skip to Main Content
14 de julho de 2020 | 06:45 am

OZIEL DA AMBULÂNCIA CONTINUA NO PCdoB

Tempo de leitura: < 1 minuto

O ex-candidato a prefeito pelo PCdoB em Camacan, “Oziel da Ambulância”, segundo colocado nas eleições de 2012, decidiu continuar na legenda comunista. Houve cogitações de que ele sairia do partido e poderia inclusive ingressar no PSDB.

Em Camacan, o PCdoB sempre apoiou Alice Portugal, mas dessa vez haverá uma divisão. O grupo de Oziel está comprometido com a candidatura de Davidson Magalhães a deputado federal, enquanto a vereadora Professora Conceição mantém a forte ligação que sempre teve com a deputada.

VALMIR DE INEMA DEIXA O PT

Tempo de leitura: < 1 minuto
Agora é oficial. O vereador Valmir Freitas, de Ilhéus, acaba de entregar ao Partido dos Trabalhadores a carta pedindo desligamento da sigla.
O documento foi entregue agora há pouco à presidente do diretório municipal do PT, Marilene Lapa. Valmir Freitas deve se filiar ao novo Partido Solidariedade. Ainda esta semana, novas mudanças podem ocorrer na composição política da Câmara.

VENDAS NO COMÉRCIO DE ITABUNA CAEM ATÉ 35% COM GREVE NOS BANCOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Região Online

Jorge Braga CDL de ItabunaAs vendas no comércio de Itabuna caíram em torno de 35% desde o início da greve dos bancários. A estimativa é do presidente da CDL, Câmara de Dirigentes Lojistas de Itabuna, Jorge Braga.

Todas as agências bancárias do município estão fechadas desde o dia 19 de setembro, quando começou a paralisação.

Braga disse ao Jornal das Sete, da rádio Morena FM, que a alternativa para os comerciantes tem sido as lotéricas. “Mas, por questões de segurança, elas já não recebem pagamento superior a R$ 600”. Outra saída é a internet, só que boa parte dos comerciantes resiste a fazer transações em computadores.

Segundo Jorge Braga, a resistência é por causa do medo de ataques ás contas e roubo de senhas. Para o dirigente, a situação está ficando insustentável. Muitas empresas já pensam em congelar admissões e até em demitir.

Leia mais

PREFEITA ADMITE “ARRUMAÇÃO CONTÁBIL” COM VERBA DO EJA

Tempo de leitura: 2 minutos
Prefeita precisa explica onde foi parar a verba do Programa de Educação de Jovens e Adultos

Gilnay comparou operação a um empréstimo entre irmãos

Quase um mês após publicação de nota sobre a transferência de verba de conta específica do programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA), a prefeita de Ibicuí, Ginay Santana, comentou o assunto em entrevista concedida à FM Vida Nova, daquela cidade.

Para relembrar, no dia 19 de junho, dois dias após a morte do então prefeito Cornélio Morais, sua sucessora autorizou a transferência de R$ 120 mil da conta  do programa. A verba, proveniente do Ministério da Educação, deveria ser destinada à formação de novas turmas do EJA. Parte já havia sido usada no início do ano para a contratação de uma empresa que faria o treinamento dos professores.

Na entrevista concedida à rádio, neste sábado, 5, Gilnay disse que o dinheiro do programa educacional foi utilizado para cobrir despesas com a folha de pagamento. Segundo ela, a folha de junho já estava sendo paga com o comprometimento da receita do mês seguinte.

A prefeita comparou a transferência de recursos a um empréstimo entre irmãos e disse que se tratou de uma arrumação contábil para atender uma necessidade específica. “Todos os prefeitos, contadores e pessoas esclarecidas sabem (como isso funciona)”, disse Gilnay. Segundo ela, esse tipo de manipulação de verbas ocorre em “todas as prefeituras”.

Em setembro, uma professora observou ao PIMENTA que os recursos destinados aos programas da área de educação ficam em uma conta específica para que haja maior transparência e controle na forma como são aplicados. O uso feito em Ibicuí é considerado irregular, mas a Prefeita se defende, alegando que os recursos já foram devolvidos à conta de origem.

 

PETISTAS NEGOCIAM IDA PARA O SDD

Tempo de leitura: < 1 minuto
Valmir Freita e Alisson Mendonça podem sair do PT

Valmir Freitas e Alisson Mendonça podem sair do PT

A negociação é mantida em sigilo (quase) absoluto, mas é fato os petistas ilheenses Alisson Mendonça e Valmir Freitas foram procurados recentemente pelo deputado federal Luiz Argôlo e receberam convite para se filiar ao recém-criado Solidariedade (SDD).

A proposta teria balançado os receptores, que exercem mandato no legislativo municipal e pensam em negociar a questão com da cúpula estadual do PT. Pelo menos no caso de Alisson, há desejo de preservar relações com o grupo do deputado federal Geraldo Simões e do estadual Rosemberg Pinto.

Como o SDD orbita na base de apoio do governo baiano e tem compromisso de apoiar o candidato de Jaques Wagner à sucessão, os quase dissidentes acreditam que a mudança pode ser acertada com tranquilidade.

Atualizado às 16h34

PRAZO DE INSCRIÇÃO EM CURSOS GRATUITOS DO SENAI ACABA HOJE

Tempo de leitura: < 1 minuto

senai (1)Termina nesta terça (8) o prazo de inscrição em processo seletivo dos cursos básicos ou técnicos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) em Ilhéus e Itabuna.

A inscrição deve ser feita somente pela internet, nos sites www.cursosgratuitossenai.fieb.org.br ou www.unibrasilvestibulares.com.br.

A previsão é de que as provas sejam aplicadas no dia 20 de outubro e as aulas devem começar em janeiro.

Os cursos técnicos são oferecidos apenas em Ilhéus nas áreas de eletroeletrônica, logística, meio ambiente e redes de computadores e têm duração entre 950 e 1.300 horas.

Os cursos básicos – mais curtos – são para assistente administrativo, auxiliar de obras de edificações, auxiliar de rotinas administrativas, manutenção mecânica e montador de equipamentos eletrônicos, computador e equipamentos auxiliares, todos eles com vagas disponíveis para Ilhéus.

Para Itabuna, o Senai reservou apenas o curso de assistente administrativo, que tem carga de 400 horas. Contatos com a Unidade Senai no Sul da Bahia podem ser feitos por telefone – (73) 3639-9302 / 9303 –  ou email (senai.ilheus@fieb.org.br).

DANIELA GALDINO PARTICIPA DA FEIRA DO LIVRO DE FRANKFURT

Tempo de leitura: < 1 minuto

Daniela_GaldinoA poetisa grapiúna Daniela Galdino viaja esta semana para a Alemanha, onde ministrará palestras e fará leituras dramáticas de seu livro de poemas “Inúmera”, lançado em 2011 pela Mondrongo, editora do Teatro Popular de Ilhéus. Os eventos ocorrerão na Universidade de Bremen.

Daniela estará no país europeu no período de 13  29 de outubro, estando prevista também sua participação na Feira do Livro de Frankfurt, maior evento literário e editorial do mundo.

Além do sucesso com a obra publicada pela Mondrongo – que já está prestes a ter lançada sua segunda edição -, a poetisa figura na antologia Literatura Baiana, que divulgará os trabalhos de 18 autores baianos. A coletânea foi organizada pela Secretaria da Cultura da Bahia.

HORIZONTE PERDIDO

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc) vem promovendo sessões de “cinema” gratuitas todas as terças-feiras, a partir das 19 horas.  É o Cine Ficc, que funciona na sede da instituição, na Praça Laura Conceição, 339.

Hoje, por exemplo, será exibido o filme Horizonte Perdido, que não tem nada a ver com a situação de prefeitos sul-baianos, ao contrário do que alguém pode supor.

O filme, na verdade, conta a história de um grupo de sobreviventes que, após um desastre aéreo no Himalaia, descobre um lugar chamado Shangri-la, onde existe a eterna juventude e a felicidade plena.

MARINA É, SIM, CANDIDATA À PRESIDÊNCIA

Tempo de leitura: 4 minutos

paixaobarbosaPaixão Barbosa

Detentora de uma significativa marca – mais de 20 milhões de votos nas eleições presidenciais de 2010 – e ostentando índices também significativos nas últimas pesquisas de opinião na corrida para 2014, a ex-senadora Marina Silva surpreendeu a quase todo o mundo político ao optar pelo ingresso no PSB, depois de ver naufragar nos meandros legais do TSE a sua Rede Sustentabilidade, que ainda pretende ser um partido político sem os desgastes e as marcas negativas que as legendas atuais carregam consigo. A surpresa, contudo, foi mais pela opção de entrar num partido que já tem um pré-candidato definido, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, do que pelo fato de não aceitar os conselhos recebidos de se manter à margem da disputa de 2014, preservando, assim, a imagem de pureza com que ela fez questão de dourar a ideia da sua Rede.

Afinal, por maior que seja o desejo de apresentar-se para a disputa com uma proposta de partido bastante diferenciada dos demais, não seria possível imaginar que Marina Silva atendesse à banda dos seus seguidores que preferiam vê-la fora da campanha a decidir reingressar no sistema eleitoral num partido tradicional e, portanto, capaz de carregar no seu DNA as mazelas que tanto têm desgastado as legendas tradicionais. Até porque Marina, embora faça questão de manter um discurso diferenciado, lembrando sempre que sua luta não tem os mesmos estímulos dos políticos considerados tradicionais e sim são gerados pela vontade de transformar profundamente as bases sociais do Brasil, correria um risco muito grande de perder visibilidade ao ficar sem palanque por mais quatro anos, especialmente num País no qual os eleitores têm memória de peixe, ou seja, quase nenhuma.

Assim, para analistas políticas e também para as chamadas “cobras criadas” da cena política nacional, a ex-senadora seria obrigada a participar, de algum modo, das eleições do próximo ano e, com a frustração provocada pela decisão do TSE, o único caminho seria mesmo ingressar numa legenda já formada. Tanto que foram várias as legendas que se ofereceram para abrigá-la e aos “marineiros”, como são chamados seus seguidos mais fiéis. Todas de olho no patrimônio eleitoral que Marina conquistou em 2010 e que as pesquisas de opinião recentes revelam que ela está mantendo.

Inesperada mesmo foi a decisão de ingresso no PSB. Nem tanto pela imagem da sigla, uma vez que a legenda socialista tem sido vista no Brasil como uma espécie de segundo time de muita gente, ou seja, mesmo os que não votam em seus candidatos manifestam simpatia pelo partido criado em 1947 e que teve no baiano João Mangabeira um dos seus fundadores e principais ideólogos. Extinto em 27 de outubro de 1965, pelo Ato Institucional nº 2, promulgado pelo governo ditatorial, o partido foi recriado oficialmente em 1988, mas nunca ocupou um espaço tão significativo na cena política nacional que lhe pudesse atrair desafetos. O que, ao lado de não ter tido nenhum figurão dos seus quadros envolvidos nos recentes escândalos de corrupção, contribuiu para ter a imagem simpática já citada.

Ao entrar no PSB, Marina aumentou as preocupações do PT e de Dilma Rousseff, além de deixar Aécio Neves e o seu PSDB também de cenho franzido, como sempre acontece quando um fato novo acontece no cenário político e, além de se constituir uma surpresa, carrega potencial de provocar alterações num quadro até então estável e no qual vinham se baseando as análises para 2014. Mas, além da surpresa e do incômodo gerados, o gesto da ex-senadora deixou no ar uma grande interrogação a respeito do que realmente Marina deseja para seu futuro imediato, ou seja, em relação às eleições de 2014.

Leia Mais

A LISTA DA INSATISFAÇÃO

Tempo de leitura: 2 minutos
José Humberto e Trindade encabeçam a lista de insatisfações de Vane.

José Humberto e Trindade encabeçam a lista de insatisfações de Vane.

Pelo menos seis secretários municipais estão na “Lista da Insatisfação” do prefeito Vane do Renascer (PRB), de Itabuna. Homem de temperamento sóbrio, Vane só mantém alguns devido à indicação de partidos políticos. Na Lista da Insatisfação, os campeões são os secretários José Carlos Trindade (Assistência Social) e José Humberto Martins (Indústria, Comércio e Turismo).

O prefeito esperava mais do secretário, indicado pelo deputado federal Bispo Marinho (PRB), mas Trindade não conseguiu unir a equipe e pouco faz para levantar o governo, além de desconhecer dos temas ligados à Pasta. E a área social é a de maior apelo para Vane.

A avaliação interna de membros do PRB e do governo é de que Marinho deveria buscar alguém da cidade para o cargo, que conhecesse as pessoas e a cidade. Ajudaria mais o projeto político do deputado e o governo. Trindade vive em Itabuna de segunda a sexta-feira. É cliente VIP da Águia Branca na ponte rodoviária Salvador-Itabuna-Salvador. O secretário, no entanto, conta com boa rede de apoios na Câmara para compensar a ineficiência.

Já o secretário da Indústria e Comércio, José Humberto Martins, é classificado como “só pose”. Avalia-se que Martins não conseguiu aproximar o empresariado do governo e transformou Itabuna num grande camelódromo.

Vane desejaria que Jabes Ribeiro, prefeito de Ilhéus, responsável pela indicação do advogado pela cota do PP, permita a Vane a escolha de um nome em maior sintonia com o empresariado e conhecedor de políticas de desenvolvimento econômico. A chiadeira do empresariado é geral. Apenas a operação de limpeza visual da cidade foi um ponto a favor.

O COMPLEMENTO DA LISTA
Outros nomes compõem o “Grupo dos Seis” que correm perigo de sofrer uma “canetada” de Vane. Evans Maxwel (Esporte), Clodovil Soares (Transporte e Trânsito), Cleide Oliveira (Governo) e Plínio Adry (Saúde).

Evans corre o risco da degola por causa da disputa dentro do partido. Vane estaria satisfeito com os resultados obtidos com o Bom de Bola (menina dos olhos do prefeito) e do Interbairros. Clodovil está na mira por não conseguir fazer deslanchar projetos da área de Trânsito e pela bagunça no sistema de transporte urbano. A dúvida é se tudo isso pode ser creditado (só) a ele.

Plínio Adry é prejudicado pela sua (a dele, claro) lentidão. A avaliação interna é de que pouco foi sentida a mudança na Pasta. Falta pique e sinergia com o grupo. O prazo dele é o retorno da Gestão Plena. Já a secretária de Governo, Cleide Oliveira, é avaliada como de pouco poder de articulação com movimentos sociais e trabalharia mais internamente. O que a mantém no cargo: o apoio no período eleitoral e a manifestação de desejo de trabalhar pela reeleição da irmã Ângela Sousa (PSD).

Back To Top