skip to Main Content
24 de fevereiro de 2020 | 09:50 am

VITÓRIA BATE O GOIÁS E COLA NO G-4

Tempo de leitura: 2 minutos
Vitória bateu o Goiás e pulou para a quinta colocação (Foto VEC).

Vitória bateu o Goiás e pulou para a quinta colocação (Foto VEC).

O Vitória colou no G-4, após bater o Goiás, na Fonte Nova, há pouco, por 2 a 1. O resultado colocou o rubro-negro na quinta colocação, quatro pontos atrás do Atlético-PR, que tem 41 pontos, na quarta posição.

O placar na Fonte Nova foi aberto em belo chute do paraguaio Escudero. De fora da área, sem chances para o goleiro esmeraldino, Renan, aos 15 minutos do primeiro tempo.

A festa ameaçou “desandar” no finalzinho da etapa inicial, quando Pedro Henrique aproveitou rebote em cobrança de falta e mandou no ângulo do rubro-negro Wilson, empatando em 1 a 1.

Os três pontos foram garantidos pela nova sensação do time baiano, Wiliam Henrique, fez 2 a 1, aos 42 minutos, que marcou ao receber no meio da área, limpar o zagueiro e estufar a rede.

O Vitória volta a jogar no próximo sábado (5), no Morumbi, contra o São Paulo, às 21h. No domingo, o Goiás enfrenta o Criciúma, às 18h30min.

Atualização às 23h50min

BAHIA “REABILITA” TIMÃO

Enquanto o Vitória comemora a boa posição na Série A Nacional, o Bahia somente conseguiu 1 ponto nos últimos dois jogos. Há pouco, perdeu por 2 a 0 para o Corinthians. A partida foi disputada em Mogi Mirim (SP).

Com 32 pontos, o Esquadrão é o 13º, enquanto o Timão, que não vencia desde o início de setembro, pulou para a 9ª posição. O Bahia enfrenta a Ponte Preta, domingo, às 18h30min, na Fonte Nova. O Corinthians enfrentará o Atlético-MG, em Minas.

LOJAS AMERICANAS PAGARÁ MULTA DE R$ 250 MIL POR TRABALHO ESCRAVO

Tempo de leitura: < 1 minuto
Rede Lojas Americanas sofre multa por trabalho escravo.

Rede Lojas Americanas sofre multa por trabalho escravo.

A Lojas Americanas vai ter que fiscalizar seus fornecedores para coibir a ocorrência de trabalho análogo à escravidão em sua cadeia produtiva e pagar uma multa de R$ 250 mil. A decisão faz parte do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) divulgado nesta quarta-feira, 02, pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), após a descoberta de cinco bolivianos flagrados em condições precárias em uma oficina de costura, em Americana (SP), em janeiro deste ano.

Segundo a nota divulgada pelo MPT, o TAC indica que a Lojas Americanas terá que “verificar se a empresa contratada é constituída como pessoa jurídica e se os seus empregados estão devidamente registrados em carteira de trabalho, mediante vistorias e solicitação de documentos”. O procedimento deve ser adotado antes da empresa efetuar os pedidos de compra. Fornecedores que estiveram em situação trabalhista irregular não poderão ser contratados. Leia mais n´A Tarde

POLÊMICA SOBRE A LEI DO MOTOTÁXI

Tempo de leitura: 2 minutos

mototaxiOs trabalhadores que prestam o serviço de mototáxi há muito reivindicam a regulamentação o setor em Itabuna, mas o projeto de lei enviado pela Prefeitura ao legislativo municipal ainda não tem o formato que eles desejam. Simplesmente porque é impossível ter.

A principal queixa dos mototaxistas diz respeito à limitação que o projeto impõe ao serviço, que somente poderá ser prestado por, no máximo, 700 profissionais. Com alguma conversa, a Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito aceita ampliar para 800, mas os mototaxistas querem 1.500.

A estimativa é de que hoje em Itabuna existam cerca de 3 mil pessoas trabalhando no mototáxi. Isso significa que um grande contingente deverá permanecer na clandestinidade, já que o cobertor legal é curto.

Outras exigências da lei implicarão na obrigatoriedade dos trabalhadores do mototáxi e do motofrete terem que frequentar curso de requalificação, usar colete com faixa refletiva, higienizar o capacete toda semana e fornecer touca higiênica para o passageiro.  A autorização dependerá também de um contrato de seguro de vida.

Finalmente (mas há outras restrições), a prestação do serviço é vedada a quem tiver dívida com a justiça.

Tudo muito plausível e correto e, diga-se de passagem, seria um despropósito se a Secretaria de Trânsito liberasse o serviço sem atentar para critérios como segurança e saúde dos usuários e dos próprios mototaxistas. Mas as exigências preocupam até pelo fato de que se deixou esse serviço por muito tempo sem regulamentação  e funcionando de qualquer jeito na cidade. Organizar, depois de tanto tempo, não será fácil.

Em tempo: o projeto de lei que regulamenta o mototáxi será discutido em audiência pública nesta quinta-feira, 3, a partir das 14 horas, na Câmara de Vereadores.

 

EX-PREFEITO DO PRADO TEM CONTAS REJEITADAS

Tempo de leitura: < 1 minuto

jongaO Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) rejeitou, na sessão desta quarta-feira, 2, as contas do ex-prefeito do Prado, João Alberto Viana Amaral, o “Jonga”, referentes ao exercício de 2012.

Jonga, que nesta semana trocou o PCdoB pelo PSDB, deverá pagar multa de R$ 10 mil, além de devolver, com recursos pessoais, mais de R$ 380 mil aos cofres do município.

Entre outras irregularidades, o prefeito teria deixado de comprovar despesas em processos de pagamento dos meses de agosto e outubro. Outro desvio apontado foi o pagamento considerado injustificável de tarifas bancárias, no total de R$ 123.233,44, relativas a multas e juros por atraso no cumprimento de obrigações.

MP PEDE CASSAÇÃO DE PREFEITA E VICE DE FLORESTA AZUL

Tempo de leitura: 2 minutos
MP pede a cassação de Dra. Sandra.

MP pede a cassação de Dra. Sandra.

A promotora eleitoral Cinthia Portela Lopes pediu a cassação dos mandatos da prefeita de Floresta Azul, Sandra Cardoso (Dra. Sandra), e do vice-prefeito Jaconias Gusmão de Aguiar. A chapa é acusada de “captação e uso ilícito de recursos” na campanha do ano passado. Dra. Sandra foi reeleita em outubro do ano passado.

A recomendação de cassação do mandato consta das alegações finais da promotoria, apresentadas na última segunda-feira (30), em ação na qual também é citado Geraldino dos Santos, esposo da prefeita, e George Cardoso Maciel. Cinthia Portela recorre a depoimentos de eleitores que dizem ter recebido dinheiro em espécie (alguns falam em R$ 500,00) ou material de construção ao prometer votar em Dra. Sandra.

Uma das testemunhas acusa um funcionário da prefeitura, de prenome Rodrigo, de oferecer R$ 100,00 pelo voto em Dra. Sandra. Metade seria paga na hora e os outros R$ 50,00 após a votação. Porém, o voto teria que ser filmado com celular.

Na ação, a promotoria lembra que a prefeita reeleita “arrecadou recursos e efetuou despesas, para fins eleitorais, em desacordo com as normas da Lei n. 9.504/ 1997 e de Resoluçäo do TSE e teve suas contas reprovadas (autos n. 4525620126()50029).

A ação da promotoria eleitoral é desdobramento de representação oferecida pelo adversário de Sandra na disputa eleitoral, Carlos Amilton, o Garrafão (PSB). A ação será analisada pela Justiça Eleitoral em Ibicaraí. O PIMENTA não conseguiu contato com a prefeita de Floresta Azul.

ZUMBILHÉUS

Tempo de leitura: 2 minutos

marco-lessa-festival-do-chocolateMarco Lessa

Quem diria…de cenário de romances como Gabriela, Cravo e Canela a um tenebroso cenário de filme de terror.

Desde que o gênero terror surgiu no cinema, existem zumbis, mortos-vivos, múmias e outras assombrações de mentirinha.
Como em muitos casos a vida imita a arte, estamos vivendo em Ilhéus, como noutras cidades brasileiras, iguais aos moradores de zumbilândia, ou melhor, zumbilhéus.

A concentração de jovens usuários de crack, maltrapilhos, imundos, mal cheirosos, violentos, bêbados, descontrolados, inconvenientes, lamentavelmente esquecidos pela sociedade, deve ser a maior do sul da Bahia.

Dormem pelas ruas, em portas de lojas, calçadas, roubam, furtam, assaltam a mão armada com facas e objetos cortantes, amedrontam e ameaçam moradores e turistas, afugentam clientes dos estabelecimentos.

Os nossos zumbis não morreram e ressuscitaram meia-boca.

São vítimas de um sistema também zumbi, que finge estar vivo, mas não ampara os que realmente precisam.

Há não muito tempo um dos zumbis, dos mais perigosos, apareceu morto. De vez, morto.

Provavelmente outros terão o mesmo destino, ou por conflitos entre eles na briga por espaço para ‘guardarem vagas e carros’, ou pela própria droga.

Ou de alguma outra forma impensável, mas não impossível.

zumbis articleAntes de sermos uma cidade turística, somos uma cidade de cidadãos e cidadãs trabalhadores e de bem.

Não é justo nos sujeitarmos e submetermos a ameaças desses pobres coitados, que apesar de pobres, coitados e doentes, não têm tal direito.

Chegou a hora do governo municipal tomar uma providência e construir programas para acabar com a zumbilândia de Ilhéus. E não apenas para o verão.

Os problemas herdados e causados já são muitos, mas não podemos ficar de braços cruzados.

Senão, aos poucos, estaremos num cenário de filme de terror: escuridão, lixo, buracos e medo de sair às ruas por conta dos marginais tradicionais e dos zumbis do crack.

Quem diria…de cenário de romances como Gabriela, Cravo e Canela a um tenebroso cenário de filme de terror.

Se não mudarmos logo esse enredo, reescrevermos essa história, não chegaremos a um final tão feliz.

E aê…tem uma moedinha aí, seo nacib?

Marco Lessa é publicitário, empresário e presidente da Associação de Turismo de Ilhéus (Atil). Artigo postado originalmente no Facebook.

BRONCA NA COMISSÃO DO PORTO SUL

Tempo de leitura: < 1 minuto

A reunião da Comissão Especial do Porto Sul, nesta quarta-feira, 2, foi um festival de críticas ao governo. Tanto deputados governistas como da oposição atribuíram ao Executivo a demora na solução de pendências que ainda impedem o projeto do complexo logístico em Ilhéus de se tornar realidade.

O imbróglio do momento está por conta do Derba (Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia), responsável pelo cumprimento de condicionantes à licença prévia e alvo de questionamentos do Ministério Público Federal.

Um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), firmado entre Ibama, Bahia Mineração, Governo do Estado e Ministério Público (Estadual e Federal) estabelece prazo de  de três meses para atendimento de 17 condicionantes, além da realização de duas novas audiências públicas, em Ilhéus e Itabuna.

No Sul da Bahia, onde obviamente o interesse pelo projeto é maior, a situação leva a certa descrença. Entre os políticos, não é diferente.

O deputado estadual Augusto Castro (PSDB), presidente da Comissão do Porto Sul, lidera o coro. “O Derba precisa cumprir as condicionantes rapidamente, porque já existe o sentimento na região de que o Porto Sul não vai mais acontecer”.

 

FUTEBOL: “PENEIRA” EM ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Uma dupla de empresários estará em Ilhéus no próximo final de semana para fazer uma “peneira” de jogadores de futebol de 13 a 17 anos de idade. Timidamente, os dois são identificados como empresários paulistas e nada se fala de histórico dos irmãos Luiz e Marcos Harranca nesta área.

Recomenda-se cautela aos pais dos atletas que vão se submeter à “peneira” do próximo sábado, no Mário Pessoa. Se aprovados na “peneira” da dupla de empresários, para onde ou quais clubes estes jovens jogadores serão encaminhados?

Não que este seja o caso, mas exemplos de exploração no mundo do futebol são inúmeros. A prefeitura pode fazer a sua parte. E isto não significa apenas submeter atletas de projeto à análise de empresários.

PRONATEC: INSCRIÇÕES ABERTAS EM URUÇUCA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Estão abertas em Uruçuca as inscrições para o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Interessados devem se dirigir à Secretaria de Educação do Município, com xerox de RG, CPF e comprovante de residência.

A oferta é de 80 vagas para formação de agentes de informação turística, sendo 40 para a sede do município e 40 para o distrito de Serra Grande. Em Uruçuca, o projeto tem parceria com o IF Baiano.

O Pronatec tem como público alvo os beneficiários de programas federais de transferência de renda, a exemplo do Bolsa Família. A proposta é interiorizar a promoção de cursos técnicos e profissionais.

VÁRIOS PAIS, VÁRIOS NOMES

Tempo de leitura: < 1 minuto
Gestantes atendidas no Viva... Ops, Acolher (Foto Pedro Augusto/GovItabuna).

Gestantes atendidas no Viva… Ops, Acolher (Foto Pedro Augusto/Ascom).

O Programa Viva Maria, criado no início dos anos 2000 para atender gestantes em Itabuna, muda de nome a cada “pai”. Nascido como “Viva Maria” no governo de Geraldo Simões (PT), tornou-se “Ei, Mamãe” na gestão de Capitão Azevedo (DEM) e acaba de ganhar outro batismo com o prefeito Claudevane Leite: Acolher.

Houve quem defendesse o nome original do programa (Viva Maria) agora, mas discordâncias de cunho religioso e político fizeram com que a atual gestão cravasse “Acolher”.

Back To Top