skip to Main Content
28 de setembro de 2020 | 10:58 am

O ELEITOR PUNE. E JÁ ESTÁ MANDANDO SEUS RECADOS

Tempo de leitura: 2 minutos

Bob Fernandes

Dilma cai 6 pontos no Datafolha, de 44% para 38%. Governo e oposição podem ler isso como deve ser lido, ou optar pelo autoengano.
Aécio Neves (PSDB-MG) e Eduardo Campos (PSB-PE) têm o que comemorar. Por ora, no quintal da vizinha. Dilma caiu, mas segue com folga na dianteira. Aécio e Campos, estacionados, com 16% e 10%.
Já o governismo pode culpar os institutos de pesquisa, ou render-se aos fatos. Forjado também por boatos, mas ancorado em fatos reais, fato é que há um clima de pessimismo, de insatisfação, no ar.
Inútil culpar apenas a oposição, a mídia, e boatos tornados fatos. Basta ouvir o que se diz no próprio governismo; e o que não se diz, o silêncio dos que deveriam comunicar, falar pelo governo.
A CPI da Petrobras, se vier, nasce de erros do governo. Se vier solteira, será palanque devastador para a oposição. E confissão de fracasso na política de alianças: uma maioria que se transmuta em minoria.

Se a CPI vier ampliada, cabe a questão: o escândalo tucano no Metrô de São Paulo é tema para CPI, sim. Mas por que não foi criada antes por um governo que tem maioria?
Idem quanto ao porto de Suape, no Pernambuco de Eduardo Campos. Se há o que investigar, por que não investigaram até agora?
Se cobram tanto os negócios das privatizações, por que, ao longo de 12 anos, não investigaram o da Telebras e seus R$ 22 bilhões? Por que não dissecaram a compra de votos para a emenda da reeleição de FHC?
Estocar escândalos alheios à espera de oportunidade… e da prescrição? Imaginar que, em troca, teriam complacência? Espernear só quando a mídia vai além ou fica aquém dos fatos?
Esqueceram que o governo Sarney/ACM deu mais de mil concessões de rádio e tv para comprar o 5º ano na presidência? E que isso ainda é poderosa máquina de poder?
Basta superpor mapas: país afora, clãs políticos intermináveis e impérios midiáticos têm o mesmo CEP, quando não o mesmo CPF.
Sistema esse com capilaridade em cada região, a um milhar de municípios. E que serve aos seus donos e interesses antes de servir ao presidente do turno.
Antonio Carlos Magalhães deu concessões de rádio e tv para aliados. Em entrevista, diante de provas documentais inequívocas, me disse: “A oposição não quis, eu dei para os meus amigos”.
Ministro das Comunicações, Serjão Motta desejou, pensou em desmontar esse sistema. Na 6ª versão, obrigado pelos fatos e pelos boatos, engavetou o projeto que queria ver em debate no congresso. Isso na era FHC. Depois vieram Lula e Dilma.
Ao chegar ao poder imaginaram que seriam aceitos como membros do seleto club?
Há erros de estratégia, erros políticos, o inevitável no exercício do Poder. E há o inaceitável, personificado agora em André Vargas.
O petista Vargas (PR), vice-presidente da câmara que se afastou nessa segunda-feira, 7, voou no jatinho do doleiro Yussef. Sem pagar. E com ele trocava frases do gênero:
– (…)Tua independência financeira, e nossa também, é claro…
Quando se erra muito no futebol, a bola pune, como se costuma dizer. Na política, quem pune erros sucessivos é o eleitor, que já está mandando seus recados.
Bob Fernandes é comentarista da TV Gazeta e editor do Terra Magazine.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top