skip to Main Content
9 de abril de 2020 | 06:03 pm

SECRETÁRIO DIZ QUE TEM POUCOS FUNCIONÁRIOS PARA FISCALIZAR COMÉRCIO

Tempo de leitura: < 1 minuto

O secretário de Indústria, Comércio e Turismo de Itabuna, José Humberto Martins, disse nesta quinta-feira (31), na Câmara de Vereadores, que não dispõe de servidores em quantidade suficiente para fiscalizar o comércio na cidade. Na área central de Itabuna, é grande o número de queixas por conta da invasão de ambulantes às calçadas.

Segundo o secretário, uma fiscalização eficiente dependeria de um número entre 100 e 200 fiscais, mas o município só conta com 12. Ainda assim, ele informou que os ambulantes que hoje ocupam os passeios da Avenida Cinquentenário e suas transversais já foram avisados para deixar a via pública até o dia 10 de novembro.  Martins afirmou que são os próprios comerciantes do camelódromo da Praça Adami que estão abrindo “filiais” na Cinquentenário.

O secretário disse que a solução virá somente após a construção do shopping popular, que a Prefeitura planeja instalar em um prédio com três pavimentos, a ser erguido na área em frente à Policlínica Dois de Julho. A escolha da empresa responsável pela obra, segundo ele, ocorrerá em dezembro.

O vereador Glebão (PV) propôs uma nova audiência pública, que ficou agendada para o dia 12 de novembro, com a finalidade de ouvir os ambulantes. Para a reunião de hoje, convocada pelo vereador Ruy Machado (PTB), os representantes do comércio informal não foram convidados.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top