skip to Main Content
4 de junho de 2020 | 05:58 am

GOVERNO BAIANO LIBERA BEBIDA ALCOÓLICA EM ESTÁDIOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Do Correio

O governador Jaques Wagner sancionou a lei que libera a venda de bebida alcoólica nos bares, lanchonetes e congêneres destinados aos torcedores, em camarotes e espaços VIP, de estádios e arenas desportivas da Bahia. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado deste fim de semana.
A publicação traz os detalhes da autorização e o fornecedor terá que “ser habilitado, mediante obtenção de alvará municipal específico, laudos técnicos da Vigilância Sanitária, do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar” para poder comercializar os produtos nos estádios. A venda deverá ser iniciada duas horas antes do começo da partida e está proibida para menores de 18 anos.
As bebidas podem vir em recipientes metálicos ou de vidro, mas só podem ser entregues aos consumidores em copos de plásticos cujo recipiente não tenha capacidade acima de 500 ml. O projeto de lei sancionado pelo governador é de autoria do deputado estadual João Bonfim (PDT).
O texto libera que libera o consumo e a venda de bebidas alcoólicas dentro dos estádios foi aprovado pela Assembleia Legislativa no dia 28 de janeiro. Para se tornar lei estadual, ainda faltava a sanção do governador em um prazo de 10 dias.
O Ministério Público da Bahia (MP/BA) e o Batalhão Especializado em Policiamento de Eventos (Bepe) da Polícia Militar se declararam contrários ao Projeto de Lei nº 20.506. Leia a íntegra da matéria aqui.

Esta publicação possui 10 comentários
  1. assim, ta “PUXADO” viu! como pode uma coisa dessa? todos nós apreensivos com a violência nos estádios e vem um deputado elaborar projeto autorizando BEBIDA! com tanta coisa precisando de um projeto de lei… e pior o governador autoriza! não ta tendo policia nem para acabar com a violência nas cidades imagine nos estádios

  2. Suely, também acho que permitir a comercialização de bebidas alcoólicas nos estádios foi um tremendo retrocesso, pra não dizer burrada, mas, o tal deputado e o governador, apenas estão seguindo os tramites legais acertado lá em Brasília, nesse caso tanto o governo como oposição pisaram feio na bola, são todos culpados, vamos torcer para que o número acidentes nas ruas e estradas não voltem a crescer no período da copa.
    ————————————————————————–
    LEI GERAL DA COPA 2014
    ARTIGO – 11
    Nos locais oficiais de competição ficaria restrita a comercialização de produtos, estando esse direito sob exclusividade da própria FIFA, sem determinar quais produtos poderiam ser liberados. Também, a FIFA exige o direito de poder vender bebidas alcoólicas nos estádios (pois um dos patrocinadores é fabricante de cerveja), o que é proibido pelo Estatuto do Torcedor.
    http://www.infoescola.com/autor/fernando-reboucas/2/

  3. Concordo com Ailson Oliveira, como sempre diz o “genial e professor” Lula, UMA COISA É UMA COISA, OUTRA COISA É OUTRA COISA, abaixo um comentário de 03/11/2011.
    ————————————————————————–
    03/11/2011 – 19:01 — Rodney
    Independentemente do show de arrogância do declarado inimigo Volcker, faço algumas considerações:
    1 – a Copa é um evento da FIFA, não da CBF. Essa proibição de bebidas não existe em shows de Rock e em outros eventos, mesmo em estádios. (se estiver errado corrijam). É exclusivo do Futebol e demais esportes. O evento poderia ser encarado como um evento privado organizado por agente estrangeiro, aplicando-se a mesma legislação aplicável a shows, etc. Sejamos razoáveis, a proibição de bebidas atualmente é por conta da violência das torcidas. Copa do mundo é evento familiar, o povo vai com roupa de palhaço, vai a avó, a criança, etc. Não é um Corintians e Flamengo.
    2 – se existe a porcaria da meia entrada, que eu acho uma farsa, a FIFA deveria fazer o que absolutamente todos os cinemas e produtores culturais fazem. Dobra a porcaria do valor do ingresso e quem não for estudante ou idoso que se lasque. (Não acho honesto, mas é a saída que acharam pra meia entrada, ou vcs acham que o empresário é que banca a diferença por caridade e visão social?). Pra ficar mais palatável para os entrangeiros faz meia entrada pra quem comprar no exterior. Ou seja, é meia entrada pra todo mundo.
    3 -Copa é evento privado que não tem nada a ver com o Governo. Se estão fazendo estádios é porque acham que é importante fazer estádios pra população e que o estímulo trará frutos de longo prazo para o País. Até concordo.
    http://jornalggn.com.br/

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top