skip to Main Content
2 de março de 2021 | 10:18 am

GERALDO CULPA MINISTRO DA JUSTIÇA POR VIOLÊNCIA NO CAMPO: “ELE QUER FAZER MÉDIA COM ÓRGÃOS INTERNACIONAIS”

Tempo de leitura: 2 minutos
Geraldo critica ministro da Justiça, acusado de ser omisso em conflito no sul da Bahia.

Geraldo critica ministro da Justiça, acusado de ser omisso em conflito no sul da Bahia.

O deputado federal Geraldo Simões (PT-BA) culpou o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, pela nova onda de violência na área de 47,3 mil hectares disputada por agricultores e índios e autodeclarados tupinambás. Nesta madrugada, um agricultor do Assentamento Ipiranga foi assassinado (confira post abaixo). Juraci Santana havia relatado ao deputado as ameaças feitas por supostos tupinambás.
– O ministro recuou e retirou a base [de pacificação] que estava no limite do conflito, no Rio Cipó. Quando ele retirou, [o cacique] Babau fez três dias de festa e retomou as quatro fazendas [onde houve reintegração na semana passada] – disse Geraldo ao PIMENTA.
A base de segurança (ou de pacificação) foi desmontada menos de duas semanas após a sua instalação. O ministro, acusa Geraldo, ordenou o desmonte após audiência com Babau, em Brasília. A Força Nacional deixou a área na noite de sexta-feira (7).
O parlamentar petista foi ainda mais duro com José Eduardo Cardozo. “Ele não assume as suas funções de ministro. Quer fazer média com entidades internacionais. Devemos ao ministro da Justiça, que não controla os seus órgãos, como a Funai, a insegurança no meio rural”.
Geraldo citou as invasões e conflitos no Extremo-Sul do Estado e as novas invasões em Itaju do Colônia, nesta semana. “Na região de Pau Brasil e Itaju, [os índios] querem ampliar a reserva. Era 8 mil hectares, passou para 50 mil e agora querem 80 mil”. Para ele, Cardozo tem se eximido de suas responsabilidades como ministro.

Esta publicação possui 14 comentários
  1. Essa ampliação de reserva é inconstitucional, mas se esses índios ou pretensos índios ganham fôlego é porque as autoridades competentes se omitem para fazer média com entidades internacionais. Queria ver esse desmando nos países do primeiro mundo, qual seria a reação destas entidades.
    Foram dar poder a Babau, que está enriquecendo cada vez mais com essas invasões.
    Geraldo Simões o PT perdeu o controle da situação e vcs estão destruindo o País com o descaso.

  2. Sim, o atual Ministro da (In) Justiça é péssimo! Como são, aliás, todos os sinistros indicados pelo PT.
    Incrível a situação em que chegou a nossa região, depois da desgraça produzida pelo crime da Vassoura-de-bruxa (do qual, o geraldo vassourento simões é o principal acusado, ao lado do “colega” josias mensaleiro gomes, ambos do PT): aqui chegou ao ponto do conflito armado entre invasor de terra do MST (já assentado pelo INCRA), e suposto “Índio” invasor de terra tupinambá! Invasor contra invasor!!!
    Chegamos ao fundo do poço…
    Conduzidos por este partido político chamado PT.
    Dá para piorar um pouco?
    É só continuar votando no geraldo vassourento simões e nos politiqueiros do “time do mula”.

  3. Parabéns, Deputado! Pela coragem e firmeza dos seus comentários a respeito dos conflitos ora ocorrentes na região, bem como seu posicionamento em relação ao descaso do Ministro da Justiça ao decretar o desmonte das bases de pacificação da Força Nacional localizadas na zona de conflito. Os agricultores devem ao Estado o caos em que se transformou a região e as suas vidas. Enquanto a FN desmonta as bases, famílias são desmontadas. A Bahia precisava de uma bancada corajosa, que enfrente as injustiças que estão sendo cometidas, solicitando do Governo Federal um posicionamento firme e justo.

  4. Parabéns Geraldo, este Governo Omisso, com esta Corja de Ministros, invlusive o da Justiça, não merece este terno,este cargo, fraquejou, mentiroso, mentiu quando em Salvador garantiu as Bases, fico triste, no meio destes você sobresai, lamento não confiar neste Governo…

  5. globo,
    Se a globo mandar algum reporter, ele vai sofrer consequencias.. Vide o outro no RJ, reporte da BAND!!
    Se o governo ampliar a área dos “indigenas”, então, devem devolver a cidade do Rio de Janeiro para eles também.. desocupem-na!!!

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top