skip to Main Content
23 de janeiro de 2021 | 05:49 pm

GÁS DE PIMENTA CONTRA ALUNOS DA UESC

Tempo de leitura: < 1 minuto

Estudantes da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) foram surpreendidos com jatos de spray de pimenta, na última sexta (21), lançados por um fuzileiro do Exército. Os estudantes faziam “pedágio” quando um comboio passou por eles, em frente à universidade.
Os jovens estudantes participavam de trotes e, no momento, homens estavam vestidos de mulher – era parte da recepção aos calouros. O fuzileiro (misógino?) parece não ter gostado de ver a rapaziada de saia e reagiu com spray. A ação nefasta ocorreu por volta do meio-dia.
– Jogaram [gás de pimenta] porque a gente tava fazendo pedágio, vestido de mulher – disse um dos estudantes ao PIMENTA.

Esta publicação possui 24 comentários
  1. Ontem (21/02), presenciei uma cena desses fuzileiros, no semáforo da saída do aeroporto para a Av. Lomanto Junior, um desses caras saiu do caminhão com arma em punho e de maneira arrogante, ordenou a paralisação do transito simplesmente para uma pessoa (provavelmente amigo deles) passar, é muita humilhação que o contribuinte tem que suportar desses panacas.

  2. Quero saber qual a necessidade de alguns desses fuzileiros ficar com as armas apontadas para a população. Presenciei isso também na frente da UESC, alguns soldados de dentro do caminhão com suas armas apontadas em direção a quem estava fora. Colocasse ao menos a arma apontada pra cima. Da uma gota de “poder” e esses panacas fazem essas ignorâncias.

  3. Eu queria saber: Qual a diferença deste bandido de farda,mequetrefe fardado
    que agride pessoas indefesa.
    Ou um mequetrefe,bandido que agride uma casal homossexual andando pelas avenidas paulista.
    Eu respondo: a diferença de um para o outro é somente o uso de farda,um é bandido dentro da lei e o outro bandido à margem da lei.

  4. Eu passei em frente a UESC na Sexta e vi a rapaziada participando do trote, parecia uma brincadeira em que todos se divertiam, parecia um pequeno bloco de carnaval. muito bacana…
    O povo não abre a boca pra se manifestar, e fica sendo engolido cada vez mais pelas arbitrariedades do governo.
    Os conflitos acontecidos na região só precisava que a justiça tomasse uma decisão e se fizesse cumprir, mas pelo contrário, o que a justiça faz é dar proteção para que assassinatos e invasões sejam realizados sem punições.
    Agora, fica um bando de moleques fardados, despreparados, em poder de um fuzil super potente e com mais de 30 anos de uso circulando pelas nossas ruas, essa é a receita pra uma tragédia a qualquer momento. Sem falar do gasto do nosso sofrido dinheirinho nesse circo.

  5. Eu tive o desprazer de presenciar este acontecido e não foi bem asssim como o Pimenta esta publicando… Os supostos estudantes estavam sim travstidos, e também fechando, empedindo o transito, abordando os motoristas pedindo dinheiro, fazendo pozes, caras e bocas nos capus dos carros… Lugar de aluno é na sala de aula é estudando.
    Talvez tenha sido exageiro usar gas de pimenta, mas que parar o transito pra pedir dinheiro… não concordo.
    Da Redação: “Povopovo”, o comentário do senhor ou senhora só confirma o que está exposto na nota. A nota fala que os alunos faziam “pedágio”, por volta do meio-dia, quando os homens do Exército lançaram pimenta contra o alunado.

  6. Passei de carro nesse horário e o que vi foi os alunos em harmonia, tranquilidade e brincando pedindo um didin, como é normal dessa rapaziada sadia e exercendo normalmente seus direitos.
    A truculência desses milícias é um estraga prazer, de gente sem noção.
    Imagina que são esses truculentos que vão mediar conflitos!

  7. Olha, talvez vcs não sabem o quanto essa raça das forças armadas são ignorantes e portanto é melhor sair de perto.
    Só porque são de alguma dessas instituições do alto poder acham que podem tudo e passar por cima de todos e que nenhuma lei pode impedir.
    Agora pense numa anta dessa no meio de uma guerra, o quanto deve tremer de medo. 😀

  8. Povopovo e lugar de soldado é no quartel. militar não é policia para jogar gás de pimenta em ninguem. ele nem mesmo tem o direito de faze-lo. sequer deveria estar portando o gás.

  9. São jovens despreparados, com uma arma potente na cintura e a cultura da prepotência na alma. O trânsito de Ilhéus, que já é caótico, está ficando insuportável pela ação desses militares. Quarta-feira à tarde, em pleno rush, um caminhão estava parado na Rua da Linha na faixa dos ônibus.
    Uma caminhonete, por sua vez, ocupava a vaga dos táxis no aeroporto.
    Os carros só estacionam na faixa de pedestre, em qualquer rua da cidade.
    Se assim o fazem, é porque são orientados pelos seus superiores.
    Exército não é para ficar na rua, não é esse o seu papel constitucional.
    Mas o que está por trás disso é muito simples: querem esvaziar o papel da PM, criminalizando-a, transformando o País numa república bolivariana.

  10. O que presenciei foram jovens arruaceiros tumultuando na pista impedindo o caminho de quem passava, de forma agressiva e desorganizada recolhendo dinheiro para ir beber no inferninho,e deveriam estar em sala. Lastimável a postura desses estudantes que serão o futuro do país. Um comportamento idiota atraiu uma reação igual.

  11. O problema todo é que sabemos que esses ditos “Trotes dos Calouros”, não passa de uma algazarra para arrecadar dinheiro e tomar “Cachaça” nos bares do Salobrinho. E são pessoas agressivas e ousadas. Por que não promovem seus trotes em prol de uma causa, doar sangue em banco de sangue, arrecadar alimentos e doar para pessoas carentes, passar um dia em um hospital ajudando os doentes e etc. Nós transuentes não somos obrigados a acetitar essa atitude de futuros profissionais. E para quem não sabe, um comboio militar não pode ser parado em seu deslocamento, principalmente por motivos futéis. As Forças Armadas, comandada pela sua Chefe Suprema, presidente Dilma Rousseff, está cumprindo ordens da Garantia da Lei e da Ordem no município de Buerarema, uma vez que o conflito tem o índio como um lado conflitante e sua proteção tem quer ser feita pelo governo federal. Fui aluno da UESC, e o nosso trote foi ajudar uma creche e não estar extorquindo os motoristas para arrecadar dinheiro para tomar cachaça. O Brasil precisa de vocês não como vândalos e sim como profissionais para acabar com essa roubalheira implantada do Oiapoque ao Chuí.

  12. Professora,
    A SENHORA É TÃO CHATINHA….QUE DISCURSO BOBO….”OS ESTUDANTES DEVERIAM ESTAR EM SALA DE AULA”…”O QUE SERÁ DO BRASIL NO FUTURO”….AFF….Ô DISCURSO BOBO…..E A SENHORA?! ANDA PREPARANDO AS SUAS AULAS? PESQUISANDO? OU AINDA CONTINUA COPIANDO DOS SEUS PAPIROS?!!!

  13. nem comento o desmando e despreparo desses infames visitantes. Se fosse com um filho meu estaria em desespero. mas já tá na hora de conduzir em esse trote com mais responsabilidade.Ja chega. Não tem nada de original, maduro ou produtivo em pedir dinheiro para beber… é bem deprimente.

  14. A UESC deve coibir esse tipo de farra nos quebra-molas. Concordo com quem disse que lugar de estudante, exceto quando estão indo para casa, é na sala de aula. E não atrapalhando o trânsito e causando transtorno. Só vai acabar essa abominável prática quando houver uma tragédia.

  15. Eu creio que o milico queria mesmo era estar de saia, e não de farda, ..,, por causa da frustração, resolveu mandar pimenta no dos outros, que é refresco, …!!! KKKKKKK, …!!!

  16. vivemos uma ditadura camuflada. estes milicos deveriam estar na serra do padeiro expulsando bandidos travestidos de indios,invasores de terras produtivas, foi para isto que vieram,não para ameaçar o contribuinte que paga o salario destes marginais fardados.

  17. Esse trotes são insuportáveis mesmo.Muito sem graça.Esses calouros deveriam era pedir doações de cesta básicas para distribuir para mais necessitados.Ainda mais em beira de estrada.Depois são atropelados vão culpar os motoristas.

  18. Acho que parar por 15 segundos no quebra mola, não atrapalha o trânsito. A situação da rodovia entre antigo posto da polícia rodoviária estadual e a chegada em Ilhéus prejudica mais.
    Vi jovens se divertindo após entrar na universidade. Dei 0,50 centavos e não estou preocupado se eles pedem didin pra tomar uma. Sei que é um momento. Preocupa-me encontrar diariamente pessoas adultas nas ruas pedindo dinheiro.

  19. Você deve ser um dos que estavam confundindo universidade com quintal da sua casa onde deve fazer o que quer,pois parecem que esses pais ,não os orientaram a se comportarem como seres humanos que diferenciam espaços para algazarra,diversão,e aquisição de conhecimentos.Em todas as instituições,sem distinção temos pessoas sem noção.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top