skip to Main Content
9 de abril de 2020 | 04:07 pm

NAOMAR REAFIRMA DIÁLOGO COM A CEPLAC E DIZ QUE UFSB TERÁ NOVO CONCURSO EM 2014

Tempo de leitura: 2 minutos
Naomar Almeida é reitor da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB).

Naomar Almeida é reitor da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB).

O reitor da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Naomar Almeida, afirmou que ainda neste ano haverá outro concurso com a perspectiva de contratação de, pelo menos, 150 professores. Devido às eleições, este novo certame deverá ser lançado depois de outubro.
A universidade, que terá campi em Itabuna, Porto Seguro e Teixeira de Freitas, espera contratar cerca de 617 professores e 640 servidores técnicos-administrativos nos próximos três anos.
Naomar também adiantou que a UFSB está trabalhando para obter parcerias estratégicas com órgãos como a Ceplac e a Valec, por exemplo, além do Polo de Informática de Ilhéus e o trade turístico. As conversas com a Ceplac estão adiantadas e terão peso fundamental na área de pós em ciências agroecológicas:
– Acreditamos que a universidade vai contribuir para a reestruturação da Ceplac – diz Naomar, que é também ex-reitor da Universidade Federal da Bahia (Ufba).
Juvenal e Naomar falam de sinergia Ceplac-UFSB.

Juvenal e Naomar falam de sinergia Ceplac-UFSB.

As instituições dialogam, inclusive, para a montagem do Parque Tecnológico. “Esse parque vai permitir que possamos voltar a dominar a tecnologia de ponta para aproveitarmos as potencialidades de nossa região. Não será restrito ao cacau, para que não repitamos o erro de manter todo o foco em cima de uma única base, um único cultivo”, explica o superintendente da Ceplac na Bahia, Juvenal Maynart.
Para Naomar, o diálogo e a consecução dos projetos contribuem para a superação da “velha” Ceplac. “Vamos formatar uma nova instituição. Fazer isso, em conjunto com uma nova instituição, que chega, requer que aproveitemos as vantagens, os benefícios, pontos positivos e fortes de cada uma delas”. Naomar e Juvenal também concederam entrevista ao Agora que vai às bancas neste final de semana.

Este post tem um comentário
  1. Theo,
    VC perdeu uma excelente oportunidade de ficar quieto, primeiramente o curso de bacharelado interdisciplinar tem duração de 3 anos (utilizando o exemplo das engenharias) vc adiciona mais 2 anos e consegue o diploma na engenharia que optar, coisa basica 3+2 = 5 q é o tempo normal de uma engenharia. Vale lembrar que o modelo da ufsb tem recebido muitos elogios e vem sendo destaque inclusive com uma breve pesquisada vc vai encontrar citações na Folha de São Paulo e até no site do MEC onde noticia que a ufsb e ufabc foram destaques em um forum mundial que ocorreu na Coréia.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top