skip to Main Content
28 de fevereiro de 2020 | 06:12 am

PM PRENDE VEREADOR EM BUERAREMA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Ariosvaldo BueraremaPoliciais do Batalhão de Choque da PM prenderam há pouco o vereador Ariosvaldo Vieira, no Bairro Novo, em Buerarema.
A prisão ocorreu no momento em que ele chegava em casa, a poucos metros da manifestação na BR-101.
O vereador foi conduzido para o Complexo Policial de Itabuna.
A polícia não informou o motivo da prisão.

Em imagem em baixa qualidade, policias da Tropa de Choque já no complexo.

Em imagem em baixa qualidade, policias da Tropa de Choque já no complexo.

Atualização às 21h54min – O vereador já está no complexo, em Itabuna. Ele ainda não foi informado sobre o motivo da prisão. Colegas também questionaram a guarnição da Tropa de Choque, mas não obtiveram resposta. O vereador, que é advogado, observou que os policiais que fizeram a condução até o CPI não são os mesmos que efetuaram a prisão.

BR-101 É NOVAMENTE INTERDITADA

Tempo de leitura: < 1 minuto

A BR-101 foi novamente interditada por manifestantes no quilômetro 526, em Buerarema. O congestionamento já passa dos quatro quilômetros no sentido São José da Vitória-Buerarema.
Já no sentido Itabuna-Buerarema, a Polícia Rodoviária Federal montou barreira no Posto Fiscal, em Itabuna, está orientando os motoristas a retornarem. Caminhoneiros estão sendo impedidos de ficar no acostamento.
Estranhamente, a imprensa está sendo impedida de acompanhar a manifestação desta noite. O Batalhão de Choque da PM tenta dispersar a multidão com, aproximadamente, 30 homens.

SOB COMOÇÃO, CORPO DE AGRICULTOR É ENTERRADOEM BUERAREMA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Corpo de Juraci Santana é levado para praça pública em Buerarema.

Corpo de Juraci Santana é levado para praça pública em Buerarema.

O corpo do agricultor Juraci Santos Santana foi enterrado ao final da tarde de hoje (12) em Buerarema, após ser velado em praça pública. Cerca de quatro mil pessoas acompanharam o funeral do líder do Assentamento Ipiranga.
Cerca de 150 homens chegaram a Ilhéus para fazer a segurança na região do conflito entre produtores e indígenas e autodeclarados tupinambás. Não foi definido o tempo que o Exército ficará na área do conflito.Dois caciques são apontados como suspeitos do assassinato de Juraci (veja matérias abaixo).
Há pouco, recomeçaram os confrontos entre polícia e manifestantes, que cobram a prisão dos executores de Juraci. Populares tentavam interditar, novamente, a BR-101. A Tropa de Choque da PM disparou balas de borracha e lançou bombas para tentar dispersar a multidão.
Comboio do Exército segue em direção a Ilhéus.

Comboio do Exército segue em direção a Ilhéus.

OLHO POR OLHO, DENTE POR DENTE: FALTA JUSTIÇA?

Tempo de leitura: 2 minutos

manuela berbert3Manuela Berbert | manuelaberbert@hotmail.com
 

Embora amedrontada com essa onda de violência que assola o nosso país, ainda tenho receio dessa sede de vingança que cega o ser humano.

 
Que me perdoem os estudiosos do comportamento humano, mas como mera observadora dos tempos modernos, a sensação que tenho é de que estamos retrocedendo, marchando em sentido contrário ao do progresso. Estamos nos nivelando a Hamurabi, rei da Babilônia no século XVIII, não coincidentemente, antes de Cristo. Para governar, baseava leis na lei de talião, onde a vingança era a base de qualquer justiça: olho por olho e dente por dente.
Domingo o Fantástico mostrou um grupo de justiceiros que age fazendo rondas nos bairros de classe média do Rio de Janeiro. Em um dos tantos episódios da matéria, um grupo cercou e imobilizou um menor de idade usando uma trava de bicicleta e prendeu o mesmo ao poste pelo pescoço. Depois, tiraram sua roupa e o deixaram nu, numa cena que se assemelhava àquelas estudadas sobre a Idade Média, quando as pessoas eram apedrejadas em praça pública. A que ponto chegamos?
Porém, essas práticas não crescem apenas nas cidades grandes. Circula nas redes sociais, por exemplo, um vídeo de um jovem estirado no chão, no Centro de Itabuna, após um assalto frustrado e troca de tiros com um policial. O que me assusta é poder escutar a população ao redor do deliquente bradando frases como Menos um, Deixem ele morrer e Bem feito para esse marginal. Embora amedrontada com essa onda de violência que assola o nosso país, ainda tenho receio dessa sede de vingança que cega o ser humano.
Entre tantos questionamentos sobre motivos e soluções, são muitas perguntas e poucas respostas para esse assunto. Ainda assim, duas sobressaem na discussão que me proponho a fazer: Falta justiça? Que consequências esse tipo de reação da população pode trazer?
Manuela Berbert é publicitária e colunista do Diário Bahia.

CORPO DE AGRICULTOR É LIBERADO. MPF É ALVO DE PROTESTOS

Tempo de leitura: 2 minutos
Pequenos agricultores em frente ao DPT exibem cartazes com críticas ao governo e ao MPF.

Pequenos agricultores em frente ao DPT exibem cartazes com críticas ao governo e ao MPF.

O corpo do agricultor Juraci Santana, de 44 anos, foi liberado há pouco do Departamento de Polícia Técnica em Ilhéus. Dezenas de produtores rurais e familiares da vítima protestavam contra o governo federal e o Ministério Público Federal (MPF), acusado pelos produtores de agir de forma omissa e parcial no conflito envolvendo os tupinambás. O Partido dos Trabalhadores (PT) também sofreu críticas dos manifestantes.
Haverá protesto em frente à sede do MPF, no Calçadão da Marquês de Paranaguá, em Ilhéus. No dia 30, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF) a suspensão de liminares de reintegração de posse, o que revoltou os agricultores.
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, também é criticado por ter ordenado o recuou da Força Nacional de Segurança e mandar desmontar as bases de pacificação em Buerarema e Ilhéus.
Logo após o protesto em frente ao MPF, o corpo do agricultor será levado para a região central de Buerarema, onde milhares de pessoas já se concentram para o velório. Juraci foi assassinado a tiros, na madrugada de ontem (11), no Assentamento Ipiranga, no Maroim, em Una.
Agricultores fazem protesto enquanto aguardavam a liberação do corpo do produtor, em Ilhéus.

Agricultores fazem protesto enquanto aguardavam a liberação do corpo do produtor, em Ilhéus.

EXÉRCITO DESEMBARCA EM ILHÉUS
Apesar do clima de tranquilidade registrado até agora, houve reforço das tropas das polícias. Hoje pela manhã, uma tropa do Exército desembarcou no aeroporto Jorge Amado, em Ilhéus. O efetivo fará a segurança na área do conflito, a pedido do governador Jaques Wagner.

PREFEITURA DE ITABUNA CONVOCA MAIS APROVADOS EM SELEÇÃO DA SAÚDE

Tempo de leitura: 2 minutos

A Prefeitura de Itabuna está convocando 58 aprovados na última seleção pública da Secretaria de Saúde. Os chamados devem ser apresentar conforme a área para a qual foram aprovados.
Assistentes sociais, auxiliares administrativos, biólogos, biomédicos, psicólogos e técnicos em laboratório devem se apresentar no dia 17.
Já no dia 18, a apresentação é para enfermeiro assistencial, enfermeiro Pacs/PSF, farmacêutico e operador de rádio. No dia 19, serão os aprovados para nutricionista, técnico em enfermagem e técnico em informática.
Os convocados devem apresentar originais e fotocópia de identidade, CPF, título de eleitor com comprovante de votação, carteira de reservista (masculino até 45 anos de idade), comprovante de escolaridade, duas fotos 3×4, comprovante de residência e certidões negativas de antecedentes criminais, além de atestado de saúde ocupacional.
Confira a lista com todos os aprovados no “leia mais”.

Leia Mais

ACUSADOS DE MATAR AGRICULTOR FORAM RECONHECIDOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Em primeira mão
A Polícia Civil já sabe quem são os autores do assassinato do produtor Juraci Santana. O crime foi cometido por três homens encapuzados, todos reconhecidos pelas vozes e estatura, na madrugada de ontem (11), no Assentamento Ipiranga, no Maroim, em Una.
Notícia ainda a ser confirmada dá conta de que um deles, o Cacique Cleilton, teria sido preso há pouco, em casa, e conduzido em um carro da Fundação Nacional do Índio (Funai) em Una, conforme fonte do PIMENTA.
Cleilton foi denunciado como um dos dois caciques tupinambás que ameaçaram Juraci Santana, querendo obrigá-lo a declarar-se tupinambá. Pascoal é o nome do outro suposto cacique. As investigações estão concentradas nestes dois homens e ainda em um filho de Pascoal.
Homens da elite das polícias militar e da civil participam das investigações.
Ao PIMENTA, o chefe da Polícia Federal em Ilhéus, Mário Lima, afirmou que a corporação não investiga o caso por ainda não ter se configurado, por enquanto, crime de atribuição da PF. Sobre o assunto, Lima disse ter conversado com o delegado regional da Polícia Civil em Itabuna, Evy Paternostro. Por enquanto, a polícia civil ainda não confirma a prisão de Cleilton.

PAIXÃO DE CRISTO SERÁ ENCENADA NO ITABUNÃO

Tempo de leitura: < 1 minuto

A encenação da Paixão de Cristo em Itabuna será deslocada este ano para o estádio Luiz Viana Filho (Itabunão). A informação é da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), que programou o evento para o dia 18 de abril, após entendimentos com a Secretaria de Esporte e Recreação.
O presidente da FICC defendeu o novo local da encenação, afirmando que o estádio oferece boas condições para acomodar o público. A expectativa dos organizadores é de que cerca de 20 mil pessoas assistam à Paixão de Cristo em Itabuna.

BUERAREMA: TRÁFEGO NA BR-101 É LIBERADO

Tempo de leitura: < 1 minuto

O trecho de Buerarema da BR-101 que havia sido interditado ontem (11) por manifestantes já foi liberado pela Polícia Rodoviária Federal e pela equipe de engenharia do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit).
A liberação ocorreu após reparos e repavimentação da ponte parcialmente destruída durante manifestação de produtores rurais e populares revoltados por causa da morte do agricultor Juraci Santana (veja notas abaixo).

JURACI NÃO ACEITOU SE CADASTRAR COMO ÍNDIO

Tempo de leitura: < 1 minuto

O presidente da Associação dos Pequenos Produtores Rurais de Una, Ilhéus e Buerarema, Abiel da Silva Santos, confirmou nesta manhã, em entrevista ao repórter Oziel Aragão (Difusora AM), que o agricultor Juraci Santana, 44, morto nesta terça-feira no Assentamento Ipiranga, havia recebido proposta de se autodeclarar índio, mas se recusou.
“Ele não aceitou se cadastrar como índio e enfrentou todos aqueles que tentaram tomar o Assentamento Ipiranga”, declarou Abiel. Segundo ele, a vítima tinha forte atuação na defesa dos pequenos agricultores. “Juraci era o líder da resistência”, disse o presidente da associação.
Nesta terça-feira (11), o PIMENTA revelou que caciques assediavam agricultores do Assentamento Ipiranga para que estes se autodeclarassem tupinambás (confira aqui).
O corpo do agricultor assassinado já passou por necropsia no Departamento de Polícia Técnica de Ilhéus, mas neste momento ainda aguarda a presença de algum familiar para que seja liberado.

Back To Top