslau Stanula recebe das mãos dos deputados Sandro Régis, Augusto Castro (centro) e Marcelo Nilo o título de cidadania baiana. A solenidade foi realizada na sede da AABB, em Itabuna. Dom Ceslau comanda a diocese itabunense desde 1997. A foto é de Alex Mateus.

O bispo Dom Ceslau Stanula recebe das mãos dos deputados Sandro Régis, Augusto Castro (centro) e Marcelo Nilo o título de cidadania baiana. A solenidade foi realizada na sede da AABB, em Itabuna. Dom Ceslau comanda a diocese itabunense desde 1997. A foto é de Alex Mateus.

ABRE O OLHO, JOAQUIM BARBOSA!

Tempo de leitura: 2 minutos

Manu BerbertManuela Berbert | manuelaberbert@yahoo.com.br

Particularmente não acredito no fim da corrupção com a condenação dos réus do mensalão, mas carrego comigo a certeza de que a luz do fim do túnel da impunidade foi ele quem acendeu. Abre o olho, ministro!

Não precisa estar morando em Brasília para sentir que estão tentando transformar o processo do mensalão, que poderia ser um marco na moralização da política nacional, numa enorme pizza mal cheirosa e indigesta. Tudo começou quando o revisor do caso, Ricardo Lewandowski, comentou que Joaquim Barbosa estava atrasando a entrega do seu relatório.  O ministro revidou afirmando que os autos estavam disponíveis eletronicamente na base do Supremo Tribunal Federal, alegando inclusive que se estavam ignorando-o era por preguiça ou vontade de que prescrevesse, garantindo a vitória e absolvição da corja.

É preciso ressaltar que estamos falando de algo assustador: além do montante roubado descaradamente dos cofres públicos, são 40 acusados e mais de 650 testemunhas elencados em mais de 49 mil páginas. Embora delicadeza não faça mesmo parte da sua conduta pessoal e profissional, o prazo para o julgamento fez com que Joaquim Barbosa fosse grosseiro com o também ministro Lewandowski, pedindo que não se excedesse nas falas. Era o que faltava para que se instalasse um caos na alta Corte da justiça do país.

Acusam Joaquim Barbosa de debochado, soberbo e autoritário. O jornalista Ricardo Noblat, reconhecido nacionalmente, chegou a escrever em artigo bombástico que falta a ele “conhecimento de assuntos de direito”, afirmando que grandes juristas da primeira linha do país atestam essa opinião. “Quem o Ministro Joaquim Barbosa pensa que é?” questionou para, em seguida, afirmar que o mesmo fora indicado pelo então presidente Lula por ser negro, e que seria politicamente correto para o partido agir assim à época.

Acontece que é aí que mora o X da questão: o desempenho dele desagrada ao PT. Como deve ao partido sua nomeação para o STF, esperavam que atuasse de forma errônea e não fizesse essa devassa na vida de grandes nomes da política nacional. Tornou-se um anjo preto para o povo brasileiro porque teve a coragem de enfrentar a maior roubalheira já vista por aqui. Agora, como era de se esperar, querem puxar o seu tapete.

Particularmente não acredito no fim da corrupção com a condenação dos réus do mensalão, mas carrego comigo a certeza de que a luz do fim do túnel da impunidade foi ele quem acendeu. Abre o olho, ministro!

Manuela Berbert é publicitária, jornalista e colunista do Diário Bahia.

PERIGO NA CÂMARA

Tempo de leitura: < 1 minuto

armaO objeto que você na foto pode parecer uma arma artesanal e até serve a essa finalidade, mas na verdade é uma ponta da estrutura dos assentos do plenário da Câmara de Vereadores de Itabuna.

Há poucos dias, quando da inauguração da nova sala de imprensa do legislativo, o secretário municipal da Saúde, Plínio Adry, enganchou a calça no “artefato”  e a roupa do médico foi rasgada. Por pouco o homem não saiu ferido.

Apesar do episódio, a direção da casa não tomou nenhuma providência para eliminar o perigo e o afiado – e enferrujado – objeto metálico continua lá, a espera de novas vítimas.

Todo cuidado é pouco.

BANCADA EVITA CONVOCAÇÃO DE JABES

Tempo de leitura: < 1 minuto

Em meio ao pandemônio instalado em Ilhéus há mais de 40 dias, o vereador Fábio Magal (PSC), neo-adversário do prefeito Jabes Ribeiro (PP), tentou aprovar um requerimento para a convocação do chefe do executivo. Magal afirma que desejava ouvir explicações sobre a crise, que afeta toda a cidade e tem reflexos no comércio.

A possibilidade de ver Jabes aperreado na Câmara, no entanto, não será concretizada porque a bancada do prefeito cuidou de evitar o constrangimento. O pedido de Magal foi derrubado por sete votos a seis.

“Jabes está blindado na Câmara”, diz o vereador.

MUTIRÃO TEM APOIO DA BAHIAGÁS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Apoio é oferecido pelo terceiro ano consecutivo

Apoio é oferecido pelo terceiro ano consecutivo

Pelo terceiro ano seguido, a empresa Bahiagás dará apoio ao Mutirão do Diabético, que realiza sua nona edição no dia 9 de novembro. O evento é uma iniciativa da Associação dos Diabéticos de Itabuna (Asdita) e do Hospital de Olhos Beira Rio, sendo considerada uma das maiores mobilizações do País pelo tratamento e prevenção do diabetes.

Segundo o diretor da Bahiagás, Davidson Magalhães, o apoio se encaixa na política de responsabilidade social da empresa. Ele afirma que a estatal investe parte dos lucros em projetos como o Mutirão do Diabético e programas de incentivo ao esporte, cultura e inclusão social”.

O médico Rafael Andrade, que coordena o mutirão, diz que o apoio permitirá ampliar “as ações de prevenção na Feira da Saúde, como a realização de exames de glicemia e pressão arterial e a distribuição de kits com material educativo”.

O PROTESTO NA J.S. PINHEIRO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Vídeo mostra o protesto de ontem (21) na Avenida José Soares Pinheiro, em Itabuna, quando a via ficou interditada por aproximadamente uma hora. Este foi o terceiro protesto e a promessa dos moradores é de nova interdição, caso o governo não cumpra o prometido.

BRASIL RECEBERÁ 4 MIL MÉDICOS CUBANOS ATÉ DEZEMBRO

Tempo de leitura: < 1 minuto

medico-cubano

Aline Leal Valcarenghi | Agência Brasil

O Ministério da Saúde anunciou nesta quarta-feira, 21, que até o final do ano 4 mil médicos cubanos vão chegar ao Brasil para atuar nas cidades que não atraírem profissionais inscritos individualmente no Mais Médicos. Na segunda-feira, dia 26, chegam 400 profissionais, que vão passar pelo mesmo processo de avaliação dos médicos com diploma estrangeiro e sem revalidação do diploma inscritos na primeira etapa do programa.

Nem o Ministério da Saúde, nem a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), que vai intermediar o acordo com o governo cubano, sabem dizer quanto estes profissionais vão receber pelo trabalho. “O ministério passa o mesmo valor unitário e é a Opas que vai fazer a negociação com Cuba”, disse o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, acrescentando que o acordo é entre a Opas e Cuba. O ministro ressaltou que os médicos vão suprir a demanda de parte dos 701 municípios que não foram selecionados por nenhum médico na primeira edição do programa.

As duas instituições informaram também que é o governo de Cuba que decide se os profissionais vão poder trazer sua família para o Brasil. O ministro ressaltou que, assim como com os outros profissionais, a alimentação e moradia dos médicos são responsabilidade dos municípios que os receberão.

Leia mais

ILHÉUS E ITABUNA TÊM NÚMEROS NEGATIVOS NA GERAÇÃO DE EMPREGO

Tempo de leitura: < 1 minuto

carteiradetrabalhoDados divulgados nesta quarta-feira, 21, pelo Ministério do Trabalho, Emprego e Renda sinalizam para retração da atividade econômica e, consequentemente, queda nos níveis de emprego formal nas duas principais cidades sul-baianas. Os números são relativos ao período de janeiro a julho de 2013.

De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), Itabuna apresentou no período um saldo negativo de 568 postos de trabalho, no balanço entre admissões e desligamentos.  Também considerados os sete primeiros meses do ano, Ilhéus registrou 287 demissões a mais que o número de contratos de empregados com carteira assinada.

O Caged aponta que o setor de serviços continua como forte gerador de empregos formais em Itabuna, com saldo positivo de 162 vagas no período apurado. Já a indústria teve saldo negativo de 399 postos de trabalho.

Em Ilhéus, o melhor saldo foi na construção civil, com balanço favorável de 82 vagas. Já o comércio ficou devendo, com 157 desligamentos a mais que o número de admissões.

A Bahia foi o estado com o sexto melhor saldo na aferição do Caged entre janeiro e julho deste ano. Houve 67.856 contratações e 64.576 desligamentos, registrando-se saldo positivo de 3.280.

A PRIMEIRA NOTIFICAÇÃO

Tempo de leitura: < 1 minuto
Jovens do Reúne Ilhéus notificados de liminar favorável à Atranspi (Foto Abrahão de Oliveira Santos).

Oficial, de bigode, notifica Reúne Ilhéus  (Foto Abrahão de Oliveira Santos).

Ontem à tarde, cinco membros do movimento Reúne Ilhéus foram notificados de liminar judicial que assegura a circulação de ônibus às empresas Viametro e São Miguel. A liminar foi concedida em favor Associação das Empresas de Transporte de Passageiros de Ilhéus (Atranspi) pelo juiz da 4ª Vara dos Feitos Cíveis, Comerciais e de Relações de Consumo, Jorge Luiz Dias Ferreira, e prevê multa de dez salários mínimos caso o movimento impeça a entrada e saída de pessoas e veículos nas garagens da São Miguel e da Viametro.

Back To Top